O grande desastre esquecido

análise preliminar do derramamento de óleo na costa brasileira (agosto/2019 – março/2020) e seus impactos no litoral da Bahia

Autores

  • Lélia Santiago Custódio da Silva Grupo de Pesquisa e Ação em Conflitos, Riscos e Impactos Associados a Barragens (CRIAB)
  • Jefferson de Lima Picanço Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
  • João Guilherme Soares Calil Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-770X.2020.21450

Palavras-chave:

Derramamento de óleo, Contaminação, Efeitos socioambientais

Resumo

A ocorrência de manchas de óleo no litoral brasileiro entre agosto/2019 e março/2020 provocou um grande desastre ambiental. O objetivo deste estudo foi descrever e identificar, de maneira preliminar, o impacto da contaminação do derramamento de óleo no litoral da Bahia, uma das regiões mais impactadas. As fontes de dados foram os boletins do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Nos 31 municípios afetados, a contaminação com vestígios/esparsos de óleo representou 66,47% das ocorrências. As demais, 33,53% do total, foram manchas de óleo. Ainda são necessárias estratégias para minimizar os danos do maior desastre ambiental em termos de extensão geográfica do país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BERTOLI, A. L.; RIBEIRO, M. S. Passivo ambiental: estudo de caso do Petróleo Brasileiro S.A - Petrobrás. A repercussão ambiental nas demonstrações contábeis, em consequência dos acidentes ocorridos. Revista de Administração Contemporânea, v. 10, n. 2, p. 117-136, 2006. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552006000200007>. Acesso em: 10 dez. 2019.
BITTENCOURT, A. C. S. P. et al. Tendência de longo prazo à erosão costeira num cenário perspectivo de ocupação humana: litoral norte do estado da Bahia. Revista Brasileira de Geociências, v. 40, n.1, p.125-137, 2010. Disponível em:< http://www.ppegeo.igc.usp.br/index.php/rbg/article/view/7744>. Acesso em: 17 jan. 2020.
BLACKBURN, M. et al. Oil Impacts on Marine Invertebrates. In: ________. Oil in Our Oceans. A Review of the Impacts of Oil Spills on Marine Invertebrates. Portland: The Xerces Society for Invertebrate Conservation, 2014. p.16-53. Disponível em: < http://xerces.org/sites/default/files/2018-05/14-003_01_XercesSoc_Oil-in-Our-Oceans_web.pdf>. Acesso em: 10 dez. 2019.
CARVALHO, M. P. Fatores Meteorológicos, Oceanográficos, Morfodinâmicos, Geológicos e Urbanos relacionados à incidência de afogamentos nas praias da costa Atlântica de Salvador. 2002. Dissertação (Mestrado em Geologia) - Instituto de Geociências, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2002.
CPRM - SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL. Projeto Porto Seguro Santa Cruz Cabrália. Salvador: CPRM/CBPM, 2000. Disponível em: < http://rigeo.cprm.gov.br/xmlui/handle/doc/5164>. Acesso em 12 dez. 2019.
DOMINGUEZ, J. M. L. Costa do Descobrimento: avaliação da potencialidade mineral e subsídios ambientais para o desenvolvimento sustentável dos municípios de Belmonte, Santa Cruz de Cabrália Porto Seguro e Prado. 2. ed. Salvador: CBPM, 2011. Disponível em: <http://www.cbpm.ba.gov.br/>. Acesso em 10 dez. 2019.
DOMINGUEZ, J. M. L.; BITTENCOURT, A. C. S. P. Zona Costeira. In: BARBOSA, J.S.F. (Coord.). Geologia da Bahia: pesquisa e atualização. Salvador: CBPM, 2012. p.395-425. Disponível em: <http://www.cbpm.ba.gov.br/>. Acesso em 10 dez. 2019.
DOMINGUEZ, J. M. L.; GOMES, L. C. C. Costa do Dendê: avaliação da potencialidade mineral e subsídios ambientais para o desenvolvimento sustentável dos municípios de Costa do Dendê. 2. ed. Salvador: CBPM, 2011. Disponível em: <http://www.cbpm.ba.gov.br/>. Acesso em 10 dez. 2019.
DOMINGUEZ, J. M. L. et al. Beaches in the State of Bahia: The Importance of Geologic Setting. In: SHORT, A. D.; KLEIN, A. H. F. (Org.). Brazilian Beach Systems. 1. ed. Switzerland: Springer International Publishing, 2016, v. 17, p. 307-332. Disponível em: <https://link.springer.com/chapter/10.1007/978-3-319-30394-9_12>. Acesso em 12 dez. 2019.
DUTRA, G.F. et al. A Rapid Marine Biodiversity Assessment of the Abrolhos Bank, Bahia, Brazil. RAP Bulletin of Biological Assessment 38. Washington: Conservation International, 2005.
DUTRA, F. R. L. S. et al. Meteorological tides and episodes of severe coastal erosion on the coast of Salvador, Bahia State, Brazil. Revista Brasileira de Geofísica, v.32, n.4, p. 615-636, 2014. Disponível em: <https://sbgf.org.br/revista/index.php/rbgf/article/view/551>. Acesso em: 9 jan. 2020.
GRUPO DE ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO. Nota à imprensa em 17 de dezembro de 2019. Brasília: GGA, 2019. Disponível em: < https://www.marinha.mil.br/>. Acesso em: 20 dez. 2019.
GUSTITUS, S. A.; CLEMENT, T. P. Formation, Fate, and Impacts of Microscopic and Macroscopic Oil-Sediment Residues in Nearshore Marine Environments: A Critical Review. Reviews of Geophysics, v. 55, n.4, p. 1130-1157, 2017. Disponível em: <https://agupubs.onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1002/2017RG000572>. Acesso em: 12 dez. 2019.
HANNAM, M. L. et al. Immunotoxicity and oxidative stress in the Arctic scallop Chlamys islandica: Effects of acute oil exposure. Ecotoxicology and Environmental Safety, v. 73, n. 6, p. 1440–1448, 2010. Disponível em: < https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0147651310001351>. Acesso em: 16 dez. de 2019.
HATJE, V. et al. Contaminação Química. In: HATJE, V., DE ANDRADE, J.B. (Org.). Baía de Todos os Santos: Aspectos Oceanográficos. Salvador: EDUFBA, 2009. p. 243–299.
HATJE, V. BARROS, F. Overview of the 20th century impact of trace metal contamination in the estuaries of Todos os Santos Bay: Past, present and future scenarios. Marine Pollution Bulletin, v. 64, p. 2603-2614, 2012. Disponível em: < https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0025326X12003165>. Acesso em: 20 dez. 2019.
INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Anuário Estatístico do Brasil. v. 78. Rio de Janeiro: IBGE, 2018. Disponível em: <https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/20/aeb_2018.pdf>. Acesso em: 20 dez. 2019.
INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS. Fauna atingida. Brasília: IBAMA, 2019. Disponível em: https://www.ibama.gov.br/phocadownload/emergenciasambientais/2019/manchasdeoleo/2019-11-23-ibama-manchasdeoleo-boletim-fauna-mapa.pdf. Acesso em: 25 nov. 2019.
INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS. Fauna atingida. Brasília: IBAMA, 2020a. Disponível em: http://www.ibama.gov.br/phocadownload/emergenciasambientais/2020/manchasdeoleo/2020-02-12-ibama-manchasdeoleo-boletim-fauna.pdf. Acesso em: 13 fev. 2020.
INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS. Localidades atingidas. Brasília: IBAMA, 2020b. Disponível em: http://www.ibama.gov.br/phocadownload/emergenciasambientais/2020/manchasdeoleo/2020-03-19_LOCALIDADES_AFETADAS.pdf. Acesso em: 20 mar. 2020.
INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS. Cartilha informativa sobre a trajetória do acidente. Brasília: IBAMA, 2020c. Disponível em: http://www.ibama.gov.br/phocadownload/emergenciasambientais/2020/manchasdeoleo/ibama-manchasdeoleo-desmobilizacao-cartilha_v2.pdf. Acesso em: 21 mar. 2020.
INTERNATIONAL ASSOCIATION OF OIL & GAS PRODUCERS. Impacts of oil spills on marine ecology. Good practice guidelines for incident management and emergency response personnel. London: IPIECA, 2015. Disponível em:< https://www.ipieca.org/resources/good-practice/impacts-of-oil-spills-on-marine-ecology/>. Acesso em: 20 dez. 2019.
ITOPF. Fate of marine oil spills. Technical information paper, 2. London: ITOPF, 2011. Disponível em: <https://www.itopf.org/knowledge-resources/documents-guides/document/tip-02-fate-of-marine-oil-spills/>. Acesso em: 9 de dez. 2019.
LANGANGEN, O. et al. The effects of oil spills on marine fish: Implications of spatial variation in natural mortality, Marine Pollution Bulletin, v. 119, n.1, p. 102-109, 2017. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0025326X17302552>. Acesso em: 13 dez. 2019.
LEÃO, Z. M. A. N.; DOMINGUEZ, J. M. L. Tropical Coast of Brazil. Marine Pollution Bulletin, v. 41, n. 1-6, p. 112-122, 2000. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0025326X00001053. Acesso em 10 dez. 2019.
LOPES, C. F.; MILANELLI, J. C. C.; POFFO, I. R. F. Ambientes costeiros contaminados por óleo: procedimentos de limpeza – Manual de orientação. São Paulo: Secretaria de Estado do Meio Ambiente, 2007. Disponível em: <https://cetesb.sp.gov.br/emergencias-quimicas/wp-content/uploads/sites/22/2017/02/ambientes-costeiros.pdf>. Acesso em: 2 dez. 2019.
MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Atlas de sensibilidade ambiental ao óleo das bacias marítimas da Bahia. Brasília: MMA, 2012. Disponível em: < https://www.mma.gov.br/>. Acesso em 12 jan. 2020.
MICHEL, J; FINGAS, M. Oil Spills: Causes, Consequences, Prevention, and Countermeasures. In: CRAWLEY. G. M. (Org.). Fossil Fuels. EUA: World Scientific, 2016. p.159-201. Disponível em: < https://www.worldscientific.com/doi/abs/10.1142/9789814699983_0007>. Acesso em 4 de jan. 2020.
NATIONAL OCEANIC AND ATMOSPHERIC ADMINISTRATION. Environmental Sensitivity Index Guidelines. Version 2.0. Seattle: NOAA, 1997. Disponível em: <https://www.noaa.gov/>. Acesso em 15 dez. 2019.
NATIONAL OCEANIC AND ATMOSPHERIC ADMINISTRATION. Shoreline Assessment Manual. 4 ed. Seattle: NOAA, 2013. Disponível em: <https://www.noaa.gov/>. Acesso em 15 dez. 2019.
OWENS, E. H.; SERGY, G. A. The Arctic SCAT Manual: A Field Guide to the Documentation of Oiled Shorelines in Arctic Environments. Edmonton: Environment Canada, 2004. Disponível em: <http://www.shorelinescat.com/Documents/Manuals/Environment%20Canada%202004%20Arctic%20SCAT.pdf>. Acesso em 12 jan. 2020.
PETERSON, C. H. et al. Long-term ecosystem response to the Exxon Valdez oil spill. Science, v. 302, n. 5653, p. 2082–2086, 2003. Disponível em: < https://science.sciencemag.org/content/302/5653/2082>. Acesso em 13 dez 2019.
SEI. Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia. Salvador, c2015. Disponível em: < http://www.sei.ba.gov.br/ >. Acesso em: 15 jan. 2020.
SILVA, I. R. Praias da costa do descobrimento: uma contribuição para a gestão ambiental. 1996. Tese (Doutorado em Geologia) - Instituto de Geociências, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 1996.
SILVA, I. R.; FILHO, J. R. S. Sensibilidade ambiental de praias: um exemplo de análise para a península de Maraú, sul do estado da Bahia, Brasil. Pesquisas em Geociências, v. 38 n. 2, p. 147-157, 2011. Disponível em: < https://seer.ufrgs.br/PesquisasemGeociencias/article/view/26380>. Acesso em: 21 dez. 2019.
SILVA, I. R.; NASCIMENTO, H. M.; REBOUÇAS, R. C. Avaliação da sensibilidade ambiental das praias localizadas no arquipélago Tinharé/Boipeba, litoral Sul do Estado da Bahia. Geociências, v. 28, n. 2, p. 193-201, 2009. Disponível em: < http://www.ppegeo.igc.usp.br/index.php/GEOSP/article/view/7108>. Acesso em: 13 dez. 2019.
SILVA, S. B. M; SILVA, B. C. N.; CARVALHO, S. S. Metropolização e turismo no Litoral Norte de Salvador: de um deserto a um ter a um ter a um território de enclaves? In: CARVALHO, I.M.M.; PEREIRA, G. C. (Orgs.). Como anda Salvador e sua região metropolitana. Salvador: EDUFBA, 2008. p.189-211.
SHEN, H.; PERRIE, W.; WU, Y. Wind drag in oil spilled ocean surface and its impact on wind-driven circulation. Anthropocene Coasts. v.2, p. 244–260, 2019. Disponível em: <https://www.nrcresearchpress.com/doi/full/10.1139/anc-2018-0019#.Xspv42hKg2w>. Acesso em 21 dez. 2019.
SHORT, A. D. Three dimensional beach-stage model. Journal of Geology, v.87, p. 553 – 571, 1979. Disponível em: <https://www.journals.uchicago.edu/doi/abs/10.1086/628445?journalCode=jg>. Acesso em 14 dez. 2019.
STRINGARI, C. E. et al. Modeling the wind influence in an oil spill along the southern brazilian shelf. Revista da Engenharia Térmica, v. 11, n. 1-2, p. 100-109, 2012. Disponível em: <https://revistas.ufpr.br/reterm/article/view/62008>. Acesso em 16 dez. 2019.
WRIGHT, L.D.; SHORT, A.D., Morphodynamic variability of surf zone and beaches: a synthe. Marine Geology, 56, p.93–118, 1984. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/0025322784900082?via%3Dihub. Acesso em 10 dez. 2019.
WRIGHT, L.D.; THOM, B.G.; CHAPPELL, J. Morphodynamic Variability of high-energy beaches. In: 16TH CONFERENCE ON COASTAL ENGINEERING, 1978, Hamburg, Proceedings... Hamburg, 1978. p. 1180-1194.

Downloads

Publicado

2021-11-19

Como Citar

SILVA, L. S. C. da; PICANÇO, J. de L.; CALIL, J. G. S. O grande desastre esquecido: análise preliminar do derramamento de óleo na costa brasileira (agosto/2019 – março/2020) e seus impactos no litoral da Bahia . Revista da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 27, n. 3, p. 54–79, 2021. DOI: 10.35699/2316-770X.2020.21450. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistadaufmg/article/view/21450. Acesso em: 3 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos