Atividades administrativas versus produção acadêmica de docentes: reflexos em Programas Brasileiros de Pós-Graduação em Física

Autores

  • Anna Elizabeth Galvão Coutinho Correia Universidade Federal de Pernambuco
  • Lídia Alvarenga Universidade Federal de Minas Gerais.
  • Joana Coeli Ribeiro Garcia Universidade Federal da Paraíba.

Palavras-chave:

Produção Científica, Atividades Administrativas, Atividades de Ensino, Atividades de Extensão, Programa de Pós-Graduação em Física

Resumo

Objetiva diagnosticar fatores intervenientes na produção científica decorrentes da execução sistemática de atividades acadêmicas e administrativas, dos docentes dos programas de pós-graduação na área da Física das Universidades Federais de Minas Gerais, Pernambuco e Rio de Janeiro, no período de 2007 a 2009. Utiliza a triangulação metodológica por contemplar a flexibilização dos métodos de natureza quantitativa (bibliometria e cientometria), qualitativa e interpretativa (análise de conteúdo). Constata necessidade de se incluir e pontuar, na avaliação trienal da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), atividades administrativas e de extensão. Os resultados da pesquisa foram agrupados por docentes que exerceram atividades administrativas no Grupo 5, e os que não exerceram, verificando como se comportam em relação aos demais grupos. Assim, observa-se que no geral as atividades administrativas não influenciam nas atividades acadêmicas para os Grupos 1 (ensino) e 2 (produção científica). E no Grupo 3 (extensão) em que os docentes, em sua maioria exercem atividades administrativas de forma moderada, evidencia-se aumento da produção científica. Da comparação nesse extrato e período, conclui-se, de modo geral, que o fato dos docentes exercerem atividades administrativas, não influencia na diminuição de outras atividades, sequer da produção científica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anna Elizabeth Galvão Coutinho Correia, Universidade Federal de Pernambuco

Doutora em Ciências da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Lídia Alvarenga, Universidade Federal de Minas Gerais.

Doutora em Educação.

Joana Coeli Ribeiro Garcia, Universidade Federal da Paraíba.

Doutora em Ciência da Informação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Downloads

Publicado

2014-09-23

Edição

Seção

Artigos