Análise da composição de títulos e manchetes do diário "Olé" durante a cobertura das Copas do Mundo de 2014 e 2018

Conteúdo do artigo principal

Matheus Simões Mello
Mauro César Silveira

Resumo

Este artigo visa analisar a composição de títulos e manchetes dos textos publicados no diário argentino Olé durante a cobertura das Copas do Mundo de 2014 e 2018, dando ênfase àqueles formados por jogos de palavras ou com tom irreverente. Ao todo, 62 exemplares compõem o corpus desta investigação. Norteia-se metodologicamente através de mecanismos analíticos da Análise Pragmática da Narrativa Jornalística, proposta por Luiz Gonzaga Motta. Fundamenta-se teoricamente com obras que refletem acerca da linguagem jornalística esportiva, a estrutura de chamadas de textos no jornalismo esportivo e os elos entre emoção e a editoria de esportes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Mello, M. S., & Silveira, M. C. (2019). Análise da composição de títulos e manchetes do diário "Olé" durante a cobertura das Copas do Mundo de 2014 e 2018. FuLiA/UFMG, 3(2), 72–87. https://doi.org/10.17851/2526-4494.3.2.72-87
Seção
DOSSIÊ
Biografia do Autor

Matheus Simões Mello, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutorando e Mestre (2015) em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (PPGJOR/UFSC)

Mauro César Silveira, Universidade Federal de Santa Catarina

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com Mestrado e Doutorado em História Ibero-americana pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e Pós-Doutorado realizado na Universidad Carlos III de Madrid.

Referências

ALABARCES, Pablo. Fútbol, música y narcisismo: algunas conjeturas sobre “Brasil, decime qué se siente”. El oído pensante, v. 3, n. 1, p. 1-19, 2015.

CASTAÑON RODRÍGUEZ, Jesús. Universidad, Comunicación y Lenguaje Periodístico del Fútbol en América y España. Revista Digital Universitaria, v. 6, n. 6, p. 1-12, 2005. Disponível em: < https://goo.gl/U41rpX >. Acessado em: 19 jul. 2018.

FARINELLA, Leo. Tenía que ser el Chavo de Ochoa. Olé, Buenos Aires, 18 jun. 2014.

KOVACH, Bill; ROSENSTIEL, Tom. Os elementos do jornalismo: o que os jornalistas devem saber e o público exigir. São Paulo: Geração Editorial, 2004.

LAGE, Nilson. Linguagem jornalística. São Paulo: Ed. África, 2003.

LÓPEZ, Mariano Hernán; LÓPEZ, Andrés. Primeros apuntes de la historia del periodismo deportivo en Argentina. La Plata, Universidad Nacional de La Plata, 2011. Disponível em: < https://goo.gl/9aMo5d>. Acessado em: 20 jul. 2018.

MELLO, Matheus Simões. Hermanos y cercanos, pero no mucho: Estudo comparativo entre os jornais Lance! e Olé durante a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Dissertação (Mestrado em Jornalismo), Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2015.

MELLO, Matheus Simões. Força, Chape!? Narrativas da rivalidade futebolística em jornais catarinenses antes e depois da queda do voo LaMia 2933. Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 40, Curitiba, PR, 2017.

MELLO, Matheus Simões. Complexidades identitárias em Santa Catarina: análise de narrativas jornalísticas construídas nas transmissões radiofônicas de clássicos catarinenses de futebol. Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 41, Joinville, SC, 2018.

MOTTA, Luiz Gonzaga Figueiredo. Análise Pragmática da Narrativa Jornalística. In: LAGO, Cláudia; BENETTI, Márcia (org). Metodologia de pesquisa em Jornalismo. Petrópolis: Vozes, 2007, p. 143-167.

LAGO, Cláudia; BENETTI, Márcia (org). Análise Crítica da Narrativa. Brasília: Editora da UnB, 2013.

OLÉ. ¡De semi qué se siente!. Olé. Buenos Aires, 06 jul. 2014.

OLÉ. Capa Olé 17.06.2018. Olé, Buenos Aires, 17 jun. 2018.

OLÉ. Capa Olé 27.06.2018. Olé, Buenos Aires, 27 jun. 2018.

OLÉ. Capa Olé 07.06.2018. Olé, Buenos Aires, 07 jul. 2018.

ROJAS TORRIJOS, José Luis. Bases para la formulación de un libro de estilo de última generación. Construcción de un modelo teórico válido para los medios deportivos escritos y digitales en lengua española. Tese (Doutorado em Comunicação), Universidad de Sevilla, Sevilla, 2010.

STURARI, Bruno. Scola do Sampa. Olé, Buenos Aires, 14 jun. 2014.

STYCER, Maurício. História do Lance!. São Paulo: Alameda Editorial, 2009.