Memória do futuro

Autores

  • João Antonio de Paula Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-770X.2021.39064

Resumo

O título deste texto — “Memória do Futuro” — parte de um suposto, que, perfeitamente aceito, é discutível, na medida em que se dá como certo, que haverá futuro. Ora, esta certeza, de fato, só tem para ustenta-la a experiência, de todos os dias, de que o mundo permanece sempre disponível em sua, até aqui, ilimitada continuidade. Nossa costumada experiência, de que ao findar um dia sempre se segue outro, perfeitamente novo, impregna em nós a certeza sobre o futuro. No século XVIII, David Hume já havia questionado essa certeza, com base em seu implacável empirismo, que o levou a dizer que a realidade só é efetiva quando experimentada, isto é, quando atestada por nossos sentidos. Hume disse que a ideia de futuro é, de fato, o resultado uma “crença”. Nada, a não ser ela, nos pode garantir que haverá um amanhã. Para confirmá-lo será preciso que o sol se levante às horas costumeiras. Assim, afirmar a existência do futuro é sempre uma crença, sobre possibilidades, cujos conteúdos não estão determinados, mas abertos para a invenção humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Antonio de Paula, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Professor do Cedeplar/FACE/UFMG

Referências

ADORNO, Theodor W. e HORKHEIMER, Max. Dialética do Esclarecimento. Trad. port., Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 1985.

ANDERSON, Perry. O fim da História, De Hegel a Fukuyama. Trad. port., Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 1992.

ANTUNES, Ricardo. O Privilégio da Servidão. O Novo proletariado de serviços na era digital. São Paulo, Boitempo Editorial, 2018.

ARICÓ, José. Marx e a América Latina. Trad. port., Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1982.

ATTALI, Jacques. Breve História del Futuro. Trad. esp., Barcelona, Paidós, 2007.

BLOCH, Ernst. O Princípio Esperança. Trad. port., Rio de Janeiro, Contraponto/EUERJ, 2005, 3 vols.

DAHRENDORF, Ralf. El Recomienzo de la historia. De la caída del Muro a la Guerra de Irak. Trad. esp., Buenos Aires, Katz Editores, 2006.

DANOWSKI, Déborah e CASTRO, Eduardo Viveiros de. Há mundo por vir? Ensaio sobre os medos e os fins. Florianópolis, Cultura e Barbárie/Instituto Socioambiental, 2014.

GOLDMAN, Lucien. El Hombre y lo Absoluto. El Dios Oculto. Trad. esp., 2ª Edição, Barcelona, Ediciones Península, 1985.

JACQUES, Paola Bernstein. “Prefácio”. Internacional Situacionista. Apologia da Deriva. Escritos situacionistas sobre a cidade. Rio de Janeiro, Casa da Palavra, 2003.

KOSIK, Karel. “A crise do homem contemporâneo e o socialismo in Revista Civilização Brasileira, Caderno Especial 3, Rio de Janeiro, Editora Civilização Brasileira, Setembro, 1968.

KOSIK, Karel. Dialética do Concreto. Trad. port., 2ª edição, Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1976.

LEFEBVRE, Henri. Metafilosofia. Trad. port., Rio de Janeiro, Civilização Brasileira,1967.

LYOTARD, Jean-François. A condição Pós-Moderna. Trad. port., Lisboa, Gradiva, 1989.

MARX, Karl. Crítica da Filosofia do Direito de Hegel. Trad. port., São Paulo, Boitempo Editorial, 2005.

MONIZ BANDERIA, Luiz Alberto. A Segunda Guerra Fria. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2013.

PASCAL. Pensamentos. Trad. port., São Paulo, Difusão Europeia do Livro, 1957.

RANCIÈRE, Jacques. O Ódio à Democracia. Trad. port., São Paulo, Boitempo Editorial, 2014.

SARTRE, Jean Paul. Questão de Método. Trad. port., 3ª edição, São Paulo, Difusão Europeia do Livro, 1972.

SCARON, Pedro. “A Modo de Introducción” in MARX, Karl – ENGELS, Friedrich. Materiales para La Historia de America Latina. Trad. Esp., 2a edição, Córdoba Ediciones Pasado y Presente, Cuadernos PyP, n. 30, 1974.

THOMPSON, E. P. Tradición, Revuelta y Consciencia de Clase. Estudio sobre las crises de la sociedad preindustrial. Trad. esp., 3ª edição, Barcelona, Editorial Crítica, 1989.

VEIGA, José Eli. “Reflexões sobre o futuro da humanidade” in Valor, 9/4/2021.

ZIZEK, Slavoj. Às portas da Revolução. Trad. port., São Paulo, Boitempo Editorial, 2005.

ZIZEK, Slavoj. Em Defesa das Causas Perdidas. Trad. port., São Paulo, Boitempo Editorial, 2011.

Downloads

Publicado

2022-07-28

Como Citar

PAULA, J. A. de. Memória do futuro. Revista da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 28, n. 2, p. 32–55, 2022. DOI: 10.35699/2316-770X.2021.39064. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistadaufmg/article/view/39064. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Filosofia/Utopia