A EDUCAÇÃO: NEM PROMETEU NEM SÍSIFO, UMA INTERVENÇÃO / The education: neither Prometheus nor Sisyphus, an intervention

Autores

  • Jean-Marie Barbier CNAM/Paris

Palavras-chave:

Ação educativa, Cultura de ensino, Cultura de profissionalização

Resumo

O objetivo do ensaio é definir ação educativa como intervenções de sujeitos sobre as atividades de outros sujeitos em que diversas historicidades individuais e coletivas se cruzam, promovendo desenvolvimentos de parte a parte. Essa definição entende como especificidade da ação educativa o fato de ser intencional em sua concepção e organização, tendo em vista transformações esperadas em termos de rotinas de atividade com posterior valorização. Tal concepção é complementada pela diferenciação entre “cultura de ensino”, na qual há uma organização do espaço educativo segundo uma lógica de comunicação de saberes e conhecimentos, “cultura da formação”, quando esta organização obedece a uma lógica de produção de (novas) capacidades e atitudes e, finalmente, “cultura da profissionalização”, quando o objetivo é estruturar atividades tendo em vista a transformação de competências. O autor finaliza o artigo apresentando quadro comparativo das características dessas três “culturas”, chamando atenção para o fato de que podem integrar momentos diferentes de uma mesma ação educativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jean-Marie Barbier, CNAM/Paris

Professor do Centre de Recherche sur la Formation do Conservatoire National des Artes et Métiers – CNAM/Paris.

Downloads

Como Citar

BARBIER, J.-M. A EDUCAÇÃO: NEM PROMETEU NEM SÍSIFO, UMA INTERVENÇÃO / The education: neither Prometheus nor Sisyphus, an intervention. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 21, n. 2, p. 63–72, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9043. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)