Microclimatic units in the UFMG ecological station in Belo Horizonte, Brazil: methodological aspects and the role of vegetation in thermal impacts

Autores

  • Carlos Henrique Jardim Universidade Federal de Minas Gerais
  • Heli Cássio Monteiro

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-549X%20..13376

Palavras-chave:

Vegetação, Áreas urbanas, Unidades climáticas

Resumo

Este artigo analisa a inflência da vegetação nas variações de temperatura e umidade relativa do ar em área urbana. Os dados foram produzidos em diferentes episódios entre os anos de 2010 e 2013 no interior e proximidades à Estação Ecológica da UFMG em Belo Horizonte-MG. A análise considerou a relação dos dados mensurados com as características físicas do ambiente (relevo e uso da terra) sob condições atmosféricas diferenciadas. As unidades microclimáticas delimitadas no espaço da Estação Ecológica mostraram grau diferenciado de comprometimento com fatores naturais e da área urbana limítrofe.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Jardim, C. H., & Monteiro, H. C. (2014). Microclimatic units in the UFMG ecological station in Belo Horizonte, Brazil: methodological aspects and the role of vegetation in thermal impacts. Revista Geografias, 86–102. https://doi.org/10.35699/2237-549X .13376

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>