Competência em Informação (CoInfo) como fator social de compreensão e inclusão ao mundo do trabalho sob as perspectivas de Guy Le Boterf e Christine Bruce: notas introdutórias, reflexões necessárias

Autores

  • Camila Araújo dos Santos Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Vanessa Cristina Bissoli dos Santos Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho https://orcid.org/0000-0001-8718-4575

Palavras-chave:

Competência em Informação; Competências profissionais; Mundo do trabalho; Inclusão laboral.

Resumo

Este artigo buscou traçar uma analogia entre o perfil profissional desejável de competências proposto por Le Boterf (2003) e a abordagem da aprendizagem informacional de Christine Bruce (2003, 2008) sob a perspectiva da Competência em Informação como fator social de compreensão e inclusão ao mundo do trabalho. A partir de pesquisa descritivo-exploratória de cunho bibliográfico, abordou-se discussões referentes à formação, à educação, à articulação, à integração e à mobilização de competências profissionais frente às demandas sociais do mundo do trabalho. Tratou-se da Competência em Informação e sua relação com o mundo do trabalho. Tais abordagens, quando postas em uma lógica transversal e de aprendizagem pela experiência, destacam o protagonismo e o empoderamento das ações do indivíduo em uma situação profissional. A transversalidade das competências desenvolvidas no âmbito da formação para o mundo do trabalho com a Competência em Informação articula, integra e mobiliza habilidades, atitudes, valores e conhecimentos novos com os existentes que sustentam a compreensão holística em termos culturais, sociais, políticos, econômicos e temporais da situação e das ações profissionais, a reflexão, a tomada de decisão e a resolução de problemas por parte do indivíduo a partir do aprendizado que ele adquire com suas experiências e com as de sua rede de contato.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Araújo dos Santos, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Doutora e Mestra em Ciência da Informação pelo PPGCI/UNESP/Marília e Bacharel em Biblioteconomia pela UNESP/Marília. Coordenadora do Grupo de Trabalho de Competência em Informação (GT - CoInfo) da FEBAB. Tem atuado como docente substituta na UNESP-Marília por mais de 10 anos. É pesquisadora vinculada aos seguintes grupos de pesquisa: "Competência em Informação e processos inter-relacionados" da UFES, "Competência e mediação em ambientes de informação" da UFC e "Organizações Competitivas e Inovadoras" da UNIMAR e do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Recursos, Serviços e Práxis Informacionais (NERSI) da UFMG.

Vanessa Cristina Bissoli dos Santos , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Doutora e Mestre em Ciência da Informação (UNESP/Marília). Especialista em Comunicação Mercadológica (FIB). Especialista em Gestão Estratégica de Marketing. Atua no Grupo Jacto (Pompeia/SP) há mais de 10 anos passando por diversas unidades da empresa e pelas áreas de Inteligência de Mercado e Marketing. Atualmente trabalha como Especialista em Comunicação e Cultura Organizacional junto à área de Gestão de Pessoas que atende todo o Grupo Jacto. Pesquisadora no Grupo de Pesquisa: “Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional” da UNESP-Marília. Atua como Docente de graduação e pós-graduação desde 2012.

Referências

ALMEIDA JÚNIOR, Oswaldo Francisco de; SANTOS, Camila Araújo dos. Mediação, informação, competência em informação e criticidade. In:

FARIAS, Gabriela Belmont de; FARIAS, Maria Giovanna Guedes (org.). Competência e mediação da informação: percepções dialógicas entre ambientes abertos e científicos. São Paulo: Abecin, 2019. p. 96-111. Disponível em: https://portal.abecin.org.br/editora/article/view/218/193. Acesso em: 01 out. 2021.

BELLUZZO, Regina Célia Baptista. Construção de mapas: desenvolvendo competências em informação e comunicação. 2 ed. Bauru: Cá Entre Nós, 2007. Disponível em: https://labirintodosaber.com.br/wp-content/uploads/2019/06/Livro-Constru%C3%A7%C3%A3o-de-Mapas-Regina-Belluzzo-2007.pdf. Acesso em: 22 nov. 2021.

BELLUZZO, Regina Célia Baptista; KOBAYASHI, Maria do Carmo Monteiro; FERES, Glória Georges. Information literacy: um indicativo de competência para a formação permanente de professores na sociedade do conhecimento. ETD: Educação Temática Digital, Campinas, v. 6, n. 1, p. 81-99, dez. 2004.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CEB nº 04/99. Institui as diretrizes curriculares nacionais para a educação profissional de nível técnico. Brasília: CEB/CNE, 1999. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf/RCNE_CEB04_99.pdf. Acesso em: 01 out. 2021.

BRUCE, Christine Susan. Informed learning. Chicago: ALA/ACRL, 2008. Disponível em: https://www.aab.es/publicaciones/bolet%C3%ADn-aab/bolet%C3%ADn-105/. Acesso em: 05 out. 2021.

BRUCE, Christine Susan. Las siete caras de la alfabetización en información en la enseñanza superior. Anales de Documentación, Murcia, Espanha, n. 6, p. 289-294, 2003. Disponível em: https://revistas.um.es/analesdoc/article/view/3761. Acesso em: 02 out. 2021.

CARNOY, Martin. A educação na América Latina está preparando sua força de trabalho para as economias do século XXI? Brasília: UNESCO, 2004.

CATTS, Ralph; LAU, Jesús. Towards information literacy indicators. UNESCO: Paris, 2008.

DUDZIAK, Elisabeth Adriana. Information literacy: princípios, filosofia e prática. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 1, p. 23-35, 2003. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/1016/1071. Acesso em: 22 nov. 2021.

FEGARO, Roseli. O mundo do trabalho e as organizações: abordagens discursivas de diferentes significados. ORGANICOM, São Paulo, n. 9, p. 90-100, 2008.

FLEURY, Maria Tereza Leme; FLEURY, Afonso. Construindo o conceito de competência. Revista de Administração Contemporânea, Rio de Janeiro, edição especial, p. 183-196, 2001.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 7.ed. São Paulo: Atlas, 2022.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

LASTRES, Helena Maria Martins; FERRAZ, João Carlos. Economia da informação, do conhecimento e do aprendizado. In: LASTRES, Helena; ALBAGLI, Sarita. (org.). Informação e globalização na era do conhecimento. Rio de Janeiro: Camus, 1999. p. 27-57.

LAU, Jesús. Diretrizes sobre desenvolvimento de habilidades de informação para a aprendizagem permanente. The Haague: IFLA, 2007. 56p. Disponível em: https://www.ifla.org/wp-content/uploads/2019/05/assets/information-literacy/publications/ifla-guidelines-pt.pdf. Acesso em: 23 set. 2021.

LE BOTERF, Guy. Desenvolvendo a competência dos profissionais. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2003.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA (UNESCO). Glossário de terminologia curricular. Paris: UNESCO, 2016. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000223059_por. Acesso em: 05 out. 2021.

ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (OIT). Certificação de competências profissionais: análise qualitativa do trabalho, avaliação e certificação de competências. Referenciais metodológicos. Brasília: OIT, 2002.

ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (OIT). Sobre o desenvolvimento dos recursos humanos: educação, formação e aprendizagem permanente. Genebra: OIT, 2004.

ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO(OIT). A OIT no Brasil: trabalho decente para uma vida digna. Brasil: OIT, 2012.

PERRENOUD, Philippe. Construir as competências desde a escola. Porto Alegre: Artmed, 1999.

ROEGIERS, Xavier; DE KETELE, Jean-Marie. Uma pedagogia da integração: competências e aquisições de ensino. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2004.

SANTOS, Camila Araújo dos. Competência em Informação na formação básica dos estudantes da educação profissional e tecnológica. 2017. 287 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2017. Disponível em: https://www.marilia.unesp.br/Home/Pos-Graduacao/CienciadaInformacao/Dissertacoes/santos_ca_do.pdf. Acesso em: 05 set. 2021.

SANTOS, Camila Araújo dos; BELLUZZO, Regina Célia Baptista. A competência em informação (CoInfo) como pré-requisito diferencial e inovador no apoio à educação profissional. In: SIMEÃO, Elmira Luzia Melo Soares; BELLUZZO, Regina Célia Baptista (org.). Competência em Informação: teoria e práxis. Brasília: UNB, 2015. p. 89-102.

SANTOS, Vanessa Cristina Bissoli dos. Competência em informação na construção da inteligência competitiva nas organizações: o caso da empresa Mizumo (Pompéia/SP). 2014. 177 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2014. Disponível em: https://www.marilia.unesp.br/Home/Pos-Graduacao/CienciadaInformacao/Dissertacoes/santos_vcbd_me_mar.pdf. Acesso em: 09 out. 2021.

URIBE TIRADO, Alejandro. Diseño, implementación y evaluación de una propuesta formativa en alfabetización informacional mediante un ambiente virtual de aprendizaje a nivel universitario: caso Escuela Interamericana de Bibliotecología. 105 f. 2008. Dissertação (Mestrado em Engenharia Informática) – Universidade de Antioquia, Colômbia, 2008.

Downloads

Publicado

2022-06-07

Edição

Seção

Seção 2: Competência em informação em diferentes contextos e perspectivas de aplicação