O desporto nas artes moçambicanas uma abordagem sumária

Conteúdo do artigo principal

Elídio Nhamona

Resumo

O presente artigo tem o objetivo de apresentar algumas obras que abordam o tema do desporto nas artes moçambicanas ao longo do século XX e analisar as diferentes perspetivas dos autores, demonstrando como essa atividade cultural foi usada para criticar os sistemas vigentes e discutir os meios para o estabelecimento de uma sociedade livre, fraterna e igualitária. Embora a literatura em seus diferentes géneros seja privilegiada, também apresentam-se algumas fotografias e uma breve série de cartuns a fim de mostrar a importância e o prestígio do desporto na sociedade colonial e pós-independência, com destaque para o futebol.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
NHAMONA, E. O desporto nas artes moçambicanas: uma abordagem sumária . FuLiA/UFMG , Belo Horizonte/MG, Brasil, v. 6, n. 2, p. 55–78, 2022. DOI: 10.35699/2526-4494.2020.29479. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/fulia/article/view/29479. Acesso em: 20 jul. 2024.
Seção
DOSSIÊ
Share |

Referências

ALBASINI, João. O livro da dor. Lourenço Marques: Tipografia popular, 1925.

CONVENTS, Guido. Os Moçambicanos perante o cinema e o audiovisual: uma história político-cultural do Moçambique colonial até à república de Moçambique (1896-2010). Maputo: Ébano Multimédia, 2011.

CRAVEIRINHA, José. O folclore moçambicano e as suas tendências. Mapu-to: Alcance Editores, 2009.

CRAVEIRINHA, José. Vila Borghesi e outros poemas de viagem. Maputo: JC Editores, 2012.

CRAVEIRINHA, José. Moçambique e outros poemas dispersos. Maputo: Alcance Editores, 2018.

CRAVEIRINHA, José. O Plebescito. Maputo: Alcance Editores, 2020.

CRAVEIRINHA, José. Obra poética. Maputo: Imprensa Universitária, 2002.

CRAVEIRINHA, João. Moçambique: Feitiços, cobras e lagartos. Maputo: Texto Editora, 2002.

DOMINGOS, Nuno. Futebol e colonização: corpo e cultura popular em Moçambique. Lisboa: Imprensa de ciências Sociais, 2012.

GUERREIRO, Manuel. Os macondes de Moçambique: sabedoria, língua, literatura e jogos. Volume IV. Lisboa: Junta de Investigação do Ultramar, 1964.

HEAS, Stéphane. Esporte. In: MARZANO, Michela. (Org.). Dicionário do corpo. São Paulo: Layola; Centro Universitário São Camilo, 2012, p. 405-10.

HONWANA, Luís. Nós matámos o cão tinhoso. Porto: Afrontamento, 1988.

HONWANA, Raúl. Memórias. Rio Tinto: Asa, 1989.

HUIZINGA, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento de cultura. São Paulo: Perspectiva, 2007.

JUNOD, Henri-Alexandre. Usos e costumes dos Bantu. Maputo: AHM, 1996.

KHAMBANE, Chitlango; CLERC André-Daniel. Chitlango, filho de chefe. Maputo: Cadernos da Tempo, 1990.

KNOPFLI, Rui. Mangas verdes com sal. Lourenço Marques: Minerva Central, 1972.

MAROLEN, D. P. Mitlangu ya vafana vavatsonga. Cleveland: The Central Mission Press, 1954.

MENDES, Orlando. Clima. Coimbra: Atlântida, 1959.

MENDES, Orlando. Portagem. Maputo: INLD, 1981.

PATRAQUIM, Luís. Rui de Noronha: Poeta do ser e do tempo. Índico, n. 47, p. 45-9, 2009.

RITA-FERREIRA, António. Os africanos de Lourenço Marques. Lourenço Marques: Instituto Investigação Científica de Moçambique, 1967-1968.

ROCHA, Ilídio. Imprensa de Moçambique: história e catálogo (1854-1975). Lisboa: Livros do Brasil, 2000.

ROCHA, Aurélio. Nota histórico-biográfica de José Craveirinha. In: CRAVEIRINHA, José. O Plebescito. Maputo: Alcance Editores, 2020, p. 5-14.

SOPA, António (Coord.). Campos Oliveira: a voz inicial. Maputo: Kulungwana, 2020.

ZIMBA, Sérgio. Riso pela paz. Maputo, Edição do autor, 1993.