Estratégias para o desenvolvimento da comunicação em um hospital de urgência e emergência

Autores

  • Mirelle Inácio Soares Centro Universitário de Lavras - UNILAVRAS, Departamento de Enfermagem, Lavras MG , Brasil, Centro Universitário de Lavras - UNILAVRAS, Departamento de Enfermagem. Lavras, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-5298-8634
  • Beatriz Regina da Silva Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP, Departamento de Enfermagem Geral e Especializada, Ribeirão Preto SP , Brasil, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP, Departamento de Enfermagem Geral e Especializada. Ribeirão Preto, SP - Brasil. http://orcid.org/0000-0001-5635-5757
  • Laura Andrian Leal Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP, Departamento de Enfermagem Geral e Especializada, Ribeirão Preto SP , Brasil, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP, Departamento de Enfermagem Geral e Especializada. Ribeirão Preto, SP - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-8563-8980
  • Lana Jocasta de Souza Brito Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP, Departamento de Enfermagem Geral e Especializada, Ribeirão Preto SP , Brasil, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP, Departamento de Enfermagem Geral e Especializada. Ribeirão Preto, SP - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-2136-4228
  • Zélia Marilda Rodrigues Resck Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL, Departamento de Enfermagem, Alfenas MG , Brasil, Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL, Departamento de Enfermagem. Alfenas, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-3752-8381
  • Silvia Helena Henriques Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP, Departamento de Enfermagem Geral e Especializada, Ribeirão Preto SP , Brasil, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP, Departamento de Enfermagem Geral e Especializada. Ribeirão Preto, SP - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-2089-3304

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2020.49984

Palavras-chave:

Enfermeiros, Hospitais, Competência Profissional, Estratégias, Comunicação, Aprendizagem

Resumo

Objetivo: identificar e desenvolver estratégias para o aprimoramento da competência da comunicação em enfermeiros hospitalares. Métodos: estudo exploratório, de abordagem qualitativa do tipo pesquisa intervenção. O cenário foi constituído por uma instituição hospitalar pública de ensino, referência no atendimento em urgências e emergências, situada no interior paulista. A investigação ocorreu de novembro de 2016 a março de 2017, em que participaram 21 enfermeiros. Utilizou-se a técnica de grupo operativo para identificar e desenvolver a competência da comunicação, tendo como suporte para a intervenção um estudo de caso clínico; posteriormente foram realizadas entrevistas individuais para verificar a eficácia da intervenção aplicada. A análise dos dados ocorreu por meio de análise temática indutiva. Resultados: foram realizados sete grupos operativos de aprendizagem, em que os participantes, por meio da intervenção, identificaram estratégias coletivas para melhorar o processo de comunicação, tais como: documentos formalizados; canais de comunicação; reuniões; grupos de discussão multidisciplinar; e o uso das tecnologias de informação e comunicação: Whatsapp. Após a intervenção, os participantes aplicaram as estratégias levantadas no grupo. Conclusão: a implementação de estratégias que possam trazer melhorias para a comunicação no contexto do hospital deve contribuir para a unificação das informações e mais compreensão dos profissionais sobre o seu processo de trabalho, promovendo, assim, transformações na práxis profissional do enfermeiro, bem como nas suas atitudes, tornando-os encorajados e envolvidos com o compromisso ético e político da instituição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Henriques SH, Soares MI, Leal LA. Applicability assessment of the portuguese version of a competency questionnaire for hospital nurses. Texto Contexto Enferm. 2018[citado em 2019 jun. 20];27(3):1-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v27n3/0104-0707-tce-27-03-e2140017.pdf

Holly C, Poletick EB. A systematic review on the transfer of information during nurse transitions in care. J ClinNurs. 2014[citado em 2019 jun. 20];23(17-18):2387-95. Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/jocn.12365/full

Accreditation Canada. The value and impact of health care accreditation: a literature review. Canadá. 2015[citado em 2019 jun. 20];17. Disponível em: https://aventa.org/pdfs/valueimpactaccreditation.pdf

Lee JY. Effective communication for patient safety. J Korean Med Assoc. 2015[citado em 2019 jun. 20];58(2):100-4. Disponível em: http://synapse.koreamed.org/search.php?where=aview&id=10.5124/jkma.2015.58.2.100&code=0119JKMA&vmode=FULL; https://doi.org/10.1016/j.jopan.2018.01.003

Baltor MRR, Borges AA, Dupas G. Interaction with children with cerebral palsy: communication and stigma. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2014[citado em 2019 jun. 20];18(1):47-53.Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v18n1/1414-8145-ean-18-01-0047.pdf

Broca PV, Ferreira MA. Communication process in the nursing team based on the dialogue between Berlo and King. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2015[citado em 2019 maio 20];19(3):467-74. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v19n3/en_1414-8145-ean-19-03-0467.pdf

Hamester MMM, Moura GL, Fishmann AA, Gaspary E, Balsan LAG. Communicative role of workers for national policy humanization: the case of a university hospital. RAHIS Rev Adm Hosp Inov Saúde. 2015[citado em 2019 jun. 20];12(2):34-43. Disponível em: http://revistas.face.ufmg.br/index.php/rahis/article/view/2377/1578; http://dx.doi.org/10.21450/rahis.v12i2.2377

Galvão EFC, Galvão JB. Pesquisa intervenção e análise institucional: alguns apontamentos no âmbito da pesquisa qualitativa. Rev Ciênc Soc. 2017[citado em 2019 maio 20];1:54-67. Disponível em: file:///C:/Users/User/Downloads/373-752-1-SM%20(1).pdf

Pichon-rivère E. O processo grupal. 8ª ed. São Paulo: WMF Martins Fontes; 2009.

Dutra WH, Corrêa RM. Operative group as a therapeutic-pedagogical instrument for promoting mental health at work. Psicol Ciênc Prof. 2015[citado em 2019 ago. 13];35(2):515-27. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pcp/v35n2/1982-3703-pcp-35-2-0515.pdf

Braun V, Clarke V. Using thematic analysis in psychology. Qual Res Psychol. 2006[citado em 2019 jun. 20];3(2):77-101. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1191/1478088706qp063oa

Santos EI, Gomes AMT, Marques SC. Occupational accidents and protective practices in social representations of nurses concerning their vulnerability. Rev Baiana Enferm. 2015[citado em 2019 jul. 25];29(4):391-9. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/Enfermagem/article/view/13802/pdf_20

Trigueiro E, Leite JEL, Dantas DNA, Coura AS, Enders BC. Profile and positioning of the nurse manager regarding to the nursing process. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2014[citado em 2019 jul. 27];18(2):343-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v18n2/en_1414-8145-ean-18-02-0343.pdf

Miccas FL, Batista SHSS. Permanent education in health: a review. Rev Saúde Pública. 2014[citado em 2019 maio 12];48(1):170-85.Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rsp/v48n1/en_0034-8910-rsp-48-01-0170.pdf

Caetano R, Garrafa V. Communication as a tool to promote and spread the Universal Declaration on Bioethics and Human Rights. Rev Bioétic. 2014[citado em 2019 jun. 20];22(1):34-44. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/bioet/v22n1/a05v22n1.pdf

Felippi A, Brandt G. Approaches between cultural studies and regional development: a theoretical methodologic proposal for studying communication on interdisciplinarity. Rev Bras Gest Desenvolv Regional. 2016[citado em 2019 jun. 20];12(4):44-63. Disponível em: file:///C:/Users/User/Downloads/2603-5598-1-PB.pdf

Hinchcliff R, Greenfield D, Westbrook JI, Pawsey M, Mumford V, Braithwaite J. Stakeholder perspectives on implementing accreditation programs: a qualitative study of enabling factors. BMC Health Serv Res. 2013[citado em 2019 jun. 20];13:437.Disponível em: https://bmchealthservres.biomedcentral.com/articles/10.1186/1472-6963-13-437

Lima SBS, Rabenschlag LA, Tonini TFF, Menezes FL, Lampert AN. Conflict management and resolution strategies for nurse managers. Rev Enferm UFSM. 2014[citado em 2019 jun. 20];4(2):419-28. Disponível em: file:///C:/Users/User/Downloads/11888-67249-1-PB.pdf

Araújo PC, Bottentuit Junior JB. The WhatsApp communication application as strategy in teaching Philosophy. Temática. 2015[citado em 2019 jun. 20];(2):11-23. Disponível em: http://www.periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/tematica/article/view/22939/12666

Cardoso RB, Ferreira BJ, Martins WA, Paludeto SB. Permanent education for the use of the electronic patient health record in nursing. J Health Inform. 2017[citado em 2019 jun. 20];9(1):25-30. Disponível em: http://www.jhi-sbis.saude.ws/ojs-jhi/index.php/jhi-sbis/article/view/429/302

Siman AG, Cunha SGS, Martins ES, Brito MJM. Management strategies for hospital accreditation. REME - Rev Min Enferm. 2015[citado em 2019 jun. 20];19(4):823-9. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1043

Siman AG, Brito MJM. Mudanças na prática de Enfermagem para melhorar a segurança do paciente. Rev Gaúcha Enferm. 2016[citado em 2019 jun. 20];37(spe):e68271. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2016.esp.68271

Publicado

07-08-2020

Como Citar

1.
Soares MI, Silva BR da, Leal LA, Brito LJ de S, Resck ZMR, Henriques SH. Estratégias para o desenvolvimento da comunicação em um hospital de urgência e emergência. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 7º de agosto de 2020 [citado 23º de maio de 2024];24(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49984

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.