ENGENHEIRO OU OPERÁRIO? O LYCÉE MARTIN NADAUD E A FORMAÇÃO PROFISSIONAL NA FRANÇA / Engineer or workman? The Lycée Martin Nadaud and the Professional Formation in France

Autores

  • Antônio de Pádua Nunes Tomasi Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais CEFET/MG
  • Jane Eyre Rios de Macêdo Ferreira Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais CEFET/MG

Palavras-chave:

Formação profissional na França, Formação operária, Fracasso escolar

Resumo

A formação profissional na França é marcada frequentemente pelo fracasso escolar. A escola francesa, igualitária, trata desigualmente os filhos das populações mais pobres, que, sob condições desfavoráveis, já se encontram em desvantagens antes mesmo de serem escolarizados. Os jovens, filhos dessas populações, tomarão quase que inevitavelmente o caminho da formação operária e substituirão seus pais nos trabalhos mais duros, enquanto os filhos dos profissionais liberais, entre outros, tomarão o caminho da formação superior e poderão acessar cursos como os de engenharia, por exemplo. Sob o argumento do mérito, que isentaria a escola de responsabilidades nos caminhos profissionais tomados pelos jovens, reproduz-se a classe operária francesa. Enquanto educadores franceses confirmam esse fato, jovens de um Liceu Técnico e Profissional na área de engenharia civil  entrevistados nesta pesquisa mostram que no cotidiano da escola, uma das formas de introduzi-los à formação profissional operária é fazendo-os aceitar resignadamente o fracasso escolar como sendo de sua responsabilidade e uma formação, que é quase sempre decidida pelo Liceu, como sendo a melhor para eles. O acesso desses jovens aos cursos de engenharia civil parece exigir, entre outras coisas, o rompimento com essa resignação e a incorporação de novas referências de vida e, ainda, a ajuda da família.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antônio de Pádua Nunes Tomasi, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais CEFET/MG

Doutorado em Sociologia pela Université Paris Diderot - Paris 7, Mestrado em Ciência Política pela UFMG, Graduação em Psicologia pela FUMEC. Professor Associado do Departamento de engenharia Elétrica e do Mestrado em educação tecnológica, ambos do CEFET-MG.

Jane Eyre Rios de Macêdo Ferreira, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais CEFET/MG

Mestrado em Educação Tecnológica pelo CEFET-MG, Graduação em em Pedagogia pelo UNIBH. Professora de Ensino Fundamental da Prefeitura de Belo Horizonte, SMED/PBH.

Downloads

Publicado

2014-02-09

Como Citar

TOMASI, A. de P. N.; FERREIRA, J. E. R. de M. ENGENHEIRO OU OPERÁRIO? O LYCÉE MARTIN NADAUD E A FORMAÇÃO PROFISSIONAL NA FRANÇA / Engineer or workman? The Lycée Martin Nadaud and the Professional Formation in France. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 22, n. 3, p. 35–53, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9067. Acesso em: 17 out. 2021.