ATIVIDADES EDUCATIVAS SOBRE ZOONOSES E GUARDA RESPONSÁVEL DE ANIMAIS COM ALUNOS DO ENSINO BÁSICO NO MACIÇO DE BATURITÉ, CEARÁ

Autores

  • Lucas de Sousa Silva Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Gabriela da Silva Carvalho Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Gabrielle Rodrigues Barbosa Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Lígia Maria Ferreira da Silva Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Nádila Cristina Lima dos Santos Russo Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Sara Hellen Alves Lima Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Maria Glória Guerra De Lima Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Maria Erica Moura Da Silva Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Juliana Jales de Hollanda Celestino Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Anelise Maria Costa Vasconcelos Alves Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Palavras-chave:

Educação em saúde, Animais, Saúde Pública, Infecções, Parasitoses

Resumo

Considerável porcentagem de doenças em ascensão é zoonótica. Devido à maior proximidade entre seres humanos e animais, a prevenção de zoonoses torna-se cada vez mais relevante. O presente estudo tem como finalidade descrever ações educativas sobre zoonoses, guarda responsável e controle populacional realizados no ano de 2019 em escolas públicas do Ensino Básico de Acarape e Redenção, Ceará. Um quantitativo de 640 alunos participou das atividades educativas. A temática foi bem aceita e instigou interesse e curiosidade nos alunos. Percebeu-se que os jovens tinham conhecimentos prévios e, por meio de relatos, foi possível verificar que a temática se relacionava à vivência dos alunos. Pôde-se concluir que metodologias ativas e a adaptação da apresentação para cada faixa etária foram essenciais. É fundamental a abordagem à temática de forma periódica e isso pode trazer bons resultados de informação e promoção de saúde para a população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas de Sousa Silva, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira-Redenção-Ceará-Brasil
Mestrando em Enfermagem

Gabriela da Silva Carvalho, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira-Redenção-Ceará-Brasil
Graduanda em Biologia

Gabrielle Rodrigues Barbosa, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira-Redenção-Ceará-Brasil
Enfermeira

Lígia Maria Ferreira da Silva, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira-Redenção-Ceará-Brasil
Graduanda em Enfermagem

Nádila Cristina Lima dos Santos Russo, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira-Redenção-Ceará-Brasil
Enfermeira

Sara Hellen Alves Lima, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Graduanda de enfermagem pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira -Redenção-Ceará-Brasil  (UNILAB), Instituto de Ciências da Saúde (ICS). Membro do grupo de estudos sobre zoonoses e animais (GEZA). Voluntária da extensão: Efeitos das mídias sociais como Ferramenta Educativa na Prevenção e Controle de Zoonoses, coordenada pela Profª. Drª. Juliana Jales de Hollanda Celestino. (2019/2020). Ministrou atividades no evento- Construção e execução de teatro de fantoches e jogo educativo sobre Zoonoses, Posse responsável e Controle populacional para alunos do ensino fundamental, na qual foi participante no projeto: A busca por mudanças atitudinais através de ações educativas sobre zoonoses e posse responsável na comunidade dos municípios de Acarape e Redenção - 2019. Áreas de interesse: Doenças infecciosas, Doenças crônicas, Saúde da mulher, Emergência e UTI.

Maria Glória Guerra De Lima, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Técnica em enfermagem pela EEEP José Vidal Alves (2017), Graduanda em enfermagem pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira- Redenção- Ceará- Brasil. Área de interesse: Saúde Pública.

Maria Erica Moura Da Silva, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Graduanda em Enfermagem na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB)- Redenção-Ceará-Brasil. Integrante do Grupo de Ensino, Pesquisa e Extenção em Saúde Mental (GEPESM) . Possui interesse pelas seguintes áreas: Saúde Mental; Estomoterapia;Promoção e Educação em Saúde; Saúde Coletiva.

Juliana Jales de Hollanda Celestino, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Possui Graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual do Ceará - UECE (2005), Mestrado (2006) e Doutorado (2010) em Ciências Veterinárias pela UECE. Recebeu Menção Honrosa do Prêmio CAPES de Tese - Edição 2011 na área Medicina Veterinária. Atualmente é Coordenadora de Pesquisa e Inovação Tecnológica da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB)- Redenção-Ceará-Brasil, Professora Efetiva no Instituto de Ciências da Saúde - Curso de Enfermagem e Farmácia e Professora Permanente do Mestrado Acadêmico em Sociobiodiversidade e Tecnologias Sustentáveis (MASTS) da UNILAB. É líder de um grupo de pesquisa da UNILAB intitulado Biotecnologia Aplicada (BIOTA). É consultora de periódicos internacionais (Animal Reproduction Science / Reproduction Fertility and Development / Journal of Ovarian Research/ Chronic Diseases and Translational Medicine / Microscopy Research and Technique / Zygote / Domestic Animal Endocrinology, Reproduction in Domestic Animals e Theriogenology) e nacionais (Animal Reproduction e Pesquisa Veterinária Brasileira). Foi bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq na área do conhecimento Biotecnologia, durante o período de março de 2014 a fevereiro de 2017. Tem experiência nas áreas de Biotecnologia e Fisiologia da Reprodução, Histologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Foliculogênese (folículos ovarianos pré-antrais), Criopreservação (preservação de material genético), Cultivo celular in vitro testando, por exemplo, produtos naturais e plantas medicinais, e Biologia celular.

Anelise Maria Costa Vasconcelos Alves, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Médica Veterinária que atua na área de Ciências de Animais de Laboratório e Bem-estar Animal, coordenando o Biotério da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira-Redenção-Ceará-Brasil. Doutora em Microbiologia Médica pelo Universidade Federal do Ceará. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da Universidade Estadual do Ceará. Graduada em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual do Ceará.Tem experiência em bioética aplicada aos animais e seres humanos. Atualmente, membro do CEUA/UFC e coordenadora do CEUA/ UNILAB. Além disso, tem experiência também no uso de animais de serviço na inclusão, morfologia (histologia, microscopias óptica e eletrônica) e cultivo celular in vitro (procarionte e eucariontes).

Referências

Alves, A. J. S., Guilloux, A. G. A., Zetun, C. B., Polo, G., Braga, G. B., Panachão, L. I., Santos, O., & Dias, R. A. (2013). Abandono de cães na América Latina: revisão de literatura. Revista de Educação Continuada Em Medicina Veterinária e Zootecnia Do CRMV-SP, 11(2), 34–41. https://doi.org/10.36440/recmvz.v11i2.16221

Arruda, M. M., Figueiredo, F. B., Marcelino, A. P., Barbosa, J. R., Werneck, G. L., Noronha, E. F., & Romero, G. A. S. (2016). Sensitivity and specificity of parallel or serial serological testing for detection of canine Leishmania infection. Memórias Do Instituto Oswaldo Cruz, 111(3), 168–173. https://doi.org/10.1590/0074-02760150364

Boeira, V. L., Gonçalves, P. A. R. R., Morais, F. G., & Schaedler, V. M. (2010). Educação Em Saúde Como Instrumento De Controle De Parasitoses Intestinais Em Crianças. Varia Scientia, 9(15), p.35-43.

Boniati, B. B., Appel, C. A., Basso, D., Ramires, G. da S., & Pavinato, N. (2018). Incentivando a Programação de Computadores através do Desenvolvimento de Jogos Digitais. Anais Do EATI-Encontro Anual de Tecnologia Da Informação, 143–146.

Brasil. (2010). Censo Demográfico, 2010. IBGE. www.cidades.ibge.gov.br

Braz, P. H., Silva, N. R., Centenaro, J. R., Grunitzky, L., Correa, G. T., & Souza, M. C. (2019). Educação Em Saúde Pública Nas Escolas. 37o Seminário de Extensão Universitária Da Região Sul. https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/199263

Condino-Neto, A. (2014). Susceptibilidade a infecções: imaturidade imunológica ou imunodeficiência? Revista de Medicina, 93(2), 78. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v93i2p78-82

Cross, A. R., Baldwin, V. M., Roy, S., Essex-Lopresti, A. E., Prior, J. L., & Harmer, N. J. (2019). Zoonoses under our noses. Microbes and Infection, 21(1), 10–19. https://doi.org/10.1016/j.micinf.2018.06.001

Cunha, G. R., Martins, C. M., Pellizzaro, M., Barros, C. C. de, Pampuch, R. S., Wouk, A. F. P.F., Ferreira, F., Garcia, R. C. M., & Biondo, A. W. (2016). Responsible pet ownership perception in elementary schools after an educational program in Southern Brazil. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 53(2), 182. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.v53i2p182-190

De Almeida França, B. H., Sá, I. de S., Alencar, N. M., Barbosa, Y. G. da S., Dos Santos, J. S., Lima, W. C., & Lima, D. A. S. D. (2019). Knowledge analysis on some zoonosis in a private school in the municipality of Bom Jesus-PI, Brazil. Bioscience Journal, 35(6), 1907–1914. https://doi.org/10.14393/BJ-v35n6a2019-42237

Dias, I. C. L., Guimarães, C. A., Martins, D. F., Brandão, V. M., Silva, I. A., & Silva, M. I. S. (2012). Zoonoses e posse responsável: percepção e atitudes entre crianças do ensino fundamental. Revista Ciência Em Extensão, 8(2), 66–76. http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/article/view/495

Garcia, J. L., Navarro, I. T., Biazzono, L., Freire, R. L., Junior, J. da S. G., Cryssafidis, A. L., Bugni, F. M., Cunha, I. A. L. da, Hamada, F. N., & Dias, R. C. F. (2007). Protective activity against oocyst shedding in cats vaccinated with crude rhoptry proteins of the Toxoplasma gondii by the intranasal route. Veterinary Parasitology, 145(3–4), 197–206. https://doi.org/10.1016/j.vetpar.2007.01.007

Instituto Pet Brasil (2019). País tem 3,9 milhões de animais em condição de vulnerabilidade. Recuperado em 15 de setembro de 2020. http://institutopetbrasil.

com/imprensa/pais-tem-39-milhoes-de-animais-em-condicao-de-vulnerabilidade/

Ishikura, J. I., Cordeiro, C. T., Silva, E. C., Bueno, G. D. P., Santos, L. G., & Oliveira, S. T. (2017). Mini-Hospital Veterinário: Guarda Responsável, Bem Estar Animal, Zoonoses E Proteção À Fauna Exótica. Revista Brasileira De Extensão Universitária, 8(1), 23. https://doi.org/10.24317/2358-0399.2017v8i1.3123

Jorge, S., Barbosa, M., Wosiacki, S., & Ferrante, M. (2018). Guarda Responsável De Animais: Conceitos, Ações E Políticas Públicas. Enciclopédia Biosfera, 15(28), 578–594. https://doi.org/10.18677/EnciBio_2018B51

Lopes, F. M. R., Gonçalves, D. D., Mitsuka-Breganó, R., Freire, R. L., & Navarro, I. T. (2007). Toxoplasma gondii infection in pregnancy. In Brazilian Journal of Infectious Diseases 11(5), 496–506. Contexto. https://doi.org/10.1590/S1413-86702007000500011

Lovato, F. L., Michelotti, A., Silva, C.B., & Loretto, E.L.S. (2018). Metodologias Ativas de Aprendizagem: uma Breve Revisão. Acta Scientiae, 20(2). https://orcid.org/0000-0002-4028-498X

Lubini, V. T., Willrich, J. Q., Portela, D. L., Rosso, L. H., Almondes, F.M. E., Bergmann, M. M., Oliveira, T. D., Braga, G.B., & Ortiz, S. E. (2017). Educação Em Saúde Na Comunidade: Ações Extensionistas Em Uma Comunidade Do Sul Do Brasil. Revista Extensão Em Foco, 14, 52–61.

Mackenzie, J. S., & Smith, D. W. (2020). COVID-19: a novel zoonotic disease caused by a coronavirus from China: what we know and what we don’t. Microbiology Australia, 41(1), 45. https://doi.org/10.1071/MA20013

Nugroho, M. B. (2013). Summary for Policymakers. In Intergovernmental Panel on Climate Change (Ed.), Climate Change 2013 - The Physical Science Basis 53(9), 1–30). Cambridge University Press. https://doi.org/10.1017/CBO9781107415324.004354

Oliveira Neto, R. R., Souza, V. F., Carvalho, P. F. G., & Frias, D. F. R. (2018). Nível de conhecimento de tutores de cães e gatos sobre zoonoses. Revista de Salud Pública, 20(2), 198–203. https://doi.org/10.15446/rsap.v20n2.68155

One Health Initiative. (2008). One Health Initiative will unite human and veterinary medicine. One Health Initiative. https://www.archive.onehealthinitiative.com/

Penteado, R. Z., Seabra, M. N., & Bicudo-Pereira, I. M. T. (1996). Ações Educativas Em Saude Da Criança: O Brincar Enquanto Recurso Para Participação Da Família. Journal of Human Growth and Development, 6(1–2), 57–63. https://doi.org/10.7322/jhgd.38374

Pereira, M. D. M., Rodrigues, P. F., Santos, N. C. C.B., Vaz, E. M. C., Collet, N., & Reichert, A.P.S. (2017). Educação em saúde para famílias de crianças/adolescentes com doença crônica. Revista Enfermagem UERJ, 25, 1–6. https://doi.org/10.12957/reuerj.2017.4343

Rocha Santana, L., & Pires Oliveira, T. (2020). Reflections on the responsible guardianship of companion animals in Brazil. Derecho Animal. Forum of Animal Law Studies, 11(2), 54. https://doi.org/10.5565/rev/da.478

Romanelli, P. R., Freire, R. L., Vidotto, O., Marana, E. R. M., Ogawa, L., Paula, V. S. O., Garcia, J. L., & Navarro, I. T. (2007). Prevalence of Neospora caninum and Toxoplasma gondii in sheep and dogs from Guarapuava farms, Paraná State, Brazil. Research in Veterinary Science, 82(2), 202–207. https://doi.org/10.1016/j.rvsc.2006.04.001

Silva, M. A. I., Mello, D. F., & Carlos, D. M. (2010). O adolescente enquanto protagonista em atividades de educação em saúde no espaço escolar. Revista Eletrônica de Enfermagem, 12(2), 287–293. https://doi.org/10.5216/ree.v12i2.5301

Silva, N. R., Centenaro, J. R., Grunitzky, L., Souza, M. C., Dantas, L. Y., Correa, G. T., & Braz, P. H. (2020). Metodologias ativas para o ensino de zoonoses para crianças de séries iniciais. In Brazilian Journal of Animal and Environmental Research 3(2). https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJAER/article/view/8728

Soto, F., Risseto, M., Pinheiro, S., Sousa, A., Portela, M., & Lima, B. (2006). Avaliação de experiência com programa educativo de posse responsável em cães e gatos em escolas públicas de ensino fundamental da zona rural do município de. Revista Ciência Em Extensão, 2(2), 1–12. https://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/article/view/192

World Health Organization. (2017). Zoonoses. World Health Organization; World Health Organization. http://www.who.int/topics/zoonoses/en/

Publicado

2021-12-31

Como Citar

SILVA, L. de S. .; CARVALHO, G. da S. .; RODRIGUES BARBOSA, G. .; FERREIRA DA SILVA, L. M.; LIMA DOS SANTOS RUSSO, N. C.; ALVES LIMA, S. H.; GUERRA DE LIMA, M. G.; MOURA DA SILVA, M. E.; JALES DE HOLLANDA CELESTINO, J.; COSTA VASCONCELOS ALVES, A. M. ATIVIDADES EDUCATIVAS SOBRE ZOONOSES E GUARDA RESPONSÁVEL DE ANIMAIS COM ALUNOS DO ENSINO BÁSICO NO MACIÇO DE BATURITÉ, CEARÁ. Interfaces - Revista de Extensão da UFMG, [S. l.], v. 9, n. 2, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistainterfaces/article/view/26706. Acesso em: 26 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos