A função documentária: estudo em uma perspectiva histórica Marie-France Blanquet

Autores

  • Camila Mariana Aparecida da Silva (trad.) UFMG
  • Marie-France Blanquet Universidade de Bordeaux 3
  • Marcílio de Brito (trad.) UNB
  • Cristina Dotta Ortega (trad.) UFMG

Resumo

A história do termo “documentação” começa pelo nascimento de uma palavra que tem suas raízes em um termo de origem latina: “document”. O documentum, até o século XVII, é, em uma acepção jurídica, “o que serve para instruir”. A instrução do documento é então sinônimo de prova. Apenas mais tarde o conceito adquirirá o significado de aprendizado ou de comunicação de um conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Mariana Aparecida da Silva (trad.), UFMG

Bibliotecária no Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFMG. Mestre em Ciência da Informação pela UFMG. Bacharela em Biblioteconomia e licenciada em História pela UFMG.

Marie-France Blanquet, Universidade de Bordeaux 3

Professora Sênior em Ciências da Informação na Universidade de Bordeaux 3

Marcílio de Brito (trad.), UNB

Doutor em Informática Documentária pela Universidade Claude Bernard Lyon I / École Nationale Supérieure de Sciences de l'Information et des Bibliothèques-ENSSIB – Lyon-França. Professor adjunto da Universidade de Brasília (UnB)

Cristina Dotta Ortega (trad.), UFMG

Doutora e mestre em Ciência da Informação pela Universidade de São Paulo (USP). Graduada em Biblioteconomia pela USP. Professora associada da Escola de Ciência da Informação da UFMG

Downloads

Publicado

2018-12-26

Edição

Seção

Tradução