Uma cobertura além do campo de jogo o público e a renda como temas de interesse da mídia na Copa América de 2019

Conteúdo do artigo principal

Mauro Lúcio Maciel Júnior
Hélder Ferreira Isayama

Resumo

Tendo em vista a repercussão gerada em torno do público e da renda das partidas da Copa América de 2019, o objetivo do presente artigo foi analisar a cobertura feita pela mídia acerca desse tema. Para tanto, foram analisadas 17 matérias veiculadas entre os dias 14 de junho e 07 de julho de 2019, pelo portal Globoesporte.com, a fim de compreender a forma como notícias específicas sobre essa temática foram pautadas por esse veículo de comunicação. Como resultados, foi possível perceber uma abordagem objetiva sobre o público e a renda dos jogos, com a presença de representações voltadas para o futebol como evento esportivo e sem a abertura de espaços para reflexões sobre a inserção desse esporte como um artefato cultural da sociedade brasileira. Tal constatação pode ser entendida como uma espécie de naturalização do futebol como um elemento de consumo, construída em um cenário político-econômico de expansão da hegemonia de pensamentos neoliberais, muitas das vezes aceitos e reproduzidos pela imprensa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
MACIEL JÚNIOR, M. L. .; ISAYAMA, H. F. Uma cobertura além do campo de jogo: o público e a renda como temas de interesse da mídia na Copa América de 2019. FuLiA/UFMG , Belo Horizonte/MG, Brasil, v. 5, n. 1, p. 139–159, 2021. DOI: 10.35699/2526-4494.2020.29583. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/fulia/article/view/29583. Acesso em: 17 abr. 2024.
Seção
DOSSIÊ
Share |

Referências

ALVITO, Marcos. A parte que te cabe neste latifúndio: o futebol brasileiro e a globalização. Análise Social, v. 41, n. 179, 2006, p. 471-474.

ARAÚJO, Rafael. Mineirão tem pior público pagante da Copa América; mineiros “acolhem” a Venezuela contra a Bolívia. 2019. Globoesporte.com, Belo Horizonte, 22 jun. 2019. Disponível em: https://glo.bo/3hgNuZ2. Acesso em: 21 out. 2019.

BENEVENUTTE, Thiago. Em Chile x Uruguai, Maracanã tem clima de Copa América pela 1ª vez e vê o melhor público do torneio. 2019. Globesporte.com, Rio de Janeiro, 24 jun. 2019. Disponível em: https://glo.bo/32Oc6Vd. Acesso em: 21 out. 2019.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República [2016]. Disponível em: https://bit.ly/32HM0Df. Acesso em: 29 out. 2019.

COSTA, Leda Maria da. Quem matou o futebol brasileiro? A novela da copa do mundo de 2014 na cobertura do jornalismo esportivo. Revista Eptic, v. 18, n. 1, jan.-abr. 2016.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. Neoliberalismo e subjetivação capitalista. Revista o olho da história, v. 1, n. 22, abril. 2016.

DIAS, Pâmela de Souza; MONTEIRO, Plínio Rafael; COSTA, Américo Pierangeli. Marketing esportivo e valor percebido: uma aplicação da análise conjunta nos programas sócio torcedor de clubes de futebol. XX SemeAd: seminários em Administração, nov. 2017.

DUARTE, Gabriel. Equador x Japão registra pior público pagante do Mineirão desde a remodelação do estádio. 2019. Globoesporte.com, Belo Horizonte,24 jun. 2019. Disponível em: https://glo.bo/2CxczQB. Acesso em: 21 out. 2019.

DUARTE, Gabriel; FROSSARD, Guilherme; ARAÚJO, Rafael. Brasil x Argentina: Mineirão tem maior renda da história com clássico sul-americano. 2019. Globoesporte.com, Belo Horizonte, 03 jul. 2019. Disponível em: https://glo.bo/3eGkvvT. Acesso em: 21 out. 2019.

FERNANDEZ, Martín. Fracasso de público, sucesso de renda: venda de ingressos abre primeira crise na Copa América. 2019. Globoesporte.com, Rio de Janeiro, 17 jun. 2019. Disponível em: https://glo.bo/39hk76e. Acesso em: 21 out. 2019.

FERNANDEZ, Martín. Organização da Copa América explica renda recorde e lugares vazios em Brasil x Bolívia. 2019. Globoesporte.com, Rio de Janeiro, 17 jun. 2019. Disponível em: https://glo.bo/2ZHS5NZ. Acesso em: 21 out. 2019.

GLOBOESPORTE.COM. Brasil x Bolívia tem maior renda já divulgada na história do futebol brasileiro: mais de R$ 22 milhões, 2019. Globoesporte.com, São Paulo, 14 jun. 2019. Disponível em: https://glo.bo/2WTRgQv. Acesso em: 21 out. 2019.

GLOBOESPORTE.COM. Brasil x Venezuela: após informação de ingressos esgotados, Fonte Nova não lota. 2019. Globoesporte.com, Salvador, 18 jun. 2019. Disponível em: https://glo.bo/3fMyMse. Acesso em: 21 out. 2019.

GOMES, Christianne Luce; AMARAL, Maria Teresa M. Lazer e Cultura: Metodologia da Pesquisa Aplicada ao Lazer. Brasília: UniSesi, 2005.

HAAG, Fernanda R. Futebol e o giro neoliberal: apontamentos e o caso brasileiro. Podium: Sport, Leisure and Tourism Review. São Paulo, v. 2, n. 1, p. 57-80, jan.-jun., 2013.

IBGE. Rendimento de todas as fontes 2018. IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Continua. Rio de Janeiro: IBGE, Coordenação de Trabalho e Rendimento, 2019, p. 1-12.

LOURENÇO, Leonardo; FERNANDEZ, Martín. Copa América só dá lucro quando jogam Brasil ou Argentina; veja números. 2019. Globoesporte.com, 20 jun. 2019. Disponível em: https://glo.bo/30nWFQA. Acesso em: 21 out. 2019.

LOURENÇO, Leonardo. Jogo de abertura da Copa América rende R$ 16 milhões de lucro. 2019. Globoesporte.com, São Paulo, 18 jun. 2019. Disponível em: https://glo.bo/2ODDYmz. Acesso em: 21 out. 2019.

LOURENÇO, Leonardo. Presidente da Conmebol rebate críticas a público baixo na Copa América “É um sucesso”. 2019. Globoesporte.com, São Paulo, 22 jun. 2019. Disponível em: https://glo.bo/3fYbwbb. Acesso em: 21 out. 2019.

LOZETTI, Alexandre; CALDAS, Allan; NATAN, Jorge; FERNANDEZ, Martín; ZARKO, Raphael; CERQUEIRA, Rodrigo; SCHIMIDT, Tébaro; BENEVENUTTE, Thiago. Final entre Brasil e Peru tem maior renda divulgada na história do futebol do país: R$ 38 milhões. 2019. Globoesporte.com, Rio de Janeiro, 07 jul. 2019. Disponível em: https://glo.bo/2BdPfqq. Acesso em: 21 out. 2019.

MALESON, Roberto. Fases finais da Copa América geram renda de R$ 58 milhões e igualam receita do Brasileirão. 2019. Globoesporte.com, Rio de Janeiro, 04 jul. 2019. Disponível em: https://glo.bo/2ZLHZeZ. Acesso em: 21 out. 2019.

MALESON, Roberto. Morumbi é estádio com maior lucro da Copa América; Mineirão é único com prejuízo; veja números. 2019. Globoesporte.com, Rio de Janeiro, 26 jun. 2019. Disponível em: https://glo.bo/3fNdbzV. Acesso em: 21 out. 2019.

MALESON, Roberto. Renda de jogos da Copa América tem dobro de receita do Brasileiro: cifras passam de R$ 100 milhões. 2019. Globoesporte.com, Rio de Janeiro, 24 jun. 2019. Disponível em: https://glo.bo/30Aa5Jw. Acesso em: 21 out. 2019.

MALESON, Roberto. Renda nos jogos da Copa América chega a R$ 77 mi e quase iguala bilheteria do Palmeiras em 2018. 2019. Globoesporte.com, Rio de Janeiro, 22 jun. 2019. Disponível em: https://glo.bo/32wI5ZM. Acesso em: 21 out. 2019.

MANTOVANELI, Wagner P.; MARTINUZZO, José Antonio. A dialógica do Grupo Globo e a territorialidade social. Revista Eptic, v. 18, n. 3, p. 95-111, set.-dez. 2016.

MASCARENHAS, Gilmar. “Não vai ter arena”: futebol e direito à cidade. Revista Advir, Associação dos Docentes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, n. 32, jul. 2014, p. 24-38.

MENEZES, Arthur (2018). O mapa do antifascismo nas arquibancadas. Medium, 07 maio 2018. Disponível em: https://bit.ly/3eOv3sW. Acesso em: 15 jul. 2020.

MOTTA, Luiz Gonzaga. As relações entre o real e o simbólico. In: MOUILLAUD, Maurice; PORTO, Dayrell Maurice. O jornal. Da forma ao sentido. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2002.

MAY, Tim. Pesquisa social: questões, métodos e processos. Trad.: Carlos Alberto Silveira Netto Soares. 3 ed. Porto Alegre: Artmed, 2004.

MUNDIM, Daniel; CARVALHO, Paula; MALESON, Roberto. Primeira rodada da Copa América no Brasil tem média de público 40% inferior do que a de 2016. 2019. Globoesporte.com, Rio de Janeiro, 17 jun. 2019. Disponível em: https://glo.bo/3fKQhcL. Acesso em: 21 out. 2019.

PEREIRA, Potyara Amazoneida. Política social do segundo pós-guerra: ascensão e declínio. Revista Serviço Social & Saúde, Unicamp, Campinas/SP, v. 9, n. 10, Unicamp, dez. 2010, p. 1-21.

SACRAMENTO, Igor. Saúde, estilo de vida e cultura de consumo num contexto neoliberal. RECIIS, online, p. 1-5, out.-dez. 2016.

SANTOS, Silvan Menezes do. MEZZAROBA, Cristiano; SOUZA, Doralice Lange de. Jornalismo Esportivo e Infotenimento: a (possível) sobreposição do entretenimento à informação no conteúdo jornalístico do esporte. Corpoconsciência, Cuiabá, v. 21, n. 2, p. 93-106, maio-ago., 2017.

SOUTTO MAYOR, Sarah Teixeira; SOUZA NETO, Georgino Jorge de. História do futebol. In: SILVA, Silvio Ricardo da; CORDEIRO, Leandro Batista; CAMPOS, Priscila Augusta Ferreira. (Orgs.). O ensino do futebol: para além da bola rolando. I ed. Rio de Janeiro: Jaguatirica, 2016, p. 25-48.

TRIVIÑOS, Augusto Nivaldo Silva. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.