O antissemitismo em uma breve perspectiva histórica: de Roma ao nazismo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17851/1982-3053.13.25.54-68

Palavras-chave:

Antissemitismo, Cristianismo, Nazismo

Resumo

O antissemitismo como prática do totalitarismo nazista, tanto pelo discurso quanto pelo Holocausto, representa sua manifestação mais conhecida mundialmente. Contudo, suas origens demandam um retorno até Roma, onde as divergências entre o judaísmo e o emergente cristianismo contribuíram para edificá-lo. Assim, o propósito deste artigo consiste em favorecer alguma compreensão histórica acerca do assunto, a partir de algumas abordagens que estabeleçam uma ponte entre os primórdios do antissemitismo e do cristianismo, bem como da apropriação dos Protocolos dos Sábios de Sião pelos nazistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio Antunes Vieira, Instituto Federal do Norte de Minas Gerais

Doutorando em Desenvolvimento Social pela Universidade Estadual de Montes Claros e Professor do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais.

Referências

ARENDT, Hannah. As sementes de uma Internacional fascista. In: KOHN, Jerome (Org.). Compreender: formação, exílio e totalitarismo / Ensaios (1930-1954). Trad. Denise Bottmann. São Paulo: Companhia das Letras / Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008. p. 168-179.
ARENDT, Hannah. À mesa com Hitler. In: KOHN, Jerome (Org.). Compreender: formação, exílio e totalitarismo / Ensaios (1930-1954). Trad. Denise Bottmann. São Paulo: Companhia das Letras / Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008. p. 309-319.
ARENDT, Hannah. Origens do Totalitarismo. Anti-semitismo, Imperialismo, Totalitarismo. Trad. Roberto Raposo. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.
ARENDT, Hannah. O que é Política? Fragmentos das Obras Póstumas Compilados por Ursula Ludz. São Paulo: Bertrand Brasil, 1998.
BÍBLIA SAGRADA. São Paulo: Editora Ave Maria, 2009.
BLOCH, Marc. Introdução à História. Trad. Maria Manuel Miguel e Rui Grácio. Porto: Publicações Europa-América, 1999.
BURNS, Edward McNall et. al. História da Civilização Ocidental. Trad. Donaldson M. Garschagen. Rio de Janeiro: Editora Globo, 1980. V. 1.
CALAINHO, Daniela Buono. História Medieval do Ocidente. Petrópolis: Vozes, 2014.
CONAN, Éric. A Origem dos Protocolos dos Sábios de Sião: Os Segredos de Uma Manipulação Anti-Semita. Revista L'Express. Paris, 16 nov. 1999. Texto republicado em 21 de agosto de 2000 pelo site PHDN. Disponível em: . Acesso em: 19 ago. 2018.
GIORDANI, Mário Curtis. História de Roma. Petrópolis: Vozes, 2006.
HITLER, Adolf. Minha Luta. Trad. Klaus Von Puschen. São Paulo: Centauro, 2001.
HOBSBAWM, Eric. A Era dos Impérios (1875-1914). São Paulo: Paz e Terra, 2006.
JOLY, Maurice. Diálogo no inferno wntre Maquiavel e Montesquieu ou a política de Maquiavel no século XIX, por um contemporâneo. Trad. Nilson Moulin. São Paulo: Edipro, 1985.
LE GOFF, Jacques. A bolsa e a vida: a usura na Idade Média. Trad. Rogério Silveira Muoio. São Paulo: Editora Brasiliense, 2000.
MARQUES, Vera Regina Beltrão. A medicalização da raça: médicos, educadores e discurso eugênico. Campinas: Unicamp, 1994.
OS PROTOCOLOS dos Sábios de Sião. São Paulo: Edições Júpiter, 1995.
REVISTA MORASHÁ, n. 53, jun. 2006. A Rússia Czarista e os Judeus. Disponível em: . Acesso em: 21 ago. 2018.
VIEIRA, Fábio Antunes; JESUS, Alysson Luiz Freitas de. A Eugenia e o Imperialismo como Fundamentos da Ideia de Paz Segundo Adolf Hitler. Revista Desenvolvimento Social. Montes Claros: Unimontes, n. 21/01, p. 105-115, 2017.

Downloads

Publicado

2019-11-30

Como Citar

Vieira, F. A. (2019). O antissemitismo em uma breve perspectiva histórica: de Roma ao nazismo. Arquivo Maaravi: Revista Digital De Estudos Judaicos Da UFMG, 13(25), 54-68. https://doi.org/10.17851/1982-3053.13.25.54-68