A atuação da equipe de enfermagem na vacina do idoso institucionalizado: o caso de um município da região do vale do aço

Autores

  • Natália Batista das Neves
  • Helisamara Mota Guedes Centro Universitário do Leste de Minas Gerais, Curso de Graduação em Enfermagem
  • Simone de Pinho Barbosa Centro Universitário do Leste de Minas Gerais, Curso de Graduação em Enfermagem
  • Virginia Teixeira Oliveira Arêdes Centro Universitário do Leste de Minas Gerais; Universidade Federal de Minas Gerais, Programa Saúde da Família

Palavras-chave:

Idoso, Vacinação, Assistência de Enfermagem, Educação Continuada

Resumo

A vacinação das pessoas idosas tem como meta diminuir os índices da morbimortalidade por doenças infecciosas, garantindo qualidade de vida, bem-estar e inclusão social. Dessa forma, pretendeu-se com este estudo identificar as vacinas oferecidas pelo Calendário Vacinal dos Idosos, a periodicidade para a avaliação dos cartões de vacinação e as vantagens e desvantagens da vacina para os idosos institucionalizados, de acordo com o ponto de vista desses profissionais. Definiu-se como metodologia a investigação qualitativa e exploratória, sendo realizadas entrevistas com 25 profissionais, sendo 8 enfermeiras e 17 auxiliares/técnicos de enfermagem. Da análise dos dados pôde-se observar que 7 (87,5%) dos enfermeiros estavam informados sobre a identificação das vacinas oferecidas pelo Calendário do Idoso e 8 (100%) responderam conforme o preconizado pelo Ministério da Saúde para periodicidade da avaliação do cartão e as vantagens dessa prática para esta população. Nas mesmas perguntas feitas aos auxiliares/técnicos, porém, 13 (76,5%) mencionaram apenas uma dessas vacinas, 11 (65%) estavam informados sobre a periodicidade do cartão vacinal e 15 (89%) relataram que somente havia vantagens nessa prática. Finalmente, quando interrogados sobre qual profissional deve ser designado para administrar as vacinas nas instituições de longa permanência, 7 (87,5%) dos enfermeiros e 10 (59%) dos auxiliares/técnicos entrevistados disseram que qualquer profissional da equipe de enfermagem está apto a realizar tal prática. Portanto, torna-se importante ressaltar a importância do trabalho do enfermeiro como coordenador/supervisor de uma Unidade de Saúde, atentando para a questão da educação continuada visando à atualização de sua equipe, para que, assim, possa contribuir para a melhoria da qualidade do serviço prestado a essa população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01-09-2009

Como Citar

1.
Neves NB das, Guedes HM, Barbosa S de P, Arêdes VTO. A atuação da equipe de enfermagem na vacina do idoso institucionalizado: o caso de um município da região do vale do aço. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 1º de setembro de 2009 [citado 20º de maio de 2024];13(3). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/50521

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)