Relações entre temperatura, umidade relativa do ar e pressão atmosférica em área urbana: comparação horária entre dois bairros no município de São Paulo-SP

  • Carlos Henrique Jardim Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: pressão atmosférica, ventos, áreas urbanas

Resumo

O presente artigo discorre sobre os efeitos dos controles urbanos na circulação dos ventos, inferido a partir de mensurações de dados de pressão atmosférica, temperatura e umidade relativa do ar em dois bairros no município de São Paulo-Brasil, situados em área urbana e periurbana. Os dados foram coletados de forma simultânea em três segmentos temporais: 03 a 23/08/2004 (06, 15 e 22 h), 14/02 a 06/03/2005 (12 e 21 h) e 14 a 20/04/2007 (6 h e 30 min, 14 h e 30 min e 23 h e 15 min). Utilizou-se de um par de psicrômetros para as tomadas de temperatura e umidade relativa do ar e dois barômetros de mercúrio (barômetro de Torricelli) para mensuração da pressão atmosférica. Os dados produzidos foram analisados de forma comparativa e as diferenças verificadas foram atribuídas à influência das condições atmosféricas e de uso da terra. A partir de uma série de explicações alternativas sugeriu-se que o conteúdo de umidade do ar teve importante participação nas variações de pressão atmosférica, assim como o relevo, o arranjo e as características do equipamento urbano na área de estudo impõe diversas modificações à dinâmica dos ventos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Henrique Jardim, Universidade Federal de Minas Gerais
Professor Adjunto, Departamento de Geografia – IGC – UFMG.
Publicado
2011-01-01
Como Citar
Jardim, C. H. (2011). Relações entre temperatura, umidade relativa do ar e pressão atmosférica em área urbana: comparação horária entre dois bairros no município de São Paulo-SP. Revista Geografias, 128-142. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/geografias/article/view/13313
Seção
Artigos