A história das marmorarias italianas no estado de São Paulo impressa em anúncios de jornais (1890-1930)

Autores

  • Maria Elizia Borges Universidade Federal de Goiás - UFG

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-770X.2018.19529

Palavras-chave:

Marmorarias, Migração, Publicidade

Resumo

Este artigo foi elaborado com base em anúncios de antigas marmorarias italianas instaladas no interior do estado de São Paulo. A leitura visual dessas peças de publicidade evidencia o modelo de sociedade constituído dentro de uma marmoraria, o tipo de serviço prestado por ela e a abrangência territorial do produto artístico que lhe era encomendado. São imagens intencionais que explicam o tempo que lhe deu origem. O estudo propicia observar a transformação desse tipo de ofício, uma trajetória que acompanha a expansão da economia cafeeira baseada na simbiose café x imigração x Companhia Mogiana de Estradas de Ferro. Trata-se, portanto, da análise de um período áureo da instalação de cemitérios secularizados no Brasil (1890-1930).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Elizia Borges, Universidade Federal de Goiás - UFG

Historiadora de Arte/Arte funerária no Brasil; ministra aulas nos Programas de Pós-graduação em História da Universidade Federal de Goiás (PPGH- UFG/CNPq). E-mail: maelizia@terra.com.br

Referências

ALMANACCO Illustrato della “Tribuna Italiana”. São Paulo: s. n., 1905.FERNANDES, Aristides; MIELE, Caetano. Annuário do Amparo. Amparo, SP: Editora Casa Pindorama, 1913.

BASTIANELLO, Elaine Maria Tonini. A memória retida na pedra: a história de Bagé inscrita nos monumentos funerários (1858- 1950). Bagé, RS: Ed. do Autor, 2016.

BELLOMO, Harry R. A produção da estatuária funerária no Rio Grande do Sul. In: BELLOMO, Harry R. (Org.). Cemitérios do Rio Grande do Sul: arte, sociedade, ideologia. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2000.

BELLONI, Ester. Entrevista concedida a Maria Elizia Borges. Ribeirão Preto, dia 10 de agosto de 1987.BORGES, Maria Elizia Borges. Arte funerária e il commercio carrarense in Brasile. In: BERRES-FORD, Sandra (a cura di). Carrara e il mercato della scultura. Milano: Federico Motta Editore, 2007.

BORGES, Maria Elizia Borges. Arte funerária no Brasil (1890-1930):ofício de marmoristas italianos em Ribeirão Preto = Funerary Art in Brazil (1890-1930): italian marble carver craft in Ribeirão Preto. 2. ed. Goiânia: Gráfica UFG, 2017.

DE BORTOLI FILHO, Nelson. Entrevista concedida a Maria Elizia Borges. Ribeirão Preto, dia 20 de janeiro de1989. CAPITANINI, Haroldo B. Entrevista concedida a Maria Elizia Borges. Ribeirão Preto, dia 19 de agosto de 1987. CAPRI, Roberto. O estado de São Paulo e seus municípios. São Paulo: Álbum, 1922.

COMERCIAL SA MANAIA. Almanach Illustrado de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, SP, 1913.

CROSERA, Vicente Alberto. Entrevista concedida a Maria Elizia Borges. São Paulo, dia 10 de dezembro de1987.

DEAN, Warren. Rio Claro: um sistema brasileiro de grande lavoura, 1820- 1920. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

ELUSTRA, Halima Alves de Lima. Visita ao museu de pedra: arte no Cemitério da Saudade de Campinas - SP (1881- 1950). 2008. 166f. Dissertação (Mestrado em Cultura Visual). Faculdade de Artes Visuais, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2008.

FAUSTO, Boris. Expansão do café e política cafeeira. In: PINHEIRO, P. S. et al. História geral da civilização brasileira - estrutura de poder e economia (1889- 1930). Rio de Janeiro: Difusão, 1975, v. 1, t. 3.

GODOY, Jorge Pires de. Almanach do Amparo. Campinas, SP: Typ. Mendes & Irmão, 1902.

GROSSI, Sávio. Arte e ofício da marmoraria nos primórdios de Belo Horizonte. Belo Horizonte: IMX, 2005.

MORONI FILHO, Elio; TRUZZI, Oswaldo M. Processo de trabalho em marmorarias. O caso de São Carlos, 1890- 1950. Associação Brasileira de Estudos do Trabalho: Revista da Abet, v. IV n. 2, jul. /dez. 2004. O Correio Amparense. Amparo, 30 jul. 1893.

PINTO, Paulo Renato Tot. A arte Cemiterial de Luiz Leonardi e da Marmoraria Carrara no Cemitério da Saudade em Piracicaba: levantamento e questões preliminares. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ESTUDOS CEMITERIAIS, 3., 2008, Goiânia. Anais... Goiânia: FAV/ UFG, 2008 [CD].

ROTELLINI, Vitalino. Il Brasile e gli Italiani. Firenze: Bemporad & Filho, 1906.

RUGGIERO, Antônio de. Comerciantes e artesãos toscanos nas ruas de São Paulo (1875- 1914). Cadernos de História. Belo Horizonte, v. 18, n. 28, 1o sem., 2017.

SAMAIN, Etienne. As imagens não são bolas de sinuca. Como pensam as imagens. In: SAMAIN, Etienne. (Org.) Como pensam as imagens. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2012.

artefunerariabrasil.com.br/

Downloads

Publicado

2018-12-31

Como Citar

BORGES, M. E. A história das marmorarias italianas no estado de São Paulo impressa em anúncios de jornais (1890-1930). Revista da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 25, n. 1 e 2, p. 144–157, 2018. DOI: 10.35699/2316-770X.2018.19529. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistadaufmg/article/view/19529. Acesso em: 28 nov. 2020.

Edição

Seção

Artigos