A ESCOLA ESTATAL CAPITALISTA E A EDUCAÇÃO DO TRABALHADOR / The state capitalist school and the education of the worker

  • Maria José Ferreira Ruiz Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: Escola estatal, Educação pública, Trabalho assalariado

Resumo

A escola é um produto social que tem sua história atrelada ao desenvolvimento do mundo da produção. Partindo desse pressuposto, o objetivo deste texto é o de apresentar o processo de construção sócio-histórico da escola estatal capitalista e a relação entre educação e trabalho.  Para tanto, revisitamos alguns teóricos clássicos da área da educação e da economia política, dentre os quais Smith, Marx, Gramsci, Althusser, Fernández Enguita, Mészáros e outros. Explanamos sobre como a escola estatal contribui, historicamente, para preparar o trabalhador para que se ajuste à forma de trabalho do sistema econômico e para desenvolver o nacionalismo e a socialização das massas para o trabalho assalariado. Encerramos apontando alguns elementos sobre a escola progressista, seus idealismos, utopias e potencialidades para contribuir com a emancipação social dos sujeitos na sociedade de classes.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria José Ferreira Ruiz, Universidade Estadual de Londrina
Doutora em Educação pela Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" (UNESP/Marília); Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Docente da Área de Política e Gestão da Educação da UEL.
Publicado
2014-03-24
Como Citar
RUIZ, M. J. F. A ESCOLA ESTATAL CAPITALISTA E A EDUCAÇÃO DO TRABALHADOR / The state capitalist school and the education of the worker. Trabalho & Educação - ISSN 1516-9537 / e-ISSN 2238-037X, v. 23, n. 1, p. 119-137, 24 mar. 2014.