Alterações da pressão arterial em pacientes submetidos à biópsia na cavidade oral

  • Francisco Jadson Lima Universidade Estadual da Paraíba - UEPB
  • Augusto Pierry de Araújo Evangelista
  • Renata Tôrres Moreira da Silva
  • Pollianna Muniz Alves Universidade Estadual da Paraíba - UEPB
  • Ruthineia Diógenes Alves Uchoa Lins Universidade Estadual da Paraíba - UEPB
  • Gustavo Pina Godoy Universidade Estadual da Paraíba - UEPB

Resumo

A biópsia é um procedimento simples realizado rotineiramente por cirurgiões-dentistas e médicos, porém gera grande ansiedade e medo nos pacientes envolvidos. O objetivo deste estudo foi analisar a prevalência de alterações na pressão arterial em 63 pacientes submetidos à biópsia da cavidade oral, no período compreendido entre os meses de outubro de 2008 a novembro de 2009. A monitoração da pressão arterial destes pacientes foi realizada através da utilização do esfigmomanômetro durante o exame clínico inicial,
no momento pré-biopsia e momento pós-biopsia e os dados anotados em fichas previamente elaboradas. A maioria dos pacientes (85%) era do gênero feminino e da faixa etária compreendida entre 51 a 60 anos. A freqüência de utilização de medicamentos para pressão foi igual a18%. Receio quanto ao procedimento de biópsia foi relatado por 46% dos pacientes. O tipo de biópsia mais realizada foi a excisional (78%). A variação mais observada foi a elevação das pressões sistólica e diastólica, entre as etapas de exame clínico e
momentos pós-biópsia (33,3%). Nos momentos pré e pós-biópsia houve maior prevalência de manutenção da pressão sistólica e diastólica (38%). Houve um elevado número de pacientes submetidos à biópsia com alteração de pressão arterial nas diversas etapas do procedimento. Recomenda-se uma atenção especial dos profissionais da saúde em relação à pressão arterial durante realização deste exame complementar.
Descritores: Neoplasias. Ansiedade. Hipertensão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Jadson Lima, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB
Curso de Odontologia, Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Campina Grande, PB, Brasil
Augusto Pierry de Araújo Evangelista
Cirurgião-dentista
Renata Tôrres Moreira da Silva
Cirurgião-dentista
Pollianna Muniz Alves, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB
Departamento de Odontologia, Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Campina Grande, PB, Brasil
Ruthineia Diógenes Alves Uchoa Lins, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB
Departamento de Odontologia, Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Campina Grande, PB, Brasil
Gustavo Pina Godoy, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB
Departamento de Odontologia,), Campina Grande, PB, Brasil

Referências

1. Ribeiro AS, Salles PR, Silva TA, Mesquita RA. A review of the nonsurgical treatment of oral leukoplakia. Int J Dent. 2010; 1:1-10.
2. Oliveira AF, Valente JG, Leite IC. Mortalidade atribuível ao tabagismo. Rev Saúde Pública. 2008; 4:335-45.
3. Caubi AF, Xavier RLF, Lima Filho MA, Challegre JF. Biópsia. Rev Cir Traumatol Buco-Maxilo- Fac. 2004; 4:39-46.
4. Faye K, Heng LH, Collomp R, Pereoux E. Hypertension and stress. J Mal Vasc. 2003; 28:4- 8.
5. Grillon C, Duncko R, Covington MF, Kopperman L, Kling MA. Acute stress potentiates anxiety in humans. Biol Psychiatry. 2007; 62:1183-6.
6. Tanabe P, Perssel SD, Adams JG, McCormick JC, Martinovich Z, Baker DW. Increased blood pressure in the emergency department: pain, anxiety, or undiagnosed hypertension? Ann Emerg Med. 2008; 51:221-9.
7. Alves MLM, Pimentel AJ, Guaratini AA, Marcolino JAM, Gozzani JL, Matthias LAST. Ansiedade no período pré-operatório de cirurgias
de mama: estudo comparativo entre pacientes com suspeita de câncer e a serem submetidas a procedimentos cirúrgicos estéticos. Rev Bras
Anestesiol. 2007; 2:47-54.
8. Caubi AF, Xavier RLF, Lima Filho MA, Chalegre JF. Biópsia. Rev Cir Traumatol Buco-Maxilo- Fac. 2004; 4:39-46.
9. Neville BW, Damm DD, Allen CM, Bouquot JE. Patologia oral e maxilofacial. 2ªed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2009.
10. Marcucci G. Exames complementares. In: Fundamentos de odontologia: estomatologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2005.
11. Llewellyn CD, Johnson NW, Warnakulasuriya KAAS. Risk factors for squamous cell carcinoma of the oral cavity in young people:
a comprehensive literature review. Oral Oncol. 2001; 37:401-18.
12. Ribeiro ACP, Silva ARS, Simonato LE, Salzedas LMP, Sundefeld MLMM, Soubhia AMP. Clinical and histopathological analysis of oral squamous cell carcinoma in young people: a descriptive study in Brazilians. Br J Oral Maxillofac Surg. 2008; 1:1-8.
13. Guerra MR, Gallo CVM, Mendonça GAS. Risco de câncer no Brasil: tendências e estudos epidemiológicos mais recentes. Rev Bras
Cancerol. 2005; 51:227-34.
14. Flaa A, Ekeberg O, Kjeldsen SE, Rostrup M. Personality may influence reactivity to stress. Biopsychosoc Med. 2007; 1:1-5.
15. Grandis JR, Falkner DM, Melhem MF, Gooding WE, Drenning SD, Morel PA. Head and neck cancer: meeting summary and research
opportunities. Cancer Res. 2000; 64:8126-9.
16. Choi KK, Kim MJ, Yun PY, Lee JH, Moon HS, Lee TR, et al. Independent prognostic factors of 861 cases of oral squamous cell carcinoma in Korean adults. Oral Oncol. 2006; 42:1-10.
17. Araújo Júnior RF, Barboza CAG, Clebis NK, Moura SAB, Costa ALL. Prognostic significance of the anatomical location and TNM clinical
classification in oral squamous cell carcinoma. Med Oral Patol Oral Cir Bucal. 2008; 13:344-7.
18. Massano J, Regateiro FS, Januário G, Ferreira A. Oral squamous cell carcinoma: review of prognostic and predictive factors. Oral Surg Oral Med Oral Pathol Oral Radiol and Endod. 2006; 102:67-76.
19. O-Charoenrat P, Pillai G, Patel S, Fischer C, Archer D, Eccles S, et al. Tumour thickness predicts cervical nodal metastases and survival
in early oral tongue cancer. Oral Oncol. 2003; 39:386-90.
20. Ariyoshi Y, Shimahara M, Omura K, Yamamoto E, Mizuki H, Chiba H, et al. Epidemiological study of malignant tumours in the oral and
maxillofacial region: survey of member institutions of the japanese society of oral and maxillofacial surgeons, 2002. Int J Oncol. 2008;
13:220-8.
21. Barros SSLV. Expressão imuno-histoquímica de metaloproteinases em carcinoma epidermóide de lábio inferior e língua. [tese]. Natal: Faculdade de Odontologia da UFRN; 2006.
22. Goiato MC, Miessi AC, Fernandes AUR, et al. Condições intra e extra orais dos pacientes geriátricos portadores de prótese total. PCL.
2002; 4:380-6.
23. Mac Entte M. Oral health in old age practical problems and practical solutions. Probe. 1992; 26:116-20.
24. Lima SG, Nascimento LS, Santos Filho CN, Albuquerque MFPM, Victor EG. Hipertensão arterial sistêmica no setor de emergência: o uso de medicamentos sintomáticos como alternativa de tratamento. Arquivos Bras Cardiol. 2005; 85:82-94
25. Miyachi S, Sassi LM. Centro de Diagnóstico de Lesões Bucais: potencial impacto na epidemiologia do câncer de boca em Curitiba.
Rev Bras Cir Implant. 2002; 9:80-5.
26. Kaplan MS. The psychosocial determinants of hypertension. Nutr Metab Cardiovasc Dis. 2003; 13:52-9.
Publicado
2016-05-10
Como Citar
Lima, F. J., Evangelista, A. P. de A., Silva, R. T. M. da, Alves, P. M., Lins, R. D. A. U., & Godoy, G. P. (2016). Alterações da pressão arterial em pacientes submetidos à biópsia na cavidade oral. Arquivos Em Odontologia, 46(4). Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/3547
Seção
Artigos