Efeito antimicrobiano do extrato da lippia sidoides Cham. sobre microrganismos cariogênicos

  • Ana Carolina Lyra de Albuquerque Universidade Federal da Paraíba -UFPB
  • Maria do Socorro Vieira Pereira Universidade Federal da Paraíba -UFPB
  • Jozinete Vieira Pereira Universidade Federal da Paraíba -UFPB
  • Maria Regina Macedo Costa Universidade Federal da Paraíba -UFPB
  • Jane Sheila Higino Universidade Federal da Paraíba -UFPB

Resumo

É fato comprovado que a maior parte das doenças que acomete a cavidade bucal é de origem infecciosa. Várias categorias de agentes químicos têm sido utilizadas no controle químico de biofilme dental, através de estratégias que visem a redução da adesão bacteriana, inibição do crescimento e proliferação dos microrganismos na superfície do dente. A Lippia sidoides Cham. (alecrim-pimenta) é uma planta do Nordeste do Brasil, cujo óleo essencial confere a esta planta forte ação anti-séptica contra fungos e bactérias. A presente pesquisa objetivou avaliar a atividade antimicrobiana in vitro do extrato da folha da Lippia sidoides Cham. sobre microrganismos do biofilme dental. Diante dos resultados alcançados, podemos afirmar que: o extrato da Lippia sidoides Cham. possui atividade antimicrobiana frente aos microrganismos testados.
Descritores: Lippia sidoides. Placa dentária. Susceptibilidade antimicrobiana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Carolina Lyra de Albuquerque, Universidade Federal da Paraíba -UFPB
Doutoranda em Diagnóstico Bucal, UFPB
Maria do Socorro Vieira Pereira, Universidade Federal da Paraíba -UFPB
Profª. Adjunta, Dept. Biologia Molecular, UFPB
Jozinete Vieira Pereira, Universidade Federal da Paraíba -UFPB
Profª. Titular, Dept. Odontologia, UEPB
Maria Regina Macedo Costa, Universidade Federal da Paraíba -UFPB
Graduanda de Odontologia, UFPB
Jane Sheila Higino, Universidade Federal da Paraíba -UFPB
Profª. Adjunta, Dept. Farmácia, UFPE

Referências

1. Havemose-poulsen A, Holmstrup P. Factors affecting IL-1-mediated collagen metabolism by broblasts and pathogenesis of periodontal
disease: a review of the literature. Crit Rev Oral Biol Med. 1997;8:217-36.
2. Featherstone JDB The science and practice of caries prevention. J Am Dent Assoc. 2000;131:887-99.
3. Fukushima K, Motada R, Ikeda T. Effects of exogenous insoluble glucan primer on insoluble glucan synthesis by Streptococcus mutans. J
Dent Res. 1981;67:51-5.
4. Torres CRG. Antimicrobial agents and your potential of use in odontology. Pós-Grad Rev Fac Odontol São José dos Campos 2000;3.
5. Almeida RVD. Efeito clínico de solução antiséptica a base de própolis em crianças cáries ativas. Pesq Bras Odontopediatria Clín Integr.
2006; 6:87-92.
6. Vinholis AHC. Mecanismo de ação da clorexidina. Rev Period. 1996;5:281-3.
7. Yunes RA, Pedrosa R, Cechinel V. Fármacos e fitoterápicos: a necessidade do desenvolvimento da indústria de fitoterápicos e fitofármacos no Brasil. Química Nova 2001;4:147-52.
8. Nunes DA. A utilização de agentes fitoterápicos
em Odontologia. Rev Fac Odontol UFBA
1999;28:11-4.
9. Haslam E. Natural Polyphenols (Vegetable Tanniins) as Drugs: Possible Modes of Action. J Nat Prod.1996;59:205-15.
10. Geraldini CA, Salgado EG, Rode SM. Ação de diferentes soluções de própolis na superfície dentinária-avaliação ultra-estrutural. Rev Fac
Odontol São José dos Campos. 2000;32.
11. Pereira JV. Atividade antimicrobiana do extrato hidroalcoólico da Punica granatum Linn. sobre microorganismos formadores da placa
bacteriana. Pesq Bras Odontopediatria Clín Integr. 2004;4:265.
12. Radünz LL. Secagem em camada delgada de folhas de Lippia sidoides Cham. In: Anais do XXX Congresso Brasileiro de Engenharia
Agrícola. Paraná: 2001.
13. Nunes RS. Caracterização da Lippia sidoides Cham. (Verbanaceae) como matéria primavegetal para uso em produtos
farmacêuticos. Scientia Plena. 2005;1.
14. Dantas IC. Plantas medicinais comercializadas no município de Campina Grande. Paraíba: 2006.
15. Bauer AW, Kirby WM, Sherries JC, Truck M. Antibiotic susceptibility testing by a standardized single disk method. Am J Clin Pathol.
1969;45:493-6.
16. National Comitte For Clinical Laboratory Standards. Performance standards for antimicrobial susceptibility testing. Twelth
informetional suplement. 2002;22-1.
17. Feitosa JG. Avaliação antimicrobiana do óleo essencial de Lippia sidoides realizada pelo método de difusão em placa. In: Anais da 28ª
Reunião da Sociedade Brasileira de Química. 2005.
18. Lacoste E. Lês propriétés aniseptiques de l’ huile essentielle de Lippia sidoides Cham. Applicacion à la microflora cutanée. 1996.
19. Lorenzo JL. Microbiologia para o estudante de Odontologia. São Paulo: Atheneu; 2004.
20. Oliveira FP. Effectiveness of Lippia sidoides Cham. (Verbenaceae) essential oil in inhibiting the growth of Staphylococcus aureus strains
isolated from clinical material. Rev Bras Farm. 2006;16:510-6.
21. Filho ES. Preparação e avaliação clínica de um anti-séptico bucal à base do óleo essencial da planta medicinal Lippia sidoides
Cham.(Alecrim pimenta). Rev ABO Nac. 1998;6:5-10.
22. Couto GB. Biocompatibilidade do extrato hidroalcoólico da Lippia sidoides Cham (Verbenaceae) / Biocompatibility of the Lippia
sidoides Cham. (Verbenaceae) hidro-alcoholic essence. Rev Cons Reg Odontol Pernambuco. 2000;3:83-90.
23. Girão VC. A clinical trial of effect of a mouthrinse prepared if Lippia Sidoides Cham essential oil in dogs with gingival disease. Prev
Vet Med. 2003:95-102.
24. Fernandes-Filho ES. Preparação e avaliação clínica do óleo essencial da planta medicinal Lippia sidoides Cham.(Alecrim pimenta). Rev
ABO Nac. 1998;6:323-5.
25. Vinholis AH. Mecanismo de ação da clorexidina. Rev Period. 1996;5:281-3.
26. Torres CR. Antimicrobial agents and your potential of use in odontology. Rev Fac Odontol São José dos Campos 2000;3:12-5.
Publicado
2016-03-14
Como Citar
Albuquerque, A. C. L. de, Pereira, M. do S. V., Pereira, J. V., Costa, M. R. M., & Higino, J. S. (2016). Efeito antimicrobiano do extrato da lippia sidoides Cham. sobre microrganismos cariogênicos. Arquivos Em Odontologia, 44(4). Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/3480
Seção
Artigos