O tempo no corpo

envelhecimento e longevidade na perspectiva anti-aging

Autores

  • Fernanda Rougemont Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-770X.2016.2771

Palavras-chave:

Envelhecimento, Anti-aging, Tempo

Resumo

O artigo tem a proposta de pensar a percepção do tempo por meio atrav do envelhecimento. O objetivo é analisar a articulação entre o envelhecimento, como processo físico, e os diferentes modos de mensuração e periodização do tempo. A análise é realizada sob a perspectiva anti-aging, cuja emergência evidencia controvérsias da compreensão do envelhecimento como fenômeno.  Considerando a preeminência da idade cronológica nas sociedades modernas ocidentais, destacam-se as transformações da concepção do ciclo de vida pela separação e distinção entre o envelhecimento biológico e o envelhecimento cronológico, promovidas pela abordagem anti-aging.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Rougemont, Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

Mestra em Sociologia e Antropologia. Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Sociologia e Antropologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro - PPGSA/UFRJ.

Downloads

Publicado

2017-06-05

Como Citar

ROUGEMONT, F. O tempo no corpo: envelhecimento e longevidade na perspectiva anti-aging. Revista da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 23, n. 1 e 2, p. 36–61, 2017. DOI: 10.35699/2316-770X.2016.2771. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistadaufmg/article/view/2771. Acesso em: 31 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos