Dilemas da diversidade em um processo de regularização fundiária

o caso de Ciganos Calon em Belo Horizonte

Autores

  • Deborah Lima Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
  • Helena Dolabela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-770X.2015.2739

Palavras-chave:

Ciganos Calon, Regularização fundiária, Belo Horizonte

Resumo

O artigo apresenta pleito de um grupo de ciganos Calon, do Bairro São Gabriel de Belo Horizonte, Minas Gerais, pela regularização fundiária de uma área de ocupação histórica. O caso é tomado como base para discutir dilemas do atendimento de demandas de minorias em Estados nacionais. O processo fundiário ilustra a possibilidade de redefinição de práticas estatais a partir da ampliação das margens conceituais adotadas. Mostramos como o enfrentamento da categorização do nomadismo – baseada numa identidade essencializada do modo de vida cigano – e a disputa por significados outros de direitos e justiça levaram ao reconhecimento inédito do direito ao espaço-território pelos ciganos de São Gabriel.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Deborah Lima, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Doutora, Professora Titular do Departamento de Antropologia e Arqueologia da Universidade Federal de Minas Gerais. E-mail: deb.m.lima@gmail.com

Helena Dolabela, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Bacharel em Direito e Doutoranda em Antropologia, PPGAN, Universidade Federal de Minas Gerais.
E-mail: helenadolabela@gmail.com

Referências

CANTARINO, Eliane. “Nation Building” e relações com o Estado: o campo de uma antropologia em ação. In: Desenvolvimento, Reconhecimento de Direitos e Conflitos Territoriais. Org. Andrea Zhouri. ABA Publicações, 2012.

DAS & POOLE. El Estado e sus márgenes. Etnografias Comparadas. Revistas Acadêmicas de Relaciones Internacionales, nº 8, junio, GERI-UAM. 2008

FAZITO, Dimitri. A identidade cigana e o efeito de nomeação: deslocamento das representações numa teia de discursos mitológicos-científicos e práticas sociais. Revista de Antropologia, N.2, vol 49. São Paulo. 2006.

FERRARI, Florencia. O mundo passa: uma etnografia sobre os calon e suas relações com os brasileiros. Tese de Doutorado/Departamento de Antropologia da USP. São Paulo, 2010.

LIMA, Deborah; SAMPAIO, Alexandre; VASCONCELOS, Bruno; OLIVEIRA, Fernanda; FERREIRA, José Candido. Laudo Antropológico: justificativa do pleito de permanência do grupo cigano Calon no bairro de São Gabriel, Belo Horizonte, frente à ameaça de deslocamento involuntário. Defensoria Pública da União, Belo Horizonte. 2011, 22 páginas, Manuscrito.

LIMA, Deborah; DOLABELA, Helena; CAMPOS, Juliana; GONÇALVES, Flora; SAMPAIO, Alexandre. Relatório Antropológico: Avaliação da Demanda de Ocupação dos Ciganos Calon do Bairro São Gabriel, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Belo Horizonte, NuQ-UFMG. Manuscrito.

TEIXEIRA, Rodrigo Corrêa. História dos Ciganos no Brasil. Núcleo de Estudos Ciganos: Recife, 2008.

Downloads

Publicado

2016-09-09

Como Citar

LIMA, D.; DOLABELA, H. Dilemas da diversidade em um processo de regularização fundiária: o caso de Ciganos Calon em Belo Horizonte. Revista da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 22, n. 1.2, p. 80–103, 2016. DOI: 10.35699/2316-770X.2015.2739. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistadaufmg/article/view/2739. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos