A IDEOLOGIA DA GLOBALIZAÇÃO NA POLÍTICA DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL BRASILEIRA

Autores

  • Roberto Leher FE/UFRJ

Palavras-chave:

Globalização, Capitalismo, Fomação profissional

Resumo

O estudo propõe que a globalização não é um conceito científico, mas sim uma ideologia resultante da crise estrutural do capitalismo. A sua difusão deve-se em grande parte ao Banco Mundial que impõe as suas premissas por meio do ajuste estrutural. Os argumentos que tentam justificá-la como conceito são negados. O capitalismo engendra a polarização entre os países centrais e periféricos, um processo que cinde o trabalho mundial. Assim, nas periferias, a formação profissional é esvaziada em suas bases científicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberto Leher, FE/UFRJ

Doutor em Educação pela Universidade
de São Paulo (USP), é professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Downloads

Como Citar

LEHER, R. A IDEOLOGIA DA GLOBALIZAÇÃO NA POLÍTICA DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL BRASILEIRA. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 4, p. 117–134, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9102. Acesso em: 17 maio. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS