RUMO A UMA FORMAÇÃO SOCIAL DO ENGENHEIRO

CRÍTICA ÀS NOVAS DIRETRIZES CURRICULARES DE ENGENHARIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2238-037X.2021.21992

Palavras-chave:

DCN, Indústria 4.0, Formação Social

Resumo

As novas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Engenharia são uma recente conquista dos setores governamentais, industriais e acadêmicos do Brasil. O amplo acordo alcançado revela a existência de uma perspectiva consensual de sociedade que, embora não explicitada na normativa, aparece de forma autoevidente. As novas diretrizes parecem equacionar vários endêmicos problemas da formação, ao mesmo tempo que apontam para outras demandas oriundas da atual realidade, a qual exige a formação de mais e melhores engenheiros mediante, entre outras medidas, o desenvolvimento de competências soft skills. Este artigo propõe uma discussão crítica no espaço estabelecido entre o modelo de sociedade que implicitamente consideram as diretrizes e as demandas por uma ampla formação social dos engenheiros, para favorecer o desenvolvimento adequado dessas competências, ditas comportamentais. Se argumenta que, sem uma formação social ampla, ao formação do engenheiro pode ajudar a consolidar um modo cognitivo atrofiado, impedindo à Engenharia Nacional de promover seus próprios caminhos. Conclui-se sobre a necessidade de uma formação social que favoreça o surgimento da inventividade engenheiril como forma de ampliar as possibilidades de promover modos de vida alternativos aos modos de vida hegemônicos que, implicitamente, promovem as novas diretrizes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Aravena-Reyes, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Mestre e Doutor em Engenharia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Engenheiro Naval pela Universidad Austral de Chile, atualmente Professor Titular da Faculdade de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora, ministrando as disciplinas Engenharia e Sociedade, Gerenciamento de Projetos e Projeto e Desenho Auxiliado por Computador. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação e Tecnologia - NETEC, Pós-doutorando em Filosofia na Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Referências

ARAVENA-REYES, J. For a Micro-Politics Analysis of Engineering Education. In: Philosophy Study. David Publishing Company, New York, USA, Vol. 4, n. 8, p. 574-590, 2014.

ARAVENA-REYES, J. Filosofia e Ensino de Engenharia: A relação Techné, Lógos e Métis. In: Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, Ponta Grossa, Vol. 9, No. 3, p. 1-26, 2016.

ARAVENA-REYES, J.; KRENAK, A. O Cuidado Como Base Epistemológica da Produção Técnica do Antropoceno. Epistemologias do Sul, UNILA, Paraná, Vol. 1, n. 2, p. 129-163, 2018a.

ARAVENA-REYES, J. Para Além do Sustentável: a tecnologia do ambiente construído na era antropocêntrica, Short paper, XVII ENAC, Foz de Iguaçu, 2018b.

ABENGE. Inovação da Educação de Engenharia: Proposta de Diretrizes Curriculares Nacionais Para o Curso de Engenharia, Brasília: ABENGE, 2018.

BAZZO, W.; COSTA, L. A Revolução 4.0 e Seus Impactos na Formação do Professor em Engenharia. In: Revista de Ensino de Engenharia, v. 38, No. 3, Brasília: ABENGE, p. 28-39, 2019.

BELL, D. O Advento da Sociedade Pós-Industrial: uma Tentativa Social. Trad. H. Dantas. São Paulo: Editora Cultrix, 1977.

BRASIL. Parecer CNE/CES No. 1362 de 12 de Dezembro de 2001, DOU, 25 de Fevereiro de 2002, Seção 1, pág. 17, Brasília, 2002a.

BRASIL. Resolução CNE/CES No.11 de 11 de Março de 2002, DOU, 09 de Abril de 2002, Seção 1, Pág. 32, Brasília, 2002b.

BRASIL. Parecer CNE/CES No. 1 de 23 de Janeiro de 2019, DOU No. 77, do 23 de Abril de 2019, Seção 1, pág. 109, Brasília, 2019a.

BRASIL. Resolução CNE/CES No. 2 de 24 de Abril de 2019. DOU No. 80, 26 de Abril de 2019, Seção 1, Pág. 43-44, Brasília, 2019b.

CNI. Recomendações para o Fortalecimento e Modernização do Ensino de Engenharia no Brasil, Instituto Euvaldo Lodi – Brasília: CNI, 2018.

HAN, B. Sociedade do Cansaço, Petrópolis: Editora Vozes, 2018.

CRUTZEN, P. Geology of Mankind. Nature, v. 45, n. 3, MacMillan Publishers Limited, p. 23, 2002.

DELEUZE, G. Entrevista sobre O anti-Édipo (com Felix Guattari). In: Conversações. Trad. Perbart, P., São Paulo: Editora 34, p. 23-36, 1992.

FOUREZ, G. A Construção das Ciências: Introdução à filosofia e à ética das ciências. Trad. Rouanet, L., Editora da Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 1995.

HEIDEGGER, M. A questão da Técnica (Die Frage nach der Technik). In: Caderno de Tradução, No. 2, Departamento de Filosofia, USP, São Paulo, p. 40-93, 1997.

HEIDEGGER, M. El Ser y el Tiempo, Editora del Fondo de Cultura Económica. Trad. José Gaos, México, 2000.

MITCHAM, C. The Importance of Philosophy to Engineering. Teorema, Universidad de Oviedo, Espanha, v. XVII-3, p. 27-47, 1998.

OLIVEIRA, V. (Org.). A Engenharia e as Novas DCNs: oportunidades para formar mais e melhores engenheiros. Rio de Janeiro: LTC, 2019a.

RIFKIN, J. La Civilización Empática, España: Ediciones Paidós Ibérica, 2010.

SCHWAB, K. A Quarta Revolução Industrial [e-book]. Trad. Miranda, D., São Paulo: Edipro, 2019.

SCHUMPETER, J. Teoria do desenvolvimento econômico, Trad. Maria Silvia Possas, Rio de Janeiro: Editora Nova Cultura, 1988.

SOLON, P. (Org.). Alternativas Sistêmicas. Peres, J. (Trad.) São Paulo: Editora Elefante, 2019.

SORENSEN, K. The Role of Social Science in Engineering. In: MEIJERS, A. (Ed.). Philosophy of Technology and Engineering Sciences, Elsevier, p. 93-116, Holanda, 2009.

STIEGLER, B. Por una Nueva Crítica de la Economía Política. Buenos Aires: Editora Capital Intelectual, 2017.

TODOROV, T. A Vida em Comum: ensaio de antropologia geral. Trad. Deângell, M. Wimmer, N. São Paulo: Editora da UNESP, 2014.

Downloads

Publicado

2021-09-20

Como Citar

ARAVENA-REYES, J. RUMO A UMA FORMAÇÃO SOCIAL DO ENGENHEIRO: CRÍTICA ÀS NOVAS DIRETRIZES CURRICULARES DE ENGENHARIA . Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 30, n. 2, p. 141–158, 2021. DOI: 10.35699/2238-037X.2021.21992. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/21992. Acesso em: 3 dez. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS