Temas para práticas educativas sobre cuidados domiciliares às crianças com leucemia em uso de cateter venoso central semi-implantável

Autores

  • Verônica Braga Corrêa Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira, Enfermaria de Oncohematologia, Rio de Janeiro RJ , Brasil, Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira, Enfermaria de Oncohematologia. Rio de Janeiro, RJ - Brasil http://orcid.org/0000-0002-8907-8642
  • Liliane Faria da Silva Universidade Federal Fluminense, Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Niterói RJ , Brasil, Universidade Federal Fluminense - UFF, Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa. Niterói, RJ - Brasil http://orcid.org/0000-0002-9125-1053
  • Fernanda Garcia Bezerra Góes UFF, Departamento de Enfermagem de Rio das Ostras, Rio das Ostras RJ , Brasil, UFF, Departamento de Enfermagem de Rio das Ostras - Rio das Ostras, RJ - Brasil http://orcid.org/0000-0003-3894-3998
  • Michelle Darezzo Rodrigues Nunes Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Enfermagem, Rio de Janeiro RJ , Brasil, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Faculdade de Enfermagem - Rio de Janeiro, RJ - Brasil http://orcid.org/0000-0001-7685-342X
  • Sandra Teixeira de Araújo Pacheco Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Enfermagem, Rio de Janeiro RJ , Brasil, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Faculdade de Enfermagem - Rio de Janeiro, RJ - Brasil http://orcid.org/0000-0002-4612-889X
  • Ana Luiza Dorneles da Silveira Universidade Federal Fluminense, Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Niterói RJ , Brasil, Universidade Federal Fluminense - UFF, Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa. Niterói, RJ - Brasil http://orcid.org/0000-0003-4126-7919

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2020.49919

Palavras-chave:

Enfermagem Pediátrica, Educação em Saúde, Cateteres de Demora, Leucemia

Resumo

OBJETIVO: identificar temas para práticas educativas sobre cuidados domiciliares às crianças com leucemia em uso de cateter semi-implantado na perspectiva de familiares cuidadores. MÉTODO: estudo descritivo com abordagem qualitativa realizado com 11 familiares de crianças com leucemia em uso de cateter venoso semi-implantado. Os dados foram obtidos por meio de entrevista semiestruturada, processados no software IRAMUTEQ e analisados por meio da Classificação Hierárquica Descendente (CHD). RESULTADOS: foram obtidas sete classes da CHD nas quais foram identificados os seguintes temas: higienização das mãos e curativo do cateter, cuidados para manter o curativo do cateter em casa; fixação do cateter; cuidados com o cateter no banho; e sentimentos relacionados a complicações com o cateter. CONCLUSÃO: ao identificar esses temas, o enfermeiro tem a possibilidade de intervir na melhora da assistência domiciliar a essas crianças, pautado nas reais necessidades desses familiares, contribuindo para fornecer-lhes mais segurança na sua vivência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Ministério da Saúde (BR), Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva. Estimativa 2020: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro: Inca; 2019[citado em 2020 jan. 5]. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//estimativa-2020-incidencia-de-cancer-no-brasil.pdf

Kato M, Manabe A. Treatment and biology of pediatric acute lymphoblastic leukemia. Pediatr Int. 2018[citado em 2020 jan. 12];60(1):4-12. Disponível em: https://doi.org/10.1111/ped.13457

Bortoli PS, Leite ACAB, Alvarenga WA, Alvarenga CS, Bessa CR, Nascimento LC. Cateter venoso central de inserção periférica em oncologia pediátrica: revisão de escopo. Acta Paul Enferm. 2019[citado em 2020 jan. 12];32(2):220-8. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ape/v32n2/1982-0194-ape-32-02-0220.pdf

Gomes AR, Sá SPC. Perfil dos pacientes e dos cateteres venoso central totalmente implantado de um hospital de oncologia. Rev Enferm UFPE Online. 2014[citado em 2020 jan. 12];8(7):1848-52. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/download/9857/10077

Bitencourt ES, LealCN, Boostel R, Mazza VA, Felix JVC, Pedrolo E.Prevalência de flebite relacionada ao uso de dispositivos intravenosos periféricos em crianças. Cogitare Enferm. 2018[citado em 2020 jan. 12];23(1):e49361. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/49361/pdf

Moutinho CSF, Rocha AP. A dor na criança submetida à punção venosa periférica. Prevenção com eutectic mixture of local anesthetics. Millenium. 2016[citado em 2020 fev. 9];50:253-65. Disponível em: http://www.ipv.pt/millenium/Millenium50/15.pdf

Schiffer CA, Mangu PB, Wade JC, Camp-Sorrell D, Cope DG, El-Rayes BF, et al. Central venous catheter care for the patient with cancer: American Society of Clinical Oncology clinical practice guideline. J Clin Oncol. 2013[citado em 2020 fev. 9];31(10):1357-70. Disponível em: https://ascopubs.org/doi/10.1200/JCO.2012.45.5733

Silva-Rodrigues FM, Bernardo CSG, Alvarenga WA, Janzen DC, Nascimento LC. Transição de cuidados para o domicílio na perspectiva de pais de filhos com leucemia. Rev Gaúcha Enferm. 2019[citado em 2020 fev. 9];40:e20180238. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rgenf/v40/1983-1447-rgenf-40-e20180238.pdf

Zatoni DCP, Lacerda MR, Hermann AP, Gomes IM, Nascimento JD, Rodrigues JAP. Sugestões de orientações para alta de crianças no pós-transplante de células-tronco hematopoiéticas. Cogitare Enferm. 2017[citado em 2020 fev. 9];(22)4:e50265. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/50265/pdf

Esteves JS, Silva LF, Conceição DS, Paiva ED. Dúvidas de familiares sobre o cuidado de crianças com necessidades especiais de saúde dependentes de tecnologia. Invest Educ Enferm. 2015[citado em 2020 mar. 8];33(3):547-55. Disponível em: http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0120-53072015000300019&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Nascimento LCN, Souza TV, Oliveira ICS, Moraes JRMM, Aguiar RCB, Silva LF. Saturação teórica em pesquisa qualitativa: relato de experiência na entrevista com escolares. Rev Bras Enferm. 2018[citado em 2020 mar. 8];71(1):228-33. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reben/v71n1/pt_0034-7167-reben-71-01-0228.pdf

Lowen, IMV, Peres AM, Crozeta K, Bernardino E, Beck CLC. Competências gerenciais dos enfermeiros na ampliação da Estratégia Saúde da Família. Rev Esc Enferm USP. 2015[citado em 2020 mar. 8];49(6):967-73. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v49n6/pt_0080-6234-reeusp-49-06-0967.pdf

Oltramari LC, Camargo BV. Aids, relações conjugais e confiança: um estudo sobre representações sociais. Psicol Estud. 2010[citado em 2020 mar. 8];15(2):275-83. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/pe/v15n2/a06v15n2.pdf

Ministério da Saúde (BR). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Medidas de prevenção de infecção relacionada à assistência à saúde. Brasília: Anvisa; 2017[citado em 2020 abr. 5]. Disponível em: https://www20.anvisa.gov.br/segurancadopaciente/index.php/publicacoes/item/caderno-5

Barretta LM, Beccaria LM, Cesarino CB, Pinto MH. Complicações de cateter venoso central em pacientes transplantados com células-tronco hematopoiéticas em um serviço especializado. Rev Latino-Am Enferm. 2016[citado em 2020 abr. 5];24:e2698. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v24/pt_0104-1169-rlae-24-02698.pdf

Vecchio AL, Schaffzin JK, Ruberto E, Caiazzo MA, Saggiomo L, Manbretti D, et al. Reduced central line infection rates in children with leukemia following caregiver training. A quality improvement study. Medicine. 2016[citado em 2020 abr. 5];95(25):e3946. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1097/MD.0000000000003946

O'Grady NP, Alexander M, Burns LA, Dellinger EP, Garland J, Heard SO, et al. Healthcare Infection Control Practices Advisory Committee (HICPAC). Guidelines for the prevention of intravascular catheter-related infections. Clin Infect Dis. 2011[citado em 2020 abr. 5];52(9):e162-93. Disponível em: https://doi.org/10.1093/cid/cir257

Altounji D, McClanahan R, O'Brien R, Murray P. Decreasing central line-associated bloodstream infections acquired in the home setting among pediatric oncology patients. J Pediatr Oncol Nurs. 2020[citado em 2020 mai. 5];37(3):204-11. Disponível em: https://doi.org/10.1177/1043454220907551

Beck O, Muensterer O, Hofmann S, Rossmann H, Poplawski A, Faber J, et al. Central Venous Access Devices (CVAD) in pediatric oncology patients - a singlecenter retrospective study over more than 9 years. Front Pediatr. 2019[citado em 2020 abr. 20];7:260. Disponível em: https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fped.2019.00260/full

Heiser Rosenberg CE, Terhaar MF, Ascenzi JA, Walbert A, Kokoszka KM, Perretta JS, et al. Becoming parent and nurse: high-fidelity simulation in teaching ambulatory central line infection prevention to parents of children with cancer. Jt Comm J Qual Patient Saf. 2017[citado em 2020 abr. 20];43(5):251-8. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.jcjq.2017.02.007

Góes FGB, Cabral IE. Discursos sobre cuidados na alta de crianças com necessidades especiais de saúde. Rev Bras Enferm. 2017[citado em 2020 abr. 20];70(1):163-71. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reben/v70n1/0034-7167-reben-70-01-0163.pdf

American Cancer Society. Central Venous Catheters. What are central venous catheters? 2018[citado em 2019 set. 25]. Disponível em: https://www.cancer.org/treatment/treatments-and-side-effects/central-venous-catheters.html

Elias JS, Moreira ND, Parra CR. Psicologia.pt - O Portal dos Psicólogos. A importância do brincar na hospitalização de crianças com câncer. Porto: Psicoglobal; 2017[citado em 2020 abr. 25]. Disponível em: https://www.psicologia. pt/artigos/textos/A1121.pdf

Oliveira CG, Rodas ACD. Tecnovigilância no Brasil: panorama das notificações de eventos adversos e queixas técnicas de cateteres vasculares. Ciênc Saúde Colet. 2017[citado em 2020 abr. 25];22(10):3247-57. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v22n10/1413-8123-csc-22-10-3247.pdf

Okido ACC, Pina JC, Lima RAG. Fatores associados às internações não eletivas em crianças dependentes de tecnologia. Rev Esc Enferm USP. 2016[citado em 2020 abr. 25];50(1):29-35. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v50n1/pt_0080-6234-reeusp-50-01-0029.pdf

Publicado

15-02-2021

Como Citar

1.
Corrêa VB, Silva LF da, Góes FGB, Nunes MDR, Pacheco ST de A, Silveira ALD da. Temas para práticas educativas sobre cuidados domiciliares às crianças com leucemia em uso de cateter venoso central semi-implantável. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 15º de fevereiro de 2021 [citado 26º de maio de 2024];24(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49919

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)