DO RÓTULO DE TÔNICO CAPILAR AO RÓTULO DE AGUARDENTE: OBRAS DEBRETIANAS E SUA CONTÍNUA ATUALIDADE

Autores

  • Mariane Pimentel Tutui

DOI:

https://doi.org/10.35699/2525-8036.2017.5034

Resumo

O presente artigo tem como objetivo ressaltar a contínua atualidade das obras debretianas. Nascido na França, Jean-Baptiste Debret (1768-1848), tem como mentor e professor o mestre do Neoclássico Jacques-Louis David (1748-1825). Após integrar o corpo de artistas da corte Napoleônica, Debret participa do que hoje conhecemos como “Missão Artística Francesa” e vive durante quinze anos nos trópicos executando todo o tipo de pintura em meio ao cenário do Rio de Janeiro oitocentista. Quase duzentos anos se passaram desde a execução de sua primeira aquarela realizada no Brasil e sua obra ainda se faz presente na atualidade sendo reproduzida e utilizada em diversos meios, como por exemplo, na ilustração de um rótulo de tônico capilar de 1888 e em um rótulo de aguardente de 1996.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-07-28

Como Citar

PIMENTEL TUTUI, M. DO RÓTULO DE TÔNICO CAPILAR AO RÓTULO DE AGUARDENTE: OBRAS DEBRETIANAS E SUA CONTÍNUA ATUALIDADE. Revista de Ciências do Estado, [S. l.], v. 2, n. 1, 2017. DOI: 10.35699/2525-8036.2017.5034. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revice/article/view/5034. Acesso em: 22 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos