Processos de aprendizagem sobre equidade para reflexão da prática social da Enfermagem

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2023.42296

Palavras-chave:

Aprendizagem, Ensino, Enfermagem, Equidade, Educação em Enfermagem, Aprendizado social

Resumo

Objetivo: descrever uma experiência de processo de aprendizagem sobre equidade, para reflexão sobre a prática social da Enfermagem. Método: relato de experiência, no qual se adotou a metodologia da problematização, com uso do procedimento do Arco de Maguerez, auxiliado por tecnologias digitais colaborativas e com múltiplas funcionalidades, via E-learning, que foi realizada entre agosto e dezembro de 2020, por uma universidade pública da região Norte do país. A experiência foi vinculada a uma atividade curricular intitulada “Exercício de Enfermagem” e contou com as participações de 36 alunos de graduação, 1 aluno de pós-graduação e 1 professor. O aporte teórico foi desenvolvido, via contribuições da Teoria da Atividade. Resultados: as estratégias mediadoras subsidiaram o aprendizado sobre práticas sociais, considerando as cinco etapas do Arco de Maguerez, explorando conceitos, determinantes estruturais e iniquidades em saúde e contextos macrossocial e microinstitucional, sinalizados por definições intermediárias em saúde a partir dos seguintes eixos temáticos: desigualdade, renda, racismo, assédio no SUS e vulnerabilidades. Os constructos sobre equidade e sobre vulnerabilidades sociais foram alinhados a estratégias de aprendizagem para avaliação formativa e somativas, considerando estudo de caso real escolhido pelo discente, as características da disciplina e os seus objetivos. Conclusão: a experiência oportunizou a discussão sobre equidade, por meio do protagonismo dos alunos e a inclusão de realidades e peculiaridades regionais, de modo crítico e reflexivo, sobre o papel social da Enfermagem em contextos de vulnerabilidade, embasando argumentações sobre transformações da sociedade e do sistema de saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Albrecht CAM, Rosa RDS, Bordin R. O conceito de equidade na produção científica em saúde: uma revisão. Saúde Soc [Internet]. 2017[citado em 2022 nov. 1];26(1):115-28. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-12902017162684

David HMSL, Acioli S, Silva MRFS, Bonetti OP, Passos H. Pandemics, crisis conjunctures, and professional practices: what is the role of nursing with regard to COVID-19? Rev Gauch Enferm [Internet]. 2021[citado em 2022 nov. 30];42(spe):e20200254. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1983 1447.2021.20190254

Castro NJC, Parente AT, Aguiar VFF, Borges WD, Ferreira IP. Ações político-sociais frente à COVID-19: colaboração e produção de produtos tecnológicos. Amazonia Investiga [Internet]. 2022[citado em 2022 nov. 30];11(55):19-28. Disponível em: https:// doi.org/10.34069/AI/2022.55.07.2

Almeida AMB, França LC, Melo AKS. Diversidade humana e interseccionalidade: problematização na formação de profissionais da saúde. Interface (Botucatu) [Internet]. 2021[citado em 2022 nov. 1];25:e200551. Disponível em: https://doi.org/10.1590/interface.200551

Berbel NAN. A metodologia da problematização em três versões no contexto da didática e da formação de professores. Rev Diálogo

Educ [Internet]. 2012[citado em 2022 nov. 1];12(35):101-18. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/pdf/de/v12n35/v12n35a06.pdf

Silva DSM, Sé EVG, Lima VV, Borim FSA, Oliveira MS, Padilha RQ. Metodologias ativas e tecnologias digitais na educação médica: novos desafios em tempos de pandemia. Rev Bras Educ Med [Internet]. 2022[citado em 2023 abr. 4];46(2):e058. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1981-5271v46.2-20210018

Pascon DM, Vaz DR, Peres HHC, Leonello VM. Projectbased learning in remote teaching for undergraduate nursing students. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 2022[citado em 2022 dez. 1];56:e20220058. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-220X-REEUSP-2022-0058en

Thapa P, Bhandari SL, Pathak S. Nursing students’ attitude on the practice of e-learning: a cross-sectional survey amid COVID-19 in Nepal. PloS One [Internet]. 2021[citado em 2022 dez.1];16(6):e0253651. Disponível em: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0253651

Querol MAP, Cassandre MP, Bulgacov YLM. Teoria da Atividade: contribuições conceituais e metodológicas para o estudo da aprendizagem organizacional. Gest Prod [Internet]. 2014[citado em 2022 dez. 01];21(2):405-16. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0104-530X351

Belém JM, Alves MJH, Quirino GS, Maia ER, Lopes MSV, Machado MFAS. Avaliação da aprendizagem no estágio supervisionado de Enfermagem em saúde coletiva. Trab Educ Saúde [Internet]. 2018[citado em 2022 nov. 13];16(3):849-67. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1981-7746-sol00161

Arquivos adicionais

Publicado

28-08-2023

Como Citar

1.
Castro NJC de, Araújo J de SA, Santos RA dos, Castro PC, Santos D de N dos, Nascimento MTA, Mesquita D da S. Processos de aprendizagem sobre equidade para reflexão da prática social da Enfermagem. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 28º de agosto de 2023 [citado 29º de fevereiro de 2024];27. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/42296

Edição

Seção

Relato