Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir para o rodapé

Dossiê Outras vidas contra o espetáculo:o animal, o vegetal, a máquina e o alien

v. 2 n. 1 (2021): Dossiê - Outras vidas contra o espetáculo: o animal, a planta, a máquina e o alien

Azul profundo como embriologia cinematográfica e obliquação diagramática

DOI
https://doi.org/10.53981/destroos.v2i1.34361
Enviado
junho 2, 2021
Publicado
2021-08-25

Resumo

Partindo da fabulação especulativa Azul Profundo, procuramos explorar neste texto as potencialidades pedagógicas implicadas nesta experimentação conceitual e cinematográfica a partir do dispositivo da “imagem-ovo”, como gesto de desaceleração dos processos de criação em favor de outras vidas, sempre menores que operam como modos de existência transitivos e processuais contra o espetáculo. Isto é, modos de experiência cinematográficos que através da “imagem-ovo” dão lugar a uma embriologia cinematográfica como obliquação diagramática de uma pedagogia radical. Disposições que afirmam maneiras outras de entrarmos em relação com as imagens e de estarmos em estado de co-aprendizagem constante e impessoal com elas.

Downloads

Não há dados estatísticos.