EDUCAÇÃO INTEGRAL E JOVENS-ADOLESCENTES: TESSITURAS E ALCANCES DA EXPERIÊNCIA / Integral Education and youth: dinamics and influencies of the experience

Autores

  • Bárbara Bruna Moreira Ramalho FaE/UFMG

Palavras-chave:

Educação Integral, Jovens-adolescentes, Programa Escola Integrada

Resumo

A partir do final do século XX e do início do século XXI, observa-se a emergência de políticas públicas em torno da Educação Integral, no Brasil. Verifica-se, entretanto, de acordo com diversos estudos, a inexistência de um consenso quanto às matrizes conceituais e aos formatos adotados nas diversas experiências de ampliação da jornada escolar e/ou das dimensões educativas em curso no país. Essa diversidade de formatos suscita o interesse em investigar as possíveis influências exercidas por essas atividades sobre as vivências sociais e escolares dos sujeitos delas egressos. Nessa perspectiva, no presente trabalho, foi investigado um grupo de sujeitos, entre quinze e dezoito anos, pertencentes às camadas populares e que participaram, por, no mínimo, dois anos, do Programa Escola Integrada (PEI), programa de Educação Integral da Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte. A opção pela abordagem do PEI justifica-se por aspectos diversos... 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bárbara Bruna Moreira Ramalho, FaE/UFMG

Mestre em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais. Professora do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte. 

Downloads

Publicado

2014-12-18

Como Citar

RAMALHO, B. B. M. EDUCAÇÃO INTEGRAL E JOVENS-ADOLESCENTES: TESSITURAS E ALCANCES DA EXPERIÊNCIA / Integral Education and youth: dinamics and influencies of the experience. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 23, n. 3, p. 199–200, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9352. Acesso em: 27 out. 2021.

Edição

Seção

RESUMOS