TRABALHO, DOCÊNCIA E PRECARIZAÇÃO: BREVES NOTAS DE UM PROJETO DE PESQUISA / Work, teaching and precarization: brief notes of a research project

  • Thiago Brito Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Palavras-chave: Trabalho, Docência, Precarização, Work, Teaching Activity, Precarization

Resumo

Este trabalho tem por objetivo retomar o debate acerca da atividade docente enquanto processo de trabalho, entendido como processo de transformação não somente da natureza, mas também do próprio ser humano, atividade que, e em conjunto com a linguagem e a cooperação, fornece novos sentidos às relações entre consciência e realidade. No entanto, para uma análise mais rigorosa do termo, faz-se necessário compreender suas formas especificamente capitalistas. Com esse desígnio, caminha-se para a análise dos sentidos modernos de trabalho em Karl Marx, destacando os processos de alienação e de estranhamento, assim como de trabalho abstrato e de trabalho produtivo, com intuito de confirmar a hipótese segundo a qual o trabalho docente se constituiu em um típico trabalho assalariado no modo de produção capitalista. Em seguida, o texto procura demonstrar o que foi o processo de flexibilização e de precarização imposto ao mundo do trabalho e seus impactos negativos na atividade docente, a partir da reestruturação produtiva ocorrida após a década de 1970. Por fim, busca-se uma resposta, ainda que provisória e incerta, para a atividade docente, tendo por base as práticas dos antigos artífices e mestres de ofício.

ABSTRACT

This paper aims to resume the debate about teaching activity as a work process, understood as a process of transformation not only of nature, but also of the human being himself; an activity that, together with language and cooperation, provides new meanings to the relationship between consciousness and reality. However, for a more rigorous analysis of the concept, it is necessary to understand its specifically capitalist forms. With this purpose, we move towards the analysis of the modern meanings of work in Karl Marx, highlighting the processes of alienation and estrangement, as well as abstract work and productive work, in order to confirm the hypothesis that teachers’ work was a typical wage labor in the capitalist mode of production. Then, the text seeks to demonstrate what was the process of flexibilization and precarization imposed on the world of work and its negative impacts on teaching activity, from the productive restructuring that took place after the 1970s. Finally, it seeks a response, even if it is provisional and uncertainty, for the teaching activity, based on the practices of the ancient artisans and crafts masters.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Brito, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Doutor em Geografia pela UFMG, Mestre em Geografia pela UFMG, Especialista em Estudos Ambientais PUC-MG, Bacharel e Licenciado em Geografia pela UFMG.

Publicado
2019-12-11
Como Citar
BRITO, T. TRABALHO, DOCÊNCIA E PRECARIZAÇÃO: BREVES NOTAS DE UM PROJETO DE PESQUISA / Work, teaching and precarization: brief notes of a research project. Trabalho & Educação - ISSN 1516-9537 / e-ISSN 2238-037X, v. 28, n. 3, p. 161-178, 11 dez. 2019.
Seção
ARTIGOS