A perspectiva relacional do capital social e o dilema da ação coletiva

conexões teóricas e metodológicas

Autores

  • Maria Flávia Pires Barbosa Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
  • Weber Soares Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-549X%20.2017.16056

Palavras-chave:

Capital Social, Ação coletiva, Análise de redes sociais, Medidas Relacionais de Capital Social

Resumo

Este artigo carrega o propósito de por em evidência as conexões teóricas e metodológicas existentes entre a perspectiva relacional do capital social e o dilema da ação coletiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARBOSA, M. F. P. Turismo solidário, capital social e desenvolvimento no município do Serro - Minas Gerais. Tese (Doutorado em Geografia) - Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2018.

BURT, R. Structural holes. Chicago: University of Chicago Press, 1992.

BURT, R. Structural holes versus network closure as social capital. In LIN, N.; COOK, K. e BURT, R. Social Capital: Theory and Research. Sociology and Economics: Controversy and Integration series. New York: Aldine de Gruyter, 2000. p. 31-56.

BURT, R. The network structure of Social Capital. In: SUTTON, R. e STAW, Barry. Research in Organizational Behavior, Greenwich, v. 22, 2000.

CAVALCANTE, G. V. Ciências das redes: aspectos epistemológicos. (Doutorado em Ciência da Informação) – CID/FACE, Universidade de Brasília, Brasília, 2009.

COLEMAN, J. S. Social Capital in the creation of Human Capital. American Journal of Sociology, 1988. p. 95-120.

COLEMAN, J.S. Foundations of social theory. Cambridge: Harvard University Press, 1990.

COSTA, W. M. Análise das relações pessoais e da relação com o saber na escola pública: investigação na Escola Estadual Professora Judith Bezerra de Melo. (Mestrado em Demografia) – PPGDEM/CCET, Universidade Federal do Rio

Grande do Norte, Natal, 2015.

DEGENNE, A.; FORSÉ, M. Introducing social networks. London: Sage, 1999.

ENGLE, S. Structural holes and Simmelian ties: exploring Social Capital, task interdependence and individual effectiveness. (Phd Thesis), University of North Texas, 1999.

FAZITO, D.; SOARES, W. (2011) Capital Social, análise de redes e os mecanismosintermediários do sistema migratório Brasil/EUA. In: DIAS, L. C.; FERRARI, M. (orgs.). Territorialidades Humanas e Redes Sociais. Florianopolis: Insular, 2011, p.

-241.

FERNANDES, A. S. A. O capital social e a análise institucional e de políticas públicas. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, vol. 36, n. 3, maio/jun. 2002. p. 375-398.

GRANOVETTER, M. Economic action and social structure: the problem of embeddedness. American Journal of Sociology, 1985. p. 481-510.

GRANOVETTER, M. The strengh of weak ties. American Journal of Sociology, 1973. p. 1360-1380.

HANNEMAN, R.A. e RDDLE. M. Introduction to social network methods. Riverside, CA: University of California, 2001.

LIN, N. Building a network theory of social capital. Connections, v. 22, n. 1, 1999. p. 28-51.

LIN, N. Social capital: a theory of social structure and action (structural analysis in the social sciences), Cambridge University Press, 2001.

LOURY, G. C. A Dynamic Theory of Racal Income Differene. In: WALLACE, P. A.; LaMond, A. M. (Org.) Women, Minorities, and Employment Discrimination. Lexington: Lexington Books, 1977.

MONASTERIO, L. M. Escolha racional e ação coletiva: problemas e soluções. Revista da Associação Mineira de Direito e Economia, vol. 3, 2010. p. 1-28.

MORENO, J. O novo capital social: a abundância de informação na era da sociedade em rede e os seus efeitos sobre a acumulação de capital social. ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, 2014.

OLSON, M. The logic f collective action. Cambridge: Harvard University, 1965.

PRATES, A. A. P.; CARVALHAES, F.A. de O.; SILVA, B. F. A. Capital Social e Redes Sociais: conceitos redundantes ou complementares. In: AGUIAR, N. Desigualdades sociais, redes de sociabilidade e participação política. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2007. p. 47-59.

PRELL, C. Social network analysis: history, theory and methodology. London, SAGE, 2012

PUTNAM, R. D. Comunidade e democracia: a experiência da Itália moderna. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1996.

SILVA, C. A.; FIALHO, J.; SARAGOÇA, J. Análise de redes sociais e Sociologia da acção: pressuposto teórico-metodológicos. Revista Angolana de Sociologia (online), 11, 2013. p. 91-106.

SIMMEL, G. Conflict and the web of group affiliations. New York and Glencoe, Free Press, 1955.

SIMMEL, G. The Sociology of Georg Simmel. New York and Glencoe, Free Press, 1950.

SOARES, W. Indicadores sociais, cartografia e análise de redes sociais: elementos para um diálogo possível entre dois campos de representação do real. Revista Geografias. Belo Horizonte, 2006.

VARANDA, M. P.; FONTES, B.; REGO, R.; EICHNER, K. A comunidade científica de analistas lusófonos de redes sociais: qual o potencial para a ação coletiva? Estudos de Sociologia. Recife, vol. 2, n. 21, 2015.

VARANDA, M. P. Acção colectiva entre pequenos empresários: uma análise de redes sociais. Análise Sociológica. Vol. XLII (182), 2007, p. 207-230.

VELÁZQUEZ, A. A. O; AGUILAR, N. G. Manual introductorio al análisis de redes sociales. Universidad Autónoma del Estado de México y Universidad Autónoma Chapingo, 2005.

WASSERMAN, S.; FAUST, K. Social network analysis: methods and applications. Cambridge: Cambridge University Press, 1994.

WELLMAN, B. The network community. In: WELLMAN, B. (ed.) Networks in the global village. 1999. Disponível em: <http://groups.chass.utoronto.ca/netlab/> Acesso em: 20 jan. 2017

Downloads

Publicado

2019-11-15

Como Citar

Barbosa, M. F. P. ., & Soares, W. . (2019). A perspectiva relacional do capital social e o dilema da ação coletiva: conexões teóricas e metodológicas . Revista Geografias, 25(2), 50–65. https://doi.org/10.35699/2237-549X .2017.16056

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>