O escrito e o não escrito

A escassez na medula do vocabulário de Carolina Maria de Jesus

Autores

  • Daniel Barros Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Sabrina Sedlmayer Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-770X.2023.40658

Palavras-chave:

Fome. Periferia. Quarto de Despejo. Escrita. Pobreza

Resumo

O seguinte artigo adentra algumas das obras de Carolina Maria de Jesus com atenção ao modo com que sua abordagem da escassez transpõe o conteúdo explicitado e se pronuncia através do seu próprio estilo de escrita. Explora-se, conjuntamente, a ideia do ato de inserir-se na cultura como gesto de mobilização dos favelados frente à miséria a que estão subjugados. O contexto histórico, o processo editorial e outros aspectos atuantes na publicação de Quarto de Despejo também têm espaço no artigo de modo a evidenciar a relação entre a autora, a imagem dela difundida e os impactos desses fatores tanto em sua obra quanto em sua vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DE JESUS, Carolina Maria de. Casa de Alvenaria: Osasco. 1. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2021. v. 1.

DE JESUS, Carolina Maria de. Casa de Alvenaria: Santana. 1. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2021. v. 2.

DE JESUS, Carolina Maria de. Quarto de Despejo: Diário de uma favelada. 10. ed. São Paulo: Editora Ática, 2021. ISBN 978-85-08-17127-9.

FARIAS, Tom. Carolina: Uma biografia. Rio de Janeiro: Malê, 2018. ISBN 978-85-92736-24-8

PERPÉTUA, Elzira Divina. A Vida Escrita de Carolina Maria de Jesus. Belo Horizonte: Nandyala, 2014.

Downloads

Publicado

2023-10-31

Como Citar

BARROS, D.; SEDLMAYER, S. O escrito e o não escrito: A escassez na medula do vocabulário de Carolina Maria de Jesus. Revista da UFMG, Belo Horizonte, v. 29, n. 3, 2023. DOI: 10.35699/2316-770X.2023.40658. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistadaufmg/article/view/40658. Acesso em: 3 mar. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)