Indicadores em saneamento

avaliação da prestação dos serviços de água e de esgoto em Minas Gerais

Autores

  • Samuel Alves Barbi Costa Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais - ARSAE-MG
  • Larissa Silveira Côrtes Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais - ARSAE-MG
  • Taiana Coelho Netto Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais - ARSAE-MG
  • Moacyr Moreira de Freitas Junior Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-770X.2013.2704

Palavras-chave:

Saneamento, Indicadores de desempenho, Regulação Sunshine

Resumo

Este artigo se propõe a analisar a evolução dos prestadores de serviços de saneamento do estado de Minas Gerais entre os anos de 2005 e 2010 com base nos indicadores do Sistema Nacional de Informações em Saneamento (SNIS). Foram definidos parâmetros técnicos para a análise dos indicadores, classificados os resultados como satisfatórios (verdes) ou insatisfatórios (vermelhos). Esta categorização atende a concepção da Regulação Sunshine, trazendo à tona o monitoramento do progresso das ações no setor de saneamento em Minas Gerais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samuel Alves Barbi Costa, Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais - ARSAE-MG

Economista. Mestre em Saúde Pública com ênfase em Gestão e Regulação dos Serviços de Saneamento Básico na FIOCRUZ. Gerente de Fiscalização Econômico-Financeira na Agência Reguladora dos Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais (ARSAE-MG).

Larissa Silveira Côrtes, Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais - ARSAE-MG

Economista. Analista de Fiscalização Econômico-Financeira na ARSAE-MG. Foi consultora na KPMG e realizou intercâmbioacadêmico na Università degli Studi di Torino.

Taiana Coelho Netto, Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais - ARSAE-MG

Geógrafa. Especialista em Gerenciamento de Recursos Hídricos pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Agente de Fiscalização Técnico-Operacional da ARSAE-MG.

Moacyr Moreira de Freitas Junior, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Estudante de Economia na UFMG e estagiário na ARSAE-MG.

Referências

BARBI, S. A.; CÔRTES, L. S. Avaliação dos componentes da tarifa média e da estrutura de custos das prestadoras regionais de saneamento do Sudeste: um estudo baseado no SNIS 2010. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE REGULAÇÃO – ABAR, 8., 2013, Fortaleza. Anais...

BRASIL. Lei nº 11.445, de 5 de janeiro de 2007. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2013.

BRASIL. Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2013.

BRASIL. Ministério das Cidades. Proposta de Plano Nacional de Saneamento Básico – PLANSAB. 2011. Disponível em: <http://www.cidades.gov.br/>. Acesso em: 28 out. 2013.

BRASIL. Ministério das Cidades. Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.914, de 12 de dezembro de 2011. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br>. Acesso em: 28 out. 2013.

COSTA, A. M. Análise histórica do saneamento no Brasil. Rio de Janeiro: ENSP – Fiocruz, 1994.

GALVÃO JR., A. C.; SILVA, A. C. Regulação, indicadores para a prestação dos serviços de água e esgoto. Fortaleza: ABAR, 2006.

GALVÃO JR., A. C.; XIMENES, M. A. F. Regulação, normatização da prestação de serviços de água e esgoto. Fortaleza: ABAR, 2008.

GALVÃO JR., A. C. et al. Marcos regulatórios estaduais em saneamento básico no Brasil. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 43, n. 1, p. 207-227, 2009.

GALVÃO JR.; MELO, A. J. M; MONTEIRO, M. A. P. Regulação do saneamento básico. Barueri: Manole, 2013.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Atlas de Saneamento. Rio de Janeiro, 2004.

MARQUES, R. C. Regulação de serviços públicos. Lisboa: Sílabo, 2005.

TUROLLA, F. A. Política de saneamento básico: avanços recentes e opções futuras de políticas públicas. Texto para Discussão nº 922 IPEA. Brasília, 2002.

VON SPERLING, M. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2005.

Downloads

Publicado

2016-04-11

Como Citar

COSTA, S. A. B.; CÔRTES, L. S.; COELHO NETTO, T.; FREITAS JUNIOR, M. M. de. Indicadores em saneamento: avaliação da prestação dos serviços de água e de esgoto em Minas Gerais. Revista da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 20, n. 2, p. 334–357, 2016. DOI: 10.35699/2316-770X.2013.2704. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistadaufmg/article/view/2704. Acesso em: 23 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos