Paris, a cidade luz no terceiro milênio

Autores

  • Célia Maria Antonacci Ramos Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-770X.2013.2686

Palavras-chave:

Cidade, Imigração, Fronteiras

Resumo

O deslocamento no espaço é uma experiência indispensável para quem se dedica a estudar as cidades em suas dinâmicas contemporâneas e fluxos migratórios. Este texto parte de minhas caminhadas pelas ruas de Paris, quando realizei estágio de pós-doc em 2011/2012. A partir da cidade de Paris, as questões aqui levantadas estão relacionadas com as cidades no terceiro milênio e seu relacionamento com o sistema das artes. Como e até que ponto, o sistema das artes e os artistas, críticos e curadores interferem nos debates sobre a integração das pessoas no espaço de convivência coletiva da cidade contemporânea? Pode a arte ser parte dos debates nas cidades com um forte acento em preconceitos?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Célia Maria Antonacci Ramos, Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC

Professora do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais do Centro de Artes da Universidade do Estado de Santa Catarina –CEART/UDESC (Brasil).

Downloads

Publicado

2016-04-11

Como Citar

RAMOS, C. M. A. Paris, a cidade luz no terceiro milênio. Revista da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 20, n. 1, p. 306–323, 2016. DOI: 10.35699/2316-770X.2013.2686. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistadaufmg/article/view/2686. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos