A Arquitetura e a premente (re) construção do seu ethos técnico-profissional

Autores

  • Carolina Rosa Universidade de São Paulo (USP)

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-770X.2022.39470

Palavras-chave:

Arquitetura, Construção, Epistemologia, Técnica, Processo de Projeto

Resumo

Este artigo discute a situação da Arquitetura enquanto campo de conhecimento e suas relações com a Construção. A hipótese é de que uma prática disciplinar da Arquitetura, que se reconhece como algo distinto da Construção, tem sido responsável pelo seu esvaziamento. O tema é discutido à luz da questão da técnica no pensamento de Martin Heidegger, para quem técnica e conhecimento estão intrinsecamente relacionados. Tomando o projetar como um processo de produção do conhecimento, conhecimento sempre novo e materializado na construção de novas realidades, discute-se o processo de transição entre ideia (conhecimento) e objeto (matéria), sugerindo-se uma compreensão da técnica como uma espécie de linguagem. Sugere-se, também, que uma prática disciplinar da arquitetura, mediada pelo conhecimento hierarquizado, menospreza as técnicas e os saberes práticos, alienando-se, assim, de sua própria linguagem. Conclui-se que uma prática transdisciplinar e inovadora da arquitetura poderia partir de sua renovação epistemológica fundamentada na re-construção do seu ethos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Rosa, Universidade de São Paulo (USP)

Doutoranda em Arquitetura pela FAU-USP.

Referências

ALBERTI, Leon Batista. Da arte de Construir. Tradução: Sergio Romanelli. São Paulo: Hedra, 2012.

ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. Tradução: Torrieri Guimarães. São Paulo: Martin Claret, 2001.

BOURDIEU, Pierre. Campo de poder, campo intelectual: itinerário de un concepto. Buenos Aires: Editorial Montressor, 2002.

CAMPOMORI, M. J. L. “e pur si muove”: O ensino de projeto de arquitetura e urbanismo e a tradição da prática profissional. 180 f. 2013. Tese de Doutorado (Educação) - Faculdade de Educação, UFMG: Belo Horizonte, 2013.

CARSALADE, Flávio de Lemos. A diversidade no ensino de projeto e seus fundamentos comuns. In: CAMPOMORI, M. J. L. (org.). Aprender Fazendo: ensaios sobre o ensino de projeto. Belo Horizonte: Editora da Escola de Arquitetura da UFMG, 2018. 240p.

DOMINGUES, Ivan. Disciplinaridade, multi, inter e transdisciplinaridade - onde estamos?. Goiânia: Instituto de Estudos Avançados Transdisciplinares, [s. d.]. Disponível em: https://www.ufmg.br/ieat/2012/03/disciplinaridade-multi-inter-e-transdisciplinaridade-–-onde-estamos/ . Acesso em: 26 set. 2021.

FERRO, Sérgio. Esboço: A produção da casa no Brasil. In: ARQUITETURA E TRABALHO LIVRE. São Paulo: Cosac Naify, 2006a. p. 60–101.

FORQUIN, Jean-Claude. Saberes escolares, imperativos didaticos e dinâmicas sociais. In: Teoria & Educação, Porto Alegre, v. 5, p. 28–49, 1992.

FRAMPTON, Kenneth. Studies in tectonic culture: the poetics of construction in nineteenth and twentieth century architecture. Cambrige MA: MIT Press, 1995.

HEIDEGGER, Martin. A Questão da Técnica. Scientia Studia, São Paulo, v. 5, n. 3, p. 375–398, 2007.

HORKHEIMER, Max. Eclipse da Razão. Tradução: Sebastião Uchoa Leite. São Paulo: Centauro, 2002.

KRENAK, Ailton. Entrevista para o programa Roda Viva. São Paulo: TV Cultura, 2021. MAGALHÃES, Vera et all em 19/04/2021. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=BtpbCuPKTq4 . Acesso em: 21 abr. 2021.

LAWSON, Bryan. Como arquitetos e designers pensam. Tradução: Maria Beatriz Medina. São Paulo: Oficina de Textos, 2011.

MACIEL, Carlos Alberto. Arquitetura como Infraestrutura: teoria. Belo Horizonte: Miguilim, 2019.

MALARD, Maria Lúcia. O futuro do projeto em arquitetura e urbanismo: ensino e pesquisa. In: CAMPOMORI, Maurício (org.). In: Aprender Fazendo: ensaios sobre o ensino de projeto. Belo Horizonte: Editora da Escola de Arquitetura da UFMG, 2018. p. 151–171.

MARX, Karl. O capital : crítica da economia política : livro I: o processo de produção do capital. Tradução: Rubens Enderle. São Paulo: Boitempo, 2017.

POMBO, Olga. Interdisciplinaridade e integração de saberes. Liinc Em Revista, [s. l.], v. 1, n. 1, p. 3–15, 2006.

SILVA, Elvan. Matéria, Ideia e Forma: Uma definição de arquitetura. Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 1994.

VITRÚVIO. Tratado de Arquitetura. Tradução: M. Justino Maciel. São Paulo: Martins Fontes, 2019.

Downloads

Publicado

2022-08-01

Como Citar

ROSA, C. A Arquitetura e a premente (re) construção do seu ethos técnico-profissional. Revista da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 29, n. 2, p. 217–239, 2022. DOI: 10.35699/2316-770X.2022.39470. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistadaufmg/article/view/39470. Acesso em: 7 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos