CONTRIBUIÇÃO DA INTERNACIONALIZAÇÃO PARA A FORMAÇÃO INTEGRAL NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2238-037X.2022.40478

Palavras-chave:

Internacionalização, Educação Profissional e Tecnológica, Formação Integral

Resumo

O objetivo do presente estudo foi discutir como uma ação extensionista envolvendo a internacionalização fomentou a formação integral de uma estudante do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense (IFC). Buscou-se fundamentar este estudo principalmente a partir de conceitos relativos à internacionalização (ALMEIDA, 2016) e à Educação Profissional e Tecnológica (RAMOS, 2008; PACHECO, 2015). Trata-se de um estudo qualitativo, o qual incluiu dados coletados através de uma entrevista semiestruturada e um relato de experiência. Após o período da coleta, utilizou-se a técnica da Análise Textual Discursiva (MORAES, 2003) para a interpretação analítica dos dados. Os resultados apontaram que a ação extensionista contribuiu para a formação integral da participante, já que proporcionou a ela, entre outros aspectos, uma visão mais ampla do mundo, dos próprios horizontes culturais e das outras pessoas. Com base nos resultados, é possível afirmar que a ação em questão permitiu a materialização de processos de internacionalização no IFC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Darlan Herpich, Instituto Federal Catarinense

Estudante do Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT), polo IFC campus Blumenau. Pós-graduação em Administração Pública pela UNOESC (2010) e em Controle da Gestão Pública Municipal - UFSC (2012). Graduação em Ciências Econômicas - UFSC (2014) e Formação Superior em Administração de Pequenas e Médias Empresas - UNOPAR (2008). Assistente em Administração - TAE do Instituto Federal Catarinense, IFC campus Concórdia

José Luis Machado, Instituto Federal Catarinense

Estudante do Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica no ProfEPT, polo IFC campus Blumenau. Pós-graduação em Pesquisa e Prática Pedagógica pelo IFSC (2020). Graduação em Psicologia pela UNISUL (2009), TAE do Instituto Federal Catarinense, IFC Reitoria.

Rodrigo Schaefer, Instituto Federal Catarinense

Doutor em Inglês: Estudos Linguísticos e Literários pela UFSC. Mestre em Educação pela Univali. Professor de inglês e português no IFC campus Brusque e docente no Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica do IFC campus Blumenau.

Referências

ALMEIDA, André Albino de. A internacionalização do Ensino Superior pode ser uma via de humanização? In: MOURA, R. A.; ALMEIDA, A. A. (Orgs.). Internacionalização do Ensino Superior: desafios e perspectivas. 1ª ed. Curitiba: Editora CRV, 2016. p. 27-44.

BECK, Kumari. Beyond Internationalization: Lessons from Post-Development. Journal of International Students, Ojed, v. 11, issue S1, p. 133-151, 2021. Disponível em: https://files.eric.ed.gov/fulltext/EJ1300576.pdf. Acesso em: 17 mai. 2022.

BEELEN, Jos; JONES, Elspeth. Redefining Internationalization at Home. In: CURAJ, A. et al. The European Higher Education Area: between critical reflections and future policies.1ª ed. New York, Springer, 2015. p. 59-72.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394compilado.htm. Acesso em: 08 dez. 2021.

COPIANO, Guilherme Antonio Bim; BATISTA, Sueli Soares dos Santos. Internacionalização e a educação profissional técnica de nível médio: estudo da parceria entre Ceeteps e o Icif. Research, Society and Development, Vargem Grande Paulista, v. 10, n. 2, p. 1-10, 2021. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/12889/11486. Acesso em: 27 mai. 2022.

DELORS, Jacques et al. Educação um tesouro a descobrir: relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI. 1. ed. São Paulo: Cortez; Brasília, 1998. Disponível em: http://dhnet.org.br/dados/relatorios/a_pdf/r_unesco_educ_tesouro_descobrir.pdf. Acesso em: 10 jul. 2022.

DUFF, Patricia. Case study research on language learning and use. Annual Review of Applied Linguistics, Cambridge, v. 34, p. 233-255, 2014.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise. Ensino médio integrado: concepção e contradições. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Editora Atlas, 2017.

HELM, Francesca. Facilitated dialogue in Online Intercultural Exchange. In: O’DOWD, R.; LEWIS, T. (Orgs). Online Intercultural Exchange: Policy, Pedagogy, Practice. 1ª ed. New York, Routledge, 2016. p. 150-169.

HEEMANN, Christiane; SCHAEFER, Rodrigo; SEQUEIRA, Rosa Maria. O potencial da telecolaboração para o desenvolvimento da competência intercultural no contexto da internacionalização em casa. In: LEFFA, V. J. et al.Tecnologias e ensino de línguas: uma década de pesquisa em Linguística Aplicada. 1ª ed. Santa Cruz do Sul, Edunisc, 2020. p. 129-152.

HUDZIK, John K. Comprehensive internationalization: From concept to action.1ª ed. Washington: NAFSA, 2011.

IFC. Projeto pedagógico de curso de educação profissional técnica de nível médio. Curso técnico de informática integrado ao ensino médio. Brusque: Instituto Federal Catarinense, 2019.

LAUDARES, João Bosco; FIUZA, Jalmira Regina; ROCHA, Simone. Educação tecnológica: os impactos nos projetos pedagógicos dos cursos técnicos dos CEFETS Minas Gerais e Paraná pelos Decretos 2.208/97 e 5.154/04. In: ARANHA, A. V. S.; CUNHA, D. M.; LAUDARES, J. B. (Orgs.). Diálogos sobre trabalho: perspectivas multidisciplinares.1ª ed. São Paulo, Papirus, 2005. p. 57-90.

LEASK, Betty. Internationalizing the Curriculum. 1ª ed. Abingdon: Routledge, 2015.

LUNA, José Marcelo Freitas de; SEHNEM, Paulo Roberto. Os egressos do programa ciência sem fronteiras pela percepção de professores e outros profissionais. In: LUNA, J. M. F.; SEHNEM, P. R. (Orgs.). O Programa Ciência sem Fronteiras em Avaliação. 1ª ed. Campinas, Pontes Editores, 2017. p. 127-159.

MAXWELL, Joseph A. Qualitative Research Design: an interactive approach. 1ª ed. Thousand Oaks: Sage, 1996.

MORAES, Roque. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Ciência & Educação, Bauru, v. 9, n. 2, p. 191-211, 2003. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ciedu/a/SJKF5m97DHykhL5pM5tXzdj/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 30 nov. 2021.

MORAES, Roque; GALIAZZI, Maria do Carmo. Análise textual discursiva: processo reconstrutivo de múltiplas faces. Ciência & Educação, Bauru, v. 12, n. 1, p. 117-128, 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ciedu/a/wvLhSxkz3JRgv3mcXHBWSXB/?lang=pt&format=pdf. Acesso em: 30 nov. 2021.

MORAES, Ângela Maria; RODRIGUES, Maria Teresa; DE LA TORRE, Lucimara Gaziola. Experiências e reflexos do processo de internacionalização decorrente do programa ciências sem fronteiras na faculdade de engenharia química da UNICAMP. In: MOURA, R. A.; ALMEIDA, A. A. (Orgs.). Internacionalização do Ensino Superior: desafios e perspectivas. 1ª ed. Curitiba, Editora CRV, 2016. p. 77-92.

MOROSINI, Marília. Como internacionalizar a universidade: concepções e estratégias. In: MOROSINI, M. (Org.). Guia para internacionalização universitária. 1ª ed. Porto Alegre, EdiPUCRS, 2019. p. 11-27.

MOURA, Dante Henrique; LIMA FILHO, Domingos Leite; SILVA, Mônica Ribeiro. Politecnia e formação integrada: confrontos conceituais, projetos políticos e contradições históricas da educação brasileira. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 20, n. 63, p. 1057-1080, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v20n63/1413-2478-rbedu-20-63-1057.pdf. Acesso em: 01 nov. 2021.

NITSCHKE, Alessandra; PLACIDO, Reginaldo Leandro; PITT, Henrique. O núcleo docente básico na construção curricular do ensino médio integrado em um instituto federal: avanços e limites. Reflexão e Ação, Santa Cruz do Sul, v. 29, n. 3, p. 41-56, 2021. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/reflex/article/view/16362. Acesso em: 01 mar. 2022.

O’DOWD, Robert. Telecollaboration and CALL. In: THOMAS, M.; REINDERS, H.; WARSCHAUER, M. (Orgs.). Contemporary Computer-assisted Language Learning. 1ª ed. London, Bloomsbury Academic, 2013. p. 123-141.

O’DOWD, Robert. Virtual exchange: moving forward into the next decade. Computer Assisted Language Learning, Londres, v. 34, n. 3, p. 209-224, 2021. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/epub/10.1080/09588221.2021.1902201?needAccess=true. Acesso em: 27 mai. 2022.

PACHECO, Eliezer. Fundamentos político-pedagógicos dos institutos federais: diretrizes para uma educação profissional e tecnológica transformadora. 1ª ed. Natal: Editora IFRN, 2015.

PEREIRA, Lauro Sérgio Machado; SILVA, Kléber Aparecido. Representações discursivas sobre internacionalização por professores de inglês em formação continuada. Revista Educação em Questão, Natal, v. 59, n. 59, p. 1-24, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/25293. Acesso em: 27 mai. 2022.

RAMOS, Marise Nogueira. Reforma da Educação Profissional: contradições na disputa por hegemonia no regime de acumulação flexível. Trabalho, Educação e Saúde, Rio de Janeiro, v. 5, n. 3, p. 545-556, 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tes/v5n3/13.pdf. Acesso em: 01 nov. 2021.

SANTOS, Fernando Seabra; ALMEIDA FILHO, Naomar de. A quarta missão da Universidade: internacionalização universitária na sociedade do conhecimento. 1ª ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2012.

SAVIANI, Demerval. Sobre a natureza e a especificidade da educação. Revista Em Aberto, Brasília, ano 3, n. 22, p. 1-6, 1984. Disponível em: http://emaberto.inep.gov.br/ojs3/index.php/emaberto/article/view/1886. Acesso em: 11 juh. 2022.

SCHAEFER, Rodrigo. Facilitating the co-construction of interculturality in teletandem through pedagogical mediation. DELTA, São Paulo, v. 36, n. 4, p. 1-29, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/delta/a/TXKwkrhdHJNzbgKqsXpKp8P/?lang=en#. Acesso em: 27 mai. 2022.

SCHAEFER, Rodrigo. The Co-Construction of Interculturality Through an Ecological Perspective in Teletandem Activities. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, Belo Horizonte, v. 21, n. 1, p. 1-30, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbla/a/NxMktgYPZFYDNrZ8mjmnBgN/?format=pdf&lang=en. Acesso em: 27 mai. 2022.

SCHAEFER, Rodrigo; HEEMANN, Christiane. Internacionalização em Casa pela telecolaboração: experiências no Instituto Federal Catarinense. Extensão Tecnológica, Blumenau, v. 8, n. 16, p. 36-55, 2021a. Disponível em: https://publicacoes.ifc.edu.br/index.php/RevExt/article/view/2115. Acesso em: 27 mai. 2022.

SCHAEFER, Rodrigo; HEEMANN, Christiane. A telecolaboração como facilitadora do diálogo intercultural no Instituto Federal Catarinense. Entre Palavras, Fortaleza, v. 11, n. 3, p. 1-18, 2021b. Disponível em: http://www.entrepalavras.ufc.br/revista/index.php/Revista/article/view/2228. Acesso em: 27 mai. 2022.

SCHAEFER, Rodrigo; HEEMANN, Christiane; BELLI, Margarete. O papel da telecolaboração na mobilidade acadêmica. In: LUNA, J. M. F.; SEHNEM, P. R. (Orgs.). O Programa Ciências sem Fronteiras em Avaliação. 1ª ed. São Paulo, Pontes Editores, 2017.

Downloads

Publicado

2022-11-04

Como Citar

HERPICH, M. D.; MACHADO, J. L.; SCHAEFER, R. CONTRIBUIÇÃO DA INTERNACIONALIZAÇÃO PARA A FORMAÇÃO INTEGRAL NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 31, n. 2, p. 61–76, 2022. DOI: 10.35699/2238-037X.2022.40478. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/40478. Acesso em: 30 nov. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS