Procedimentos de ensino adotados no curso de graduação em Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais: uma análise documental

Autores

  • Maria Inês Barreiros Senna Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
  • Bianca Rückert Centro de Pesquisas René Rachou
  • Maria José Batista Pinto Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
  • Simone Dutra Lucas Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Resumo

Objetivo: Analisar os procedimentos de ensino citados pelos professores nos planos de ensino. Material e Métodos: Trata-se de um estudo documental cujos dados foram coletados de abril a maio de 2015. Foram analisados 30 planos representando 53,6% das disciplinas obrigatórias, cuja seleção se deu por meio de sorteio. Os procedimentos de ensino foram agrupados em individuais e interativos, de acordo com a literatura da área de didática. Resultados: Verificou-se que em 24 planos (80,0%) foram citados procedimentos de ensino
individuais e interativos, destacando-se a aula expositiva com 96,7% e a discussão (53,3%), respectivamente. Observa-se uma pequena diversificação de procedimentos de ensino com uma concentração em procedimentos tradicionalmente já adotados no ensino superior. Conclusão: A pouca diversidade das metodologias encontradas pode significar dificuldades dos professores no conhecimento das dinâmicas de diferentes estratégias de ensino
e aprendizagem. Os resultados apontam que o planejamento didático deve se configurar como uma atividade permanente, pois implica em ação refletida do professor, de reelaboração de sua prática educativa.
Descritores: Ensino. Odontologia. Currículo. Metodologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Inês Barreiros Senna, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Departamento de Clínica, Patologia e Cirurgia Odontológicas, Faculdade de Odontologia, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG),Belo Horizonte, MG.

Bianca Rückert, Centro de Pesquisas René Rachou

Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva, Centro de Pesquisas René Rachou, Belo Horizonte, MG.

Maria José Batista Pinto, Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

Departamento de Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, RJ.

Simone Dutra Lucas, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Departamento de Odontologia Social e Preventiva, Faculdade de Odontologia, UFMG, Belo Horizonte, MG.

Referências

1. Pires NAR, Senna MIB, Pinto MJB, Rückert B, Ferreira RC. Os sentidos assumidos pelo Colegiado do curso de Odontologia como instância participativa a partir da experiência de uma nova proposta curricular. Rev Docência Ens. Sup. 2013; 3:31-46.
2. Universidade Federal de Minas Gerais. Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão. Resolução complementar n. 01 de 10 de dezembro de 1998.
Encarte Boletim Informativo da UFMG. 1999;1219.
3. Universidade Federal de Minas Gerais. Diretrizes para os currículos de graduação da UFMG. Encarte Boletim Informativo da UFMG. 2001;1317.
4. Pinto MJB. Núcleo de estudo, pesquisa e prática em educação odontológica da Faculdade de Odontologia da UFMG: documento de referência. Belo Horizonte: UFMG; 2011.
5. Delors J, Al-Mufti I, Amagi I, Carneiro R, Chung F, Geremek B, et al. Educação: um tesouro a descobrir: relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre a Educação para o século XXI. São Paulo: Cortez; Brasília-DF: UNESCO; 2001.
6. Universidade Federal De Minas Gerais. Faculdade de Odontologia. Mudança curricular do curso de Odontologia. Belo Horizonte: UFMG; 2011.
7. Leal RB. Planejamento de ensino: peculiaridades significativas. Revista Iberoamericana de Educación. 2005; 37(3):1-6.
8. Gil AC. Didática do ensino superior. São Paulo: Atlas; 2011.
9. Vasconcellos CS. Planejamento: projeto de ensinoaprendizagem
e projeto político-pedagógico –elementos para elaboração e realização. 5th ed.São Paulo: Libertad; 1999.
10. Melo A, Urbanetz ST. Organização e estratégias pedagógicas. Curitiba: Ibpex; 2009.
11. Pimenta SG, Anastasiou LGD. Docência no ensino superior. São Paulo: Cortez; 2010.
12. Grillo MO. Professor e a docência: o encontro com o aluno. In: Enricone D. Ser professor. Porto Alegre: EDIPUCRS; 2002. p. 55-66
13. Veiga IP, Resende LMG, Fonseca M. Aula universitária e inovação. In: Veiga IP, Castanho MEL. Pedagogia Universitária: a aula em foco.
Campinas, SP: Papirus; 2000. p. 161-91.
14. Mitre SM, Siqueira-Batista R, Girardi-de-Mendonça JM, Morais-Pinto NM, Meirelles CAB, Pinto-Porto C, et. al. Metodologias ativas de ensino aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciênc Saúde Coletiva. 2008; 13(2):2133-44.
15. Universidade Federal de Minas Gerais. Faculdade de Odontologia. Versão curricular oficial do curso de Odontologia da FO-UFMG. Belo Horizonte: UFMG; 2013.
16. Rocha JA, Pereira KS, Amorim FDB, Andrade MVM, Dantas CC. Métodos e técnicas de ensino utilizados por docente de Enfermagem do
ensino superior. R. Pesq. Cuid. Fundam. 2010; 2(Suppl):817-20.
17. Gil AC. Metodologia do ensino superior, 4th ed. São Paulo: Atlas; 2007.
18. Scarpato M. Os procedimentos de ensino fazem a aula acontecer. São Paulo: Editora Avercamp; 2004.
19. Cunha MI. Reflexões e práticas em pedagogia universitária. Campinas: Papirus; 2007.
20. Masetto MT. Docência universitária: repensando a aula [internet]. São Paulo; 2000. [acesso em 2012 jun 08]. Disponível em: http://www.
escoladavida.eng.br/anotacaopu/formacao%20de%20professores/repensando_a_aula.htm .
21. Carlini AL. Procedimentos de ensino: escolher e decidir. In: Scarpato M. Os procedimentos de ensino fazem a aula acontecer. São Paulo: Editora Avercamp, 2004. p. 25-84.

Publicado

2016-06-14

Como Citar

Barreiros Senna, M. I., Rückert, B., Pinto, M. J. B., & Lucas, S. D. (2016). Procedimentos de ensino adotados no curso de graduação em Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais: uma análise documental. Arquivos Em Odontologia, 51(3). Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/3675

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)