Pos-Democracia e Educação

Autores

  • Cleriston Petry Universidade Federal de Mato Grosso

Palavras-chave:

Pós-Democracia, Educação, Limites

Resumo

Apresento no artigo um estudo sobre as possibilidades educacionais num contexto “pós-democrático”. A “Pós-Democracia” repercute no Brasil pela ausência de limites aos poderes (econômico, político) que flexibiliza, mercantiliza e destrói direitos, no qual a violência perverte o espaço público invisibilizando e desumanizando os indesejáveis ao projeto neoliberal. Uma pesquisa em educação não pode negligenciar a relevância de investigar sobre o contexto em que ela acontece, ao mesmo tempo em que propõe alternativas que garantam sua especificidade. Nesse sentido, a partir da interpretação de autores fundamentais, estabeleci relações com base na plausibilidade e coerência dos argumentos em auxiliar-me na construção de respostas ao problema central. A educação, para fazer frente à “Pós-Democracia”, acontece privilegiadamente na escola, na qual os estudantes devem ter acesso à verdade e ao conhecimento (em contraposição à “Pós-verdade”), ao respeito aos limites (a verdade, o conhecimento, o mundo e os outros são limites ao narcisismo infantil e as perversões) a imposição de limites (a escola se torna um limite às injunções da família, da economia, da sociedade e da política), à introdução no “mundo” e ao aprendizado de valores democráticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleriston Petry, Universidade Federal de Mato Grosso

Doutor em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação, da Universidade de Passo Fundo (2017). Realizou "doutorado sanduíche" na Universidad Carlos III de Madrid (2015/2016), sob a orientação do Professor Doutor António Gómez Ramos. É professor do Departamento de Teoria e Fundamentos da Educação, da Universidade Federal de Mato Grosso e do Mestrado Profissional em Filosofia (PROF-FILO), núcleo UFMT. Lidera o "Grupo de Pesquisa em Filosofia, Política e Educação" e coordena o projeto de pesquisa "Educação, fascismo e pós-democracia na América Latina".

Publicado

2021-08-02

Edição

Seção

Artigos