Prazer e sofrimento em trabalhadores de enfermagem da sala de recuperação pós-anestésica

Autores

  • Pamela Borba Santos Buss Hospital Santa Cruz, Serviço de Enfermagem, Santa Cruz do Sul RS , Brazil, Hospital Santa Cruz – HSC, Serviço de Enfermagem. Santa Cruz do Sul, RS – Brasil http://orcid.org/0000-0002-6974-6500
  • Rosângela Marion da Silva Universidade Federal de Santa Maria, Departamento de Enfermagem, Santa Maria RS , Brazil, Universidade Federal de Santa Maria – UFSM, Departamento de Enfermagem. Santa Maria, RS – Brasil http://orcid.org/0000-0003-3978-9654
  • Carmem Lúcia Colomé Beck Universidade Federal de Santa Maria, Departamento de Enfermagem, Santa Maria RS , Brazil, Universidade Federal de Santa Maria – UFSM, Departamento de Enfermagem. Santa Maria, RS – Brasil http://orcid.org/0000-0001-9060-1923
  • Liliane Ribeiro Trindade Universidade Federal do Pampa, Programa de Residência Multiprofissional em Saúde e em Área Profissional da Saúde, Uruguaiana RS , Brazil, Universidade Federal do Pampa – UNIPAMPA, Programa de Residência Multiprofissional em Saúde e em Área Profissional da Saúde. Uruguaiana, RS – Brasil http://orcid.org/0000-0002-5906-4709
  • Francine Cassol Prestes Instituto Federal Farroupilha, Coordenação de Assistência Estudantil, São Vicente do Sul RS , Brazil, Instituto Federal Farroupilha – IFF, Coordenação de Assistência Estudantil. São Vicente do Sul, RS – Brasil http://orcid.org/0000-0002-6599-7062
  • Alexa Pupiara Flores Coelho UFSM, Centro de Ciências da Saúde, Palmeira das Missões RS , Brazil, UFSM, Centro de Ciências da Saúde. Palmeira das Missões, RS – Brasil http://orcid.org/0000-0002-9117-5847

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49788

Palavras-chave:

Saúde do Trabalhador, Condições de Trabalho, Esgotamento Profissional

Resumo

OBJETIVO: analisar o prazer e sofrimento dos trabalhadores de Enfermagem que atuam na sala de recuperação pós-anestésica. MÉTODO: estudo quantitativo, transversal, com 56 trabalhadores de Enfermagem. Utilizaram-se um questionário sociolaboral e a Escala de Indicadores de Prazer e Sofrimento no Trabalho para a coleta de dados. Os dados foram analisados pelo programa Predictive Analytics Software versão 18.0, com níveis de significância de 5%. RESULTADOS: os fatores liberdade de expressão e realização profissional, relacionados ao prazer foram avaliados como satisfatórios. Nos fatores relacionados ao sofrimento, o esgotamento profissional foi avaliado como crítico e falta de reconhecimento, como satisfatório. Houve associação entre a variável afastamento do trabalho por motivo de doença e os fatores esgotamento profissional (p=0,022) e falta de reconhecimento (p=0,002). O cargo de auxiliar de Enfermagem associou-se à não satisfação profissional (p=0,047). CONCLUSÕES: a avaliação crítica quanto ao esgotamento profissional indica risco de adoecimento moderado do trabalhador, o que sugere comprometimento da saúde dos trabalhadores de Enfermagem. Os auxiliares de Enfermagem não estavam satisfeitos profissionalmente. Os resultados contribuem para ampliar as reflexões sobre a saúde do trabalhador, em especial em recuperação pós-anestésica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Vieira A, Alves M, Monteiro PRR, Garcia FC. Women in nursing teams: organizational identification and experiences of pleasure and suffering. Rev Latino-Am Enferm. 2013[citado em 2018 jul. 12];21(5):1127-36. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v21n5/0104-1169-rlae-21-05-1127.pdf

Mattia AL, Barbosa MH, Rocha AM, Pereira NHC. Hypothermia in patients in post-anesthesia recovery: an analysis of the intervention of the heated venous infusion. Rev Eletrônica Enferm. 2014[citado em 2018 jul. 24];16(4):787-94. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/24222/17839

Rodrigues IL, Camponogara S, Soares SGA, Beck CLC, Santos TM. Difficulties and facilities in intensive care work: a nursing staff's perspective. Care Online. 2016[citado em 2018 jul. 12];8(3):4757-65. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/3881/pdf

Silva GT, Cunha CRT, da Costa ALRC, Maruyama SAT. Experience of illness and sick leave: the case of a nurse technician. REME - Rev Min Enferm. 2013[citado em 2018 jul. 12];17(1):207-15. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/591.

Prudente JAB, Salum NC, Gelbcke FL, Lorenzetti J, Schier J. Nursing staff's strain in the care for onco-hematological patients receiving inpatient treatment. Cogitare Enferm. 2015[citado em 2018 jul. 12];20(1):20-8. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/38299/24832

Berni LB, Beck CLC, Prestes FC, Silva RM, Bublitz S, Lamb, F. Indicators of pleasure/pain in hygiene and cleaning outsourced workers of a university hospital. Rev RENE. 2016[citado em 2018 jul. 12];17(2):155-64. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/rene/article/view/2987/2301

Prestes FC, Beck CLC, Magnago TSBS, Silva RM. Pleasure-suffering indicators of nursing work in a hemodialysis nursing service. Rev Esc Enferm USP. 2015[citado em 2018 jul. 12];49(3):465-72. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342015000300465

Gonçalves AM, Vilela SC, Terra FS, Nogueira DA. Attitudes and pleasure/suffering in mental health work. Rev Bras Enferm. 2016[citado em 2018 jul. 12];69(2):266-74. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-71672016000200266&script=sci_arttext&tlng=en

Campos JF, David HMSL, Souza NVDO. Pleasure and suffering: assessment of intensivist nurses in the perspective of work psychodynamics. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2014[citado em 2018 jul. 12];18(1):90-5. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-81452014000100090&script=sci_arttext&tlng=en

Worm FA, Pinto MA, Schiavenato D, Ascari RA, Trindade L, Silva OM. Risk of disease of nursing professionals at work in emergency mobile service. Rev Cuid. 2016[citado em 2018 jul. 13];7(2):1288-96. Disponível em: https://www.revistacuidarte.org/index.php/cuidarte/article/view/329/726

Mendes AM. Psicodinâmica do trabalho: teoria, método e pesquisas. São Paulo: Casa do Psicólogo; 2007.

Seonyoung Y, Jiyeon K,Young-Ok L, Younghee. Work environment and workplace bullying among korean intensive care unit nurses. Asian Nurs Res. 2014[citado em 2018 jul. 12];8:219-25. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1976131714000474

Souza e Souza LP, Silva WSS, Mota EC, Santana JMF, Santos LGS, Silva CSO, et al. The challenges of newly-graduated in Nursing in the world of work. Rev Cubana Enferm. 2014[citado em 2018 jul. 12];30(1):4-18. Disponível em: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0864-03192014000100002

Paglione NL, Vannuchi MTO, Tenani MNF, Pissinati PSC. Professional satisfaction of the nursing team of the surgical center in a médium complexity public hospital. Rev enferm UFPE on line. 2016[citado em 2018 jul. 21];10(3):1080-7. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11061/12483

Lambrou P, Merkouris A, Middleton N, Papastavrou E. Nurses perceptions of their professional practice environment in relation to job satisfaction: a review of quantitative studies. Health Sci J. 2014[citado em 2018 jul. 11];8(3):298-317. Disponível em: http://www.hsj.gr/medicine/nursesperceptions-of-their-professional-practice-environment-in-relation-to-jobsatisfaction-a-review-of-quantitative-studies.php?aid=2666

Zhou W, He G, Wang H, He Y, Yuan Q, Liu D. Job dissatisfaction and burnout of nurses in hunan, china: a cross-sectional survey. Nurs Health Sci. 2015[citado em 2018 jul. 5];17(4):444-50. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1111/nhs.12213

Tostes MFP, Silva AQ, Garçon TL, Maran E, Teston EF. Duality between fulfilment and suffering in the work of the nursing staff in operating rooms. Rev SOBECC. 2017[citado em 2018 jul. 12];22(1):3-9. Disponível em: http://docs.bvsalud.org/biblioref/2017/05/833317/sobecc-v22n1_pt_3-9.pdf

Barros NMGC, Honório LC. Risks of illness in the work of doctor and nurses of regional hospital in Mato Grosso. REGE Rev Gestão. 2015[citado em 2018 jul. 12];22(1):21-39. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rege/article/view/102621/100887

Ferreira TMC, Andrade RS de, Lima LF, Lima CLJ, Costa MML. Professional nursing team wear of a burn care unit. Rev Enferm UFPE on line. 2016[citado 2018 jul. 12];10(6):2029-37. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11214/12792

Jesus MAC, Souza NVDO, Costa CCP, Carvalho EC, Gallasch CH, Souza PHDO. Psychological harassment in the hospital nursing workplace: na integrative literature review. Rev Enferm UERJ. 2016[citado em 2018 jul. 12];24(4):e26437. Disponível em: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/enfermagemuerj/article/view/26437/23223

Lima LB, Rabelo ER. Nursing workload in the post-anesthesia care unit. Acta paul enferm. 2013[citado em 2018 jul. 12];26(2):116-22. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-21002013000200003&script=sci_arttext&tlng=en

Fernandes MNS, Beck CLC, Weiller TH, Viero V, Freitas PH, Prestes FC. Suffering and pleasure in the process of forming multidisciplinary health residents. Rev Gaúcha Enferm. 2015[citado em 2018 jul. 12];36(4):90-7. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-14472015000400090

Versa GLGS, Matsuda LM. Job satisfaction of intensive nursing staff of a teaching hospital. Rev Enferm UERJ. 2014[citado em 2018 jul. 12];22(3):409-15. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v68n6/en_0034-7167-reben-68-06-1130.pdf

Publicado

07-10-2019

Como Citar

1.
Buss PBS, Silva RM da, Beck CLC, Trindade LR, Prestes FC, Coelho APF. Prazer e sofrimento em trabalhadores de enfermagem da sala de recuperação pós-anestésica. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 7º de outubro de 2019 [citado 23º de maio de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49788

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.