Revista sobre Futebol, Linguagem, Artes e outros Esportes

Esta revista eletrônica científica e artística de fluxo contínuo, quadrimestral, tem o objetivo de atender às demandas crescentes de publicações de pesquisas sobre o esporte em diálogo com os estudos culturais, da linguagem, das ciências sociais e humanas, das artes e mídias e da educação e do lazer.

A FuLiA/UFMG aceita submissões de artigos e ensaios de doutores ou doutorandos para as seções DossiêParalelas e Poética, além de textos para as seções Resenha, Entrevista e Tradução & Edição. Artigos de mestres e mestrandos somente em coautoria com doutores ou doutorandos. A revista não aceita submissão de artigo de graduados ou graduandos e nem artigos publicados em Anais, a não ser que tenham sido substancialmente reformulados. A FuLiA/UFMG segue as diretrizes do Código de Conduta e Boas Práticas do COPE (Committee on Publication Ethics) e não admite comportamentos antiéticos e nem tolera quaisquer formas de plágio.

Serão aceitos textos em português, espanhol, inglês, francês, italiano e alemão

A seção Poética está aberta à submissão de Ensaios de pesquisadores doutores, entre sete e doze páginas, sobre a representação do(s) esporte(s) na literatura e/ou nas outras artes. As normas de submissão são as mesmas da seção de artigos. Sob a curadoria dos editores, essa seção publica trabalhos artísticos em diálogo com a temática do dossiê.

A seção Poética já publicou os seguintes artistas: Alexandre Junior, Ana Martins Marques, Braulio Tavares, Caio Junqueira Maciel, Cristovão Tezza, Daniel Kfouri, Duke, Ed Marte, Elcio Cornelsen, Eugênio Sávio, Ewerton Martins Ribeiro, Gustavo Cerqueira Guimarães, Juliano Klevanskis, Kaio Carmona, Kátia Lombardi, Luis Maffei, Marcelo Dolabela, Mário Alex Rosa, Michael Augustin, Paulina Chiziane, Patrícia Azevedo, Rafael Fava Belúzio, Renato Negrão, Skank, Tatiana Pequeno e Wagner Moreira.

A revista está vinculada ao Núcleo de Estudos sobre Futebol, Linguagem e Artes (FULIA) da Faculdade de Letras da UFMG, fundado em 2010 por Elcio Cornelsen. 

 

CHAMADA v. 8, n. 2 (2023): submissão até 15 de fevereiro de 2023

2022-12-20

 

4º SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS SOBRE FUTEBOL - ÀS MARGENS DA MEMÓRIA: O FUTEBOL NACIONAL ENTRE O REGIONAL E O GLOBAL

 

Diante das efemérides deste ano (bicentenário da Independência e centenário da Semana de Arte Moderna), e da primeira Copa do Mundo de futebol masculino disputada no Oriente Médio, o 4º Simpósio abordará a identidade nacional, sob o tema Às margens da memória: o futebol nacional entre o regional e o global. A problemática, portanto, será colocada em perspectiva, levando em consideração processos históricos tanto regionais quanto globais.  

Simpósio Internacional de Estudos sobre Futebol é um evento quadrienal organizado pelo Museu do Futebol. Uma vez mais em parceria com a FuLiA/UFMG, o evento tem o objetivo de publicar artigos de pesquisadores(as) do Brasil e do exterior. 

Coorganizadores: Dra. Enny Vieira Moraes (UNEB/BA); Dr. Marcel Tonini (Museu do Futebol/SP); Dr. Raphael Rajão (IFCE/CE)

 

CHAMADA v. 8, n. 3 (2023): submissão até 15 de março de 2023

2022-12-20

 

AS MULHERES NO FUTEBOL

 

É muito comum em nosso cotidiano referirmos o Brasil como país do futebol. No entanto, uma parte dessa história ficou esquecida. Por quase quatro décadas, as mulheres foram oficialmente proibidas de jogar bola (1941-1979) e a regulamentação do futebol feminino aconteceu apenas no ano de 1983. Tal interdição retardou o desenvolvimento da modalidade cujas consequências ainda hoje se fazem notar tais como a falta de profissionalização e reconhecimento. A Copa do Mundo de Futebol Feminino da França, em 2019, ajudou a dar mais visibilidade ao futebol, mas as lutas ainda são muitas.

O dossiê AS MULHERES NO FUTEBOL pretende reunir textos que analisam a presença das mulheres no futebol em suas diferentes manifestações (rendimento, lazer, escolar, artística, etc.) e ocupações (jogadoras, árbitras, técnicas, torcedoras, jornalistas, gestoras, etc.). Pretende, ainda, evidenciar que apesar das dificuldades encontradas, as mulheres se fazem presentes neste esporte e por meio dele exercem atividades profissionais, de lazer, de sociabilidade, de educação e de empoderamento.

Coorganizadores: Dra. Silvana Goellner (Universidade Federal do Rio Grande do Sul/Brasil) e Dr. Jorge Knijnik (Western Sydney University/Austrália)

 

v. 7 n. 3 (2022): FUTEBÓIS E MODERNISMOS: 100 ANOS DA SEMANA DE 22 / Coorganizadores: Bernardo Buarque de Hollanda (FGV-Brasil); Gustavo Cerqueira Guimarães (UEM-Moçambique); Marcelino Rodrigues da Silva (UFMG-Brasil)

As relações entre literatura e futebol têm sido tão férteis quanto instáveis na história brasileira. Desde a virada do século XIX e o início do século XX, juntamente com a introdução da prática futebolística no Brasil, o registro artístico-literário dos jogos tem-se dado em jornais e em outros meios de difusão, quer sejam manuscritos, impressos, fotográficos ou pictóricos. Embora a crônica tenha sido o gênero mais destacado quando se refere a essa modalidade esportiva, outras linguagens escritas e visuais também procuraram expressar, por meio de imagens e representações, as múltiplas vivências e emoções suscitadas pelo futebol, tanto as praticadas quanto as assistidas.

Publicado: 02-01-2023

Futebóis e modernismos: 100 anos da Semana de 22

Bernardo Borges Buarque de Hollanda; Gustavo Cerqueira Guimarães; Marcelino Rodrigues da Silva

3-15

Ver Todas as Edições

Revista sobre Futebol, Linguagem, Artes e outros Esportes da UFMG