Temas e questões para uma história da edição de quadrinhos na América Latina

Autores

Palavras-chave:

quadrinhos, história editorial, tipografia, imagem, literatura latino-americana

Resumo

Desde um ponto de vista histórico, encontra-se uma quantidade expressiva de revistas ilustradas, jornais, álbuns e graphic novels que permitem apontar a presença marcante da história em quadrinhos na América Latina. No entanto, ela continua sendo pouco pesquisada desde uma perspectiva da história editorial. Nosso ensaio buscará desenvolver temas que nos permitam pensar a materialidade dos quadrinhos na região a partir de um diálogo com campos como a história do livro e da leitura. Alguns quadrinhos publicados ao longo do século XX serão tomados como estudos casos, para discutir aspectos específicos relacionados à edição – tipografia, relação entre imagens / textos, apropriações culturais e introdução dos quadrinhos em projetos literários – com vistas a uma interpretação das peculiaridades históricas presentes nos quadrinhos da região. Consideramos possível apontar que tais elementos são fundamentais para o estabelecimento de uma expressão latino-americana dos quadrinhos a partir de uma abordagem transnacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ADAMS, Thomas; BARKER, Nicolas. A New Model for the Study of the Book. In: BARKER, N. (org.). A Potencie of Life: Books in Society. London: British Library, 1993. p. 5-43.

BREDEHOFT, Thomas. The Visible Text: Textual Production from Beowulf to Maus. Oxford: Oxford University Press, 2014.

CABROCHICO. Santiago de Chile, Quimantú, n. 3, 1971a.

CABROCHICO. Santiago de Chile, Quimantú, n. 5, 1971b.

CAGNIN, Antônio. Angelo Agostini – uma pesquisa. Nona Arte, São Paulo, v. 2, n. 2, p. 53-73, 2013. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/nonaarte/article/view/136871/132621. Acesso em: 25 out. 2020.

CHARTIER, Roger. Do livro à leitura. In: ______ (org.). Práticas de leitura. 5. ed. Tradução de Cristiane Nascimento. São Paulo: Estação Liberdade, 2011. p. 77-105.

CIRNE, Moacy. Bum! A explosão criativa dos quadrinhos. Petrópolis: Vozes, 1970.

CIRNE, Moacy. A linguagem dos quadrinhos: o universo estrutural de Ziraldo e Maurício de Sousa. 4. ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1975.

CORMORÁN. Santiago de Chile, Editorial Universitaria, v. 1, n. 8, dez. 1970.

CORTÁZAR, Julio. Papeles inesperados. Santillana: Alfaguara, 2009.

CRARY, Jonathan. Técnicas do observador. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

DARNTON, Robert. O beijo de Lamourette: mídia, cultura e revolução. Tradução de Denise Bottmann. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

DARNTON, Robert. “O que é a história do livro?” Revisitado. ArtCultura, Uberlândia, v. 10, n. 16, p. 155-169, jan.-jun. 2008. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/artcultura/article/view/1503/2758. Acesso em 25 out. 2020.

DORFMAN, Ariel; MATTELART, Armand. Para leer al pato Donald. Valparaíso: Ediciones Universitarias de Valparaíso, 1971.

DORFMAN, Ariel; JOFRÉ, Manuel. Supermán y sus amigos del alma. Buenos Aires: Editorial Galerna, 1974.

EFRAÍN GRANADOS, Daniel. Charros, chinos y aboneros: estereotipos, nacionalismo y xenofobia en el humorismo gráfico de El Universal. 2013. 214f. Tese (Licenciatura em História) – Colegio de Historia, Universidad Autónoma de México, México D.F., 2013.

EISNER, Will. Comics and Sequential Art. Tamarac: Poorhouse Press, 1985.

EISNER, Will; MILLER, Frank; BROWNSTEIN, Charles. Eisner/Miller: uma entrevista cara a cara conduzida por Charles Brownstein. Tradução de Ren Ferri. São Paulo: Criativo, 2004.

ESPAGNE, Michel. La notion de transfert culturel. Revue Sciences/Lettres, Paris, n. 1, 2013. DOI: https://doi.org/10.4000/rsl.219. Disponível em: http://journals.openedition.org/rsl/219. Acesso em 30 ago. 2020.

GABILLIET, Jean-Paul. ‘Fun in four colors’: comme la quadrichromie a créé la bande dessinée aux États-Units. Transatlantica, [S.l.], v. 4, p. 1-8, 2005. DOI : https://doi.org/10.4000/transatlantica.319. Disponível em: https://journals.openedition.org/transatlantica/319. Acesso em 30 ago. 2020.

GARCÍA, Fernando; ROCCA, Hernán. Tangos de historietas. Revista Latinoamericana de Estudios sobre la Historieta, Habana, v. 3, n. 11, p. 125-136, 2003. Disponível em: http://rlesh.mogno.com/11/11_garcia.html. Acesso em 25 out. 2020.

GENETTE, Gérard. Palimpsestes. La littérature au second degré. Paris: Seuil, 1982.

GOMES, Ivan L.; GONCALVES, Roberta F. Imagens de uma República infantil: Angelo Agostini nas revistas O Malho e O Tico-Tico. Revista Maracanan, Rio de Janeiro, v. 12, n. 14, p. 225-240, 2016. DOI: https://doi.org/10.12957/revmar.2016.20871.

GOMES, Ivan L. Angelo Agostini e os quadrinhos: algumas questões. In: RODRIGUES, M.; CALLARI, V. (org.). História e quadrinhos: contribuições ao ensino e à pesquisa. Belo Horizonte: Letramento, 2021. [no prelo].

GONÇALVES, Roberta. F. Uma aventura na América: a trajetória do personagem Chiquinho, dos Estados Unidos até o Brasil. In: VENÂNCIO, Giselle Martins (org.). Histórias no singular: textos, práticas & sujeitos. Curitiba: Appris, 2019. p. 17-36.

GUTIÉRREZ, Julio. Julio Cortázar’s, ‘Fantomas contra los vampiros multinacionales’: from sequential rhetoric to literary blending. Image and Narrative, Leuven, v. 17, n. 3, p. 86-97, 2016. Disponível em: http://www.imageandnarrative.be/index.php/imagenarrative/article/view/1291/1045. Acesso em 25 out. 2020.

JOFRÉ, Manuel. La historieta en Chile en la última década. Santiago: CENECA, 1983.

LAFARGUE, Jean-Nöel. Entre la plèbe & l’élite: Les ambitions contraires de la bande dessinée. [S.l.]: Atelier Perrousseaux, 2012.

LEFÉVRE, Pascal. The Battle Over the Balloon. Image and Narrative, Leuven, v. 7, n. 14, 2006. Disponível em: http://www.imageandnarrative.be/inarchive/painting/pascal_levevre.htm. Acesso em 25 out. 2020.

LIHN, Enríque. El circo en llamas. Santiago: LOM, 1996.

MARINGONI, Gilberto. Angelo Agostini: a imprensa ilustrada da Corte à Capital Federal, 1864-1910. São Paulo: Devir Livraria, 2011.

MATTELART, Armand. La dependencia de los medios de comunicación de masas en Chile. Estudios Internacionales, Santiago, v. 4, n. 13, p. 124-154, 1970. DOI: https://doi.org/10.5354/0719-3769.1970.18916. Disponível em: https://revistaei.uchile.cl/index.php/REI/article/view/18916/20035. Acesso em: 26 out. 2020.

MCCLOUD, Scott. Understanding Comics. New York: Harper Perennial, 1994.

MCLUHAN, Marshall. The Gutenberg Galaxy: The Making of Typographic Man. Toronto: University of Toronto Press, 1962.

MOLLIER, Jean-Yves. A leitura e seu público no mundo contemporâneo. Tradução de Elisa Nazarian. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

MONTEALEGRE, Jorge. Historia del humor gráfico en Chile. Lleida: Editorial Milenio, 2008.

O TICO-TICO, Rio de Janeiro, n. 1408, 28 set. 1932. Disponível em: http://memoria.bn.br/pdf/153079/per153079_1932_01408.pdf. Acesso em 30 ago. 2020.

PACHA, Daniel. Batman en Chile o la deformación histriónica de un mito. Aisthesis, Santiago, n. 57, p. 43-57, 2015. DOI: https://doi.org/10.7764/ais.57.43-57. Disponível em: https://scielo.conicyt.cl/pdf/aisthesis/n57/art03.pdf. Acesso em 26 out. 2020.

SILVEIRA, Guilherme. Os balões n’O Tico-Tico: esqueceram de desenhar? Revista História, Movimento e Reflexão, Dourados, v. 1, n. 1, 2013.

SMOLDEREN, Thierry. Naissances de la bande dessinée: de William Hogarth à Winsor McCay. Bruxelas: Les Impressions Nouvelles, 2009.

Downloads

Publicado

2021-03-31

Como Citar

Gomes, I. L. (2021). Temas e questões para uma história da edição de quadrinhos na América Latina. Aletria: Revista De Estudos De Literatura, 31(1), 169–194. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/aletria/article/view/25064

Edição

Seção

Dossiê: Estudos Editoriais