A PRÁXIS PRODUTIVA NAS RELAÇÕES DE PRODUÇÃO-FORMAÇÃO DOS PESCADORES DA COLÔNIA Z-16 DE CAMETÁ-PA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2238-037X.2019.9787

Palavras-chave:

Práxis produtiva, Produção-formação, Colônia de Pescadores Artesanais Z-16 de Cametá

Resumo

O presente estudo é parte de resultado de tese de doutorado, defendido em 2017, sob o título: Pescadores Artesanais da Z-16: relações de produção-formação e práxis política. Faz-se aqui uma análise da práxis produtiva nas relações de produção-formação dos pescadores da Colônia Z-16 de Cametá-Pa, enquanto instrumento de contestação da realidade desses sujeitos. Por meio da aplicação de entrevistas semiestruturadas (MICHELAT, 1985), e com os dados analisados com base no materialismo histórico-dialético (MARX, 2008), sustenta-se que a práxis produtiva dos pescadores vem se apresentando enquanto mecanismo de não aceitação das negações produzidas pelo modo de produção vigente e, também, enquanto luta pela transformação da realidade. Conclui reconhecendo que a práxis produtiva se revela na ação constante dos pescadores e que as próprias limitações que hoje esses sujeitos sofrem em relação à construção de uma existência plena, bem como as relações próprias do mundo interiorano no qual estão inseridos, se transformam em mecanismos potencializados no sentido de avançar para além das negações e contradições cotidianamente enfrentadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adenil Alves Rodrigues, Universidade Federal do Pará (UFPA/Cametá)

Mestre em Educação (UFPA). Graduado em Letras-Habilitação em Língua Portuguesa (UFPA). Atualmente tutor Presencial das turmas de Letras (Habilitação-Língua Portuguesa) da Universidade Aberta do Brasil (UAB/UEPA) e Professor Colaborador no Campus Universitário do Tocantins (UFPA/Cametá). No que se refere à temática Trabalho e Educação, discute questões relacionadas à Identidade, Saberes, Juventude e Ensino Médio. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Trabalho e Educação (GEPTE/UFPA).

Egidio Martins, Universidade Federal do Pará (UFPA/Cametá)

Doutor em Políticas Públicas Educacionais pelo Instituto da Ciência da Educação da Universidade Federal do Pará. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Trabalho e Educação-GEPTE/UFPA. Docente da UFPA-Campus Universitário do Tocantins- Cametá/Pará.

Ronaldo Marcos de Lima Araujo, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Doutor em Educação pela UFMG. Professor do Curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Currículo e Gestão da Escola Básica da Universidade Federal do Pará. Coordenador do GEPTE - Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Trabalho e Educação

Referências

CHAUÍ, Marilena. O que é ideologia? São Paulo: Brasiliense, 1980.

KOSIK, Karel. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

MARX, Karl; ENGELS Friedrich. A Ideologia Alemã. 1º ed. São Paulo: Expressão popular, 2009.

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política. São Paulo: Boitempo, 2013.

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008. V.1.

MARX, Karl. Manifesto do Partido Comunista. 1ª ed. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

MARX, Karl. Contribuição á crítica da economia política. Tradução Maria Helena Barreiro Alves; revisão da tradução Carlos Roberto F. Nogueiro.- 5º ed. – São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2016.

RODRIGUES, Doriedson do Socorro. Saberes sociais e luta de classe: um estudo a partir da Colônia de Pescadores Artesanais Z-16-Cametá/Pará. 2012. 337 f. Tese (Doutorado) -Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em educação, Belém, 2012.

SANTOS, Theotonio dos. Forças produtivas e relações de produção ensaio introdutório. Tradução de Hugo Pedro Bofff. Petrópolis: Vozes, 1984.

SALOMON, Délcio Vieira. A maravilhosa incerteza: ensaio de metodologia dialética sobre problematização no processo do pensar, pesquisar e criar.São Paulo: Martins Fonte, 2000.

VÁZQUEZ, Adolfo Sánchez. Filosofia da Práxis. 2ª ed.- Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciências Sociais-Clacso: São Paulo: Expressão Popular, 2011.

Downloads

Publicado

2019-08-29

Como Citar

RODRIGUES, A. A.; MARTINS, E.; ARAUJO, R. M. de L. A PRÁXIS PRODUTIVA NAS RELAÇÕES DE PRODUÇÃO-FORMAÇÃO DOS PESCADORES DA COLÔNIA Z-16 DE CAMETÁ-PA. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 28, n. 2, p. 131–143, 2019. DOI: 10.35699/2238-037X.2019.9787. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9787. Acesso em: 26 out. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS