Sentir em rede

Net-ativismo estético na ação colaborativa Letters to the Earth

  • Marina Magalhães Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Brasil
Palavras-chave: Redes sociais digitais, Net-ativismo, Letters to the Earth

Resumo

As novas tecnologias comunicativas inauguraram formas distintas de ações colaborativas que atravessam diversos campos da vida cotidiana, transformando também a esfera do sentir. Neste artigo, convidamos a pensar as redes na dimensão da sua sensibilidade ecológica, a partir de colaborações que superem as grandes separações do pensamento ocidental – entre o humano, a técnica e a natureza – e contemporizem a complexidade dos nossos dias. Adotamos, teoricamente, o conceito de net-ativismo, a fim de entender como as novas formas de poder e de ativismo atravessam a esfera do sentir para, empiricamente, lançamos um olhar para o experimento colaborativo artístico Letters to the Earth.

Biografia do Autor

Marina Magalhães, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Brasil

Professora do Mestrado em Comunicação, Redes e Tecnologias da Universidade Lusófona do Porto e da Graduação em Comunicação Social da Universidade Federal de Campina Grande

Referências

CASTELLS, M. A Era da Informação: economia, sociedade e cultura (Vol. 3). São Paulo: Paz e Terra, 2000.

CASTELLS, M. Redes de Indignação e Esperança: Movimentos Sociais na Era da Internet. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2013.

DI FELICE, M.; PIREDDU, M. Além do solipsismo: as naturezas não humanas do humano. In: DI FELICE, M.; PIREDDU, M. (org.). Pós-humanismo: as relações entre o humano e a técnica na época das redes. São Paulo: Editora Difusão, 2010, p. 26-32.

DI FELICE, M. Net-ativismo: novos aspectos da opinião pública em contextos digitais. Revista Famecos: mídia, cultura e tecnologia. Porto Alegre: Faculdade de Comunicação Social da PUC/RS, v. 19, nº 1, p. 27-45, jan./abr., 2012.

DI FELICE, M. Net-ativismo e ecologia da ação em contestos reticulares”. XXVI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Manaus: Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares de Comunicação, 2013. Disponível em: www.intercom.org.br/papers/nacionais/2013/resumos/R8-1960-1.pdf. Acesso em 30

mai. 2019.

DI FELICE, M. Net-ativismo: da ação social ao ato conectivo. São Paulo: Editora Paulus, 2017.

DI FELICE, M. Entrevista a Massimo Di Felice (concedida a Marina Magalhães). In: GOMES, C.; MAGALHÃES, M. (org.). INTERACT - Revista Online de Arte, Cultura e Tecnologia. Lisboa: Centro de Estudos de Comunicação e Linguagens e CIC.Digital, Pólo FCSH, n. 30, jan.-jul. 2019. Entrevista. Disponível em: http://interact.com.pt/30/

entrevista-a-massimo-di-felice/. Acesso em: 15 mai. 2019.

HEIDEGGER, M. A questão da técnica. Scientiæ Zudia. São Paulo, v. 5, nº. 3, p.375-398, 2007.

LATOUR, B. Reagregando o Social: uma introdução à Teoria do Ator-Rede. Salvador, Bauru: Edufba, Edusc, 2012.

LEMOS, R.; DI FELICE, M. A vida em rede. Campinas: Papirus 7 Mares, 2014.

LETTERS TO THE EARTH. Direção: UpStage. Global (2019). Vimeo. Arquivo Digital: 26´46”. Disponível em: https://vimeo.com/332239263. Acesso em: 5 jul. 2019.

LÉVY, P. Cibercultura. 2ª d. São Paulo: Editora 34, 2007.

MAFFESOLI, M. A transfiguração do político: a tribalização do mundo. Porto Alegre: Sulina, 2005.

MAGALHÃES, M. Net-ativismo: protestos e subversões nas redes sociais digitais. Lisboa: ICNOVA, 2018.

MIRANDA, J. B. Traços – Ensaios da crítica da cultura. Lisboa: Editora Vega, 1998.

MIRANDA, J. B. Activismo em rede, globalização e transdução. In: ÁLVARES, C.; DAMÁSIO, M. J. (org.). Teorias e Práticas dos Media: Situando o Local no Global Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas, 2010. p. 251-266.

MIRANDA, D. Das escolas ocupadas às sextas-feiras sem aula: estudantes do liceu e a potência destituinte como experiência de um sentir em comum. In: GOMES, C.; MAGALHÃES, M. (org.). INTERACT - Revista Online de Arte, Cultura e Tecnologia. Lisboa: Centro de Estudos de Comunicação e Linguagens e CIC.Digital, Pólo FCSH,

n. 30, jan-jul. 2019, Ensaio. Disponível em: http://interact.com.pt/30/das-escolasocupadas-as-sextas-feiras-sem-aula-estudantes-do-liceu-e-a-potencia-destituintecomo-experiencia-de-um-sentir-em-comum/. Acesso em: 5 jun. 2019.

UPSTAGE. Letters to the Earth. In: GOMES, C.; MAGALHÃES, M. (org.). INTERACT – Revista Online de Arte, Cultura e Tecnologia. Lisboa: Centro de Estudos de Comunicação e Linguagens e CIC.Digital, Pólo FCSH, n. 30, jan.-jul. 2019, Laboratório. Disponível em: http://interact.com.pt/30/letters-to-the-earth/. Acesso em:

mai. 2019.

PERNIOLA, M. Do Sentir. Lisboa: Editorial Presença, 1993.

Publicado
2019-11-22
Como Citar
MAGALHÃES, M. Sentir em rede. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, p. 87-104, 22 nov. 2019.
Seção
Artigos - Seção temática