EDUCAÇÃO E TEMPOS DESIGUAIS: ELEMENTOS PARA UMA RECONSTRUÇÃO DA PROBLEMÁTICA

Autores

  • Roberto Leher UFRJ

Palavras-chave:

Educação, Tempo, Formação Social

Resumo

Este estudo investiga as categorias do Tempo na área Trabalho-Educação, enfatizando a formulação do Banco Mundial e de seus críticos. Critica o uso de periodização como fordismo e pós-fordismo nos estudos da área, propondo os conceitos de desenvolvimento desigual do capitalismo e da coexistência de Tempos desiguais em uma mesma formação económico-social, indispensáveis para a re-construção da área.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberto Leher, UFRJ

Professor Titular da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro na linha Políticas e Instituições Educacionais

Downloads

Como Citar

LEHER, R. EDUCAÇÃO E TEMPOS DESIGUAIS: ELEMENTOS PARA UMA RECONSTRUÇÃO DA PROBLEMÁTICA. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 1, p. 128–142, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/8876. Acesso em: 4 dez. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos Semelhantes

> >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.