Um regresso à história do futebol na capital de Moçambique durante o período colonial

Conteúdo do artigo principal

Nuno Domingos

Resumo

Este texto regressa brevemente a um conjunto de questões sobre a história do futebol em Lourenço Marques durante o período colonial, aprofundando algumas dimensões do trabalho de investigação publicado inicialmente em 2012 – Futebol e colonialismo: corpo e cultura popular em Moçambique. São estas, em primeiro lugar, a relação do futebol com a estratificação social, o novo mundo urbano e a formação de identidades sociais; em segundo lugar, a questão da masculinidade em contexto urbano e as transformações das estruturas de poder africanas;  em terceiro, o debate sobre a modernidade colonial, expressa originalmente pelo jogo de futebol, e que tem no confronto entre a oralidade e a escrita um dos seus laboratórios mais profícuos; por fim, estas observações encerram com uma reflexão sobre de que modo a história do futebol em Moçambique constitui uma experiência social, performativa e estética útil para questionar o futebol contemporâneo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Domingos, N. . (2022). Um regresso à história do futebol na capital de Moçambique durante o período colonial . FuLiA/UFMG, 6(2), 124–140. https://doi.org/10.35699/2526-4494.2021.35886
Seção
DOSSIÊ

Referências

ALEGI, Peter. Laduma: Soccer, Politics and Society in South Africa. Natal: University of Kwazulu-Natal Press, 2004.

ALEGI, Peter; TIMBS, Liz. The Izichwe Football Club: Youth, Sport and Mascu-linity in Pietermaritzburg, South Africa, Journal of Southern African Studies, 45:5, 2019, p. 963-80.

ARCHETTI, Eduardo. Masculinities: Football, Polo and the Tango in Argenti-na, Oxford, Berg, 1999.

BERGER, Peter; LUCKMANN, Thomas. The Social Construction of Reality. New York: Anchor Books, 1967.

CRAVEIRINHA, José. Terminologia ronga no futebol, em conjugação oportuna e sua interpretação. O Brado Africano, 12 fev. 1955, p. 8.

DAMO, Arlei. Futebóis – da horizontalidade epistemológica à diversidade política. FuLiA/UFMG, v. 3, n. 3, p. 37-66, 2019.

DOMINGOS, Nuno. Futebol e colonialismo: corpo e cultura popular em Moçambique. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 2012.

DOMINGOS, Nuno. As linguagens do futebol em Moçambique: colonialismo e cultura popular. Rio de Janeiro: 7Letras, 2015.

DOMINGOS, Nuno. Football in Lusophone Africa, in Oxford Research En-cyclopedia of African History. Oxford University Press, 2020.

DOMINGOS, Nuno. Das relações entre escrita e performance: o futebol em Moçambique colonial. Projeto História, n. 49, São Paulo, p. 1-31, 2014.

ELIAS, Norbert. A busca da excitação. Lisboa, Difel, 1992.

GLUCKMAN, Max. Essays on the Ritual of Social Relations. Manchester: Manchester University Press, 1962.

GLUCKMAN, Max. Custom and Conflict in Africa. Oxford: Blackwell, 1955.

GOFFMAN, Erving. A apresentação do eu na vida de todos os dias. Lisboa: Relógio D’Água, 1999.

GOODY, Jack. A lógica da escrita e a organização da sociedade. Lisboa: Ed. 70, 1987.

GRANOVETTER, Mark. The Strength of Weak Ties. In: American Journal of Sociology, v. 78, Issue 6, (maio, 1972): 1360-1380, 1973.

HARRIES, Patrick. Work, Culture, and Identity: Migrant Laborers in Mozam-bique and South Africa, c. 1860-1910. Portsmouth, NH: Heinemann, 1993.

HEDGES, David. (Coord.) História de Moçambique, v. II. Maputo: Livraria Universitária de Maputo, 1999.

MORTON, David. Age of Concrete: Housing and the Shape of Aspiration in the Capital of Mozambique. Athens: Ohio University Press, 2019.

PENVENNE, Jeanne Marie. African Workers and Colonial Racism: Mozam-bican Strategies and Struggles in Lourenço Marques, 1877-1962. London: James Currey, 1995.

RITA-FERREIRA, António. Os africanos de Lourenço Marques. In: Memórias do Instituto de Investigação Científica de Moçambique/Instituto de Investi-gação Científica de Moçambique, v. 9, série C (1967-1968), 95-491.

ROCHA, Aurélio. Associativismo e nativismo em Moçambique: contribuição para o estudo das origens do nacionalismo moçambicano (1900-1940). Maputo: Promédia, 2002.

ZAMPARONI, Valdemir. Entre Narros e Mulungos: colonialismo e paisagem social em Lourenço Marques, c. 1890, c 1940. (Tese). Doutorado em História Social junta da Faculdade de Filosofia. São Paulo: FFLCH/USP, 1998.