O ESPAÇO ARQUITETÔNICO E O REGULAMENTO DOS ÓRGÃOS DAS CRIANÇAS: AS SALAS DE AULA, NO FIM DO SÉCULO XIX E COM O INÍCIO DO SÉCULO XX

Autores

  • ROSALIA MENINDEZ MARTINEZ Universidad Pedagógica Nacional

Palavras-chave:

: salas de aula, porfiriato, espaço arquitetônico, corpo da criança.

Resumo

Os anos noventa do século XIX representaram um momento importante para a educação no México, impulsionado por um grupo de professores, higienistas, médicos, arquitetos e educadores que consideraram e promoveram mudanças no ensino fundamental. Uma dessas mudanças ocorreu no campo do espaço escolar, ou seja, na construção de prédios escolares. O objetivo deste artigo é enquadrado em um contexto de modernização promovido pelo governo Porfirio Díaz (1876-1911), e busca estudar a transformação que o espaço escolar sofreu, focalizando a análise nas salas de aula, onde a criança passou um período importante de sua vida e onde a ordem do comportamento das crianças foi dada. O prédio da escola foi concebido como um espaço de proteção e treinamento para o corpo da criança, acompanhado por móveis, material escolar e livros didáticos. A redação desta obra conta com o apoio de fontes do Arquivo Histórico da Cidade do México, Filial, Instrução Pública, Planos escolares; Hemeroteca da Universidade Nacional Pedagógica, México; Biblioteca de Jornal Digital (UNAM).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-04-26

Edição

Seção

ESPACIOS Y ARQUITECTURAS ESCOLARES