AÇÕES AFIRMATIVAS NA UFMG: UMA PROPOSTA POLÍTICA E PEDAGÓGICA VOLTADA PARA ALUNOS E ALUNAS NEGROS

Autores

  • Nilma Lino Gomes FAE/UFMG

Palavras-chave:

ações afirmativas, formação universitária de alunos e alunas negros, identidade étnico-racial

Resumo

O artigo apresenta a experiência do Projeto Ações Afirmativas na UFMG, um dos 27 aprovados no concurso nacional Cor no Ensino Superior, promovido pelo programa Políticas da Cor, do Laboratório de Políticas Públicas da UERJ. Este projeto visa desenvolver uma proposta de ação afirmativa que tenha como foco o investimento na formação acadêmica dos alunos e alunas negros, sobretudo os de baixa renda, regularmente matriculados na graduação da UFMG. As atividades desenvolvidas pelo Projeto estruturam-se a partir de duas linhas de ação. A primeira envolve atividades para apoiar os estudantes beneficiários do mesmo, tanto do ponto de vista acadêmico quanto material. Pretende-se, também, apoiá-los para a futura entrada na pós-graduação. A segunda volta-se para o desenvolvimento da identidade étnico/racial desses alunos e alunas, a partir de debates, no interior da Universidade, acerca da questão racial na sociedade brasileira e do envolvimento dos beneficiários do projeto em atividades que visem a estimular e até mesmo a preparar outros(as) afro-brasileiros(as) pobres para o ingresso no ensino superior.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-10-26

Como Citar

GOMES, N. L. AÇÕES AFIRMATIVAS NA UFMG: UMA PROPOSTA POLÍTICA E PEDAGÓGICA VOLTADA PARA ALUNOS E ALUNAS NEGROS. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 12, n. 1, p. 73–84, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/8975. Acesso em: 20 jan. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.