Por uma epistemologia estética: do pensamento colaborativo nas artes plásticas e visuais às práticas contemporâneas de community-based art e seus novos artistas-tipo

  • Rachel Falcão Costa UFMG
Palavras-chave: Práticas artísticas colaborativas, Epistemologia estética, Artistas-tipo

Resumo

Este artigo propõe a apresentação de um panorama do passado, do presente e, quiçá, do futuro, do universo das práticas artísticas colaborativas, enfatizando as práticas contemporâneas de community-based art e apontando para o surgimento de novos “artistas-tipo” que lidam com questões cotidianas: o artista-pesquisador, o artista-da-família e o artista-cidadão. Por meio de articulações entre ações, pensamentos e conceitos desenvolvidos por artistas, críticos e filósofos, buscamos identificar elementos reveladores daquilo que consideramos ser o desenvolvimento de uma “epistemologia estética” que estaria em curso, bem como entender e atestar o papel do artista contemporâneo nesse processo.

Biografia do Autor

Rachel Falcão Costa, UFMG
Doutoranda em Artes Plásticas, Visuais e Interartes (EBA-UFMG). Mestre em Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável (EA-UFMG). Especialista em Artes, Cultura Visual e Comunicação (UFJF). Graduada em Artes Plásticas (Licenciatura) e em Desenho Arquitetônico (Bacharelado) pela UFJF. Professora e Coordenadora do Núcleo de Arte da Fundação de Arte de Ouro Preto (FAOP).
Publicado
2019-11-22
Como Citar
FALCÃO COSTA, R. Por uma epistemologia estética: do pensamento colaborativo nas artes plásticas e visuais às práticas contemporâneas de community-based art e seus novos artistas-tipo. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, p. 105-128, 22 nov. 2019.
Seção
Artigos - Seção temática