O OLHAR DE GRADUANDOS SOBRE A PROCRASTINAÇÃO ACADÊMICA: CONHECENDO E INTERVINDO

Autores

Palavras-chave:

Procrastinação, estudantes, graduação, universitários, aprendizagem

Resumo

O artigo tem como objetivo analisar o olhar de graduandos da área da saúde em relação à procrastinação acadêmica e como perceberam um programa de intervenção voltado para autogestão da experiência universitária como uma estratégia de enfrentamento. Como fundamentação teórica adotou-se a Teoria Social Cognitiva de Bandura, especialmente os construtos de autorregulação da aprendizagem e autoeficácia. A pesquisa envolveu 299 estudantes dos cursos de Educação Física, Fisioterapia, Nutrição, Terapia Ocupacional, Psicologia e Serviço Social sendo realizada em três etapas: 1) aplicação de questionário Escala de Procrastinação Acadêmica e uma ficha de identificação dos participantes; 2) intervenção em pequenos grupos no formato de oficinas a partir de rodas de conversa e; 3) intervenção individualizada. Concluiu-se que a procrastinação é um comportamento presente no cotidiano dos estudantes e que se torna importante criar espaços de reflexão e aprendizado para a experimentação de estratégias que facilitem o enfrentamento. A intervenção em grupo demonstrou potência, pois possibilitou a escuta e troca de experiências. Nela os participantes puderam analisar a procrastinação para além dos aspectos individuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Yara Aparecida De Paula, Universidade Federal de São Paulo Campus Baixada Santista

Doutorado em Ciências. Professora Afiliada, Departamento de Ciências do Mar, Universidade Federal de São Paulo, Campus Baixada Santista

Ricardo da Costa Padovani, Universidade Federal de São Paulo Campus Baixada Santista

 Professor Associado. Departamento de Saúde, Educação e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Campus Baixada Santista.

Sylvia Helena Souza da Silva Batista, Universidade Federal de São Paulo Campus Baixada Santista

Livre Docente. Professora Associada. Departamento de Saúde, Educação e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Câmpus Baixada Santista.

Arquivos adicionais

Publicado

2022-07-06

Edição

Seção

Artigos