REFLEXÕES SOBRE A ATIVIDADE DE TRABALHO DO PSIQUIATRA NO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL (CAPS) | Reflections about the work activity of the Psychiatrist at the Psychosocial Care Centers (CAPS)

Autores

  • Enio Rodrigues da Silva UFMG/FAE
  • Vanessa Andrade Barros UFMG/FAE

Palavras-chave:

Atividade, Psiquiatria, Centro de Atenção Psicossocial, Activity, Psychiatry, Psychosocial Care Center

Resumo

This paper is the result of a master’s research developed at Federal University of Minas Gerais (UFMG) in the Graduate Program of Psychology. Its general objective is to understand what psychiatrists do in the Psychosocial Care Center (CAPS) when they work between the prescribed and the real. In specific terms, analyze how they make use of themselves and how they mobilize the six Competency Ingredients of the activity (IGR’s) in the real work. Through the theoretical and methodological principles of the Psychosociology of Work, dialoguing with the Ergology approach, we conducted a qualitative research in four Psychosocial Care Centers of the Mental Health Networks of Belo Horizonte and Betim/MG. Observations were made of the psychiatrist’s activity, who were also interviewed in depth, as well as workers from other areas and patients. The general panorama pointed to controversies and discomforts regarding the work processes and the central place occupied by the psychiatrist and the medical staff in the absence of the clinical principles of treatment and decentralization of knowledge and powers advocated by the Brazilian Anti-Madhouse Fight and Psychiatric Reform. There was also a growing movement to institutionalize this service in the context of national Mental Health policies. 

___

O presente artigo é resultante de uma pesquisa de mestrado desenvolvida na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) no Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Tem como objetivo geral compreender o que fazem os psiquiatras no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) quando trabalham entre o prescrito e o real. Em termos específicos, analisar como eles fazem uso de si e como mobilizam os seis Ingredientes de Competência (IGRs) da atividade no trabalho real. Por meio de princípios teórico- metodológicos da Psicossociologia do Trabalho, dialogando com a abordagem da Ergologia, realizamos uma pesquisa qualitativa em quatro Centros de Atenção Psicossocial das redes de Saúde Mental de Belo Horizonte e Betim/MG. Foram realizadas observações da atividade do psiquiatra, que também foram entrevistados em profundidade, além de trabalhadores de outras áreas e pacientes. O panorama geral encontrado apontou para controvérsias e desconfortos quanto aos processos de trabalho e ao lugar central ocupado pelo psiquiatra e pela medicina nas equipes à revelia dos princípios clínicos de tratamento e de descentralização de saberes e poderes preconizados pela Luta Antimanicomial e Reforma Psiquiátrica brasileiras. Observou-se também um crescente movimento de institucionalização desse serviço no cenário das políticas nacionais de Saúde Mental. 


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Enio Rodrigues da Silva, UFMG/FAE

Graduado em Medicina pela FCCMG (1995), Psiquiatra, mestre em Psicologia Social pela UFMG/FAFICH (2010), doutor em educaçào pela UFMG/FAE (2016), professor da Faculdade de Medicina Unifenas/BH, preceptor da Residência em Psiquiatria de Betim/BH e trabalhador do CAPSad Betim/MG.

Vanessa Andrade Barros, UFMG/FAE

Professora Associada da Universidade Federal de Minas Gerais, dept. de Psicologia. Graduada em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1979), mestrado em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais (1992), doutorado em Sociologia - Universite de Paris VII (1998) e pos-doutorado no Conservatoire National des Arts et Métiers-Paris (2011) onde participa como pesquisadora convidada no grupo de pesquisa Santé et Travail. Membro titular do CIRFIP (Centre International de Recherche, de Formation et d'Intervention en Psychosociologie) e membro fundador do Instituto DH: Promoção, Pesquisa e Intervenção em Direitos Humanos e Cidadania. Realiza pesquisas na área de Psicologia do Trabalho na perspectiva das Clinicas do Trabalho, com ênfase nos enfoques teórico-metodológicos da Psicossociologia do Trabalho e Ergologia em interface com abordagens de Direitos Humanos. Interesse de pesquisa: temas relativos à sistema prisional e sócio-educativo, trabalhos marginalizados e saúde do trabalho. Áreas de atuação: psicologia do trabalho, psicossociologia, direitos humanos e sociologia clínica.

Downloads

Publicado

2017-12-04

Como Citar

SILVA, E. R. da; BARROS, V. A. REFLEXÕES SOBRE A ATIVIDADE DE TRABALHO DO PSIQUIATRA NO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL (CAPS) | Reflections about the work activity of the Psychiatrist at the Psychosocial Care Centers (CAPS). Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 26, n. 2, p. 85–102, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9505. Acesso em: 27 maio. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS